Opiniões

Após eleição, Campos Ficha Limpa vai fiscalizar os novos Executivo e Legislativo goitacás

Por Rodrigo Gonçalves, em 05-10-2012 – 19h42

Um dos destaques desta eleição, o “Movimento Campos Ficha Limpa” não vai acabar junto com o pleito. Ao participar do Folha no Ar desta sexta-feira, o advogado José Paes Neto, idealizador do movimento, informou que a proposta é transformá-lo em uma espécie de observatório para fiscalizar o Legislativo e Executivo. Já com mais de 2500 assinaturas, muitas colhidas em uma tenda no calçadão, o abaixo-assinado contra a instabilidade política do município tem assinaturas de peso como a do senador Lindbergh Farias. Mas um delas, segundo o advogado, chamou atenção: a do ex-prefeito e candidato Arnaldo Vianna.

— O Arnaldo assinou em um momento em que eu não estava presente na tenda, pois falaria com ele que o movimento é justamente para alertar a população sobre escolha de votar em um candidato que tenha pendência judicial e que no futuro possa gerar novamente instabilidade política do município. Ele não tem o registro — disse o advogado, que, indagado sobre a possibilidade da assinatura de Rosinha e Garotinho, também demonstrou resistência. “A decisão de assinar ou não vai do bom senso daquele político que sabe da sua situação eleitoral”, completou.

Para o advogado, a assinatura dos candidatos Erick Shunk (PSOL), José Geraldo (PRP) e Makhoul Moussallem (PT) e de outros políticos da cidade reforçam a importância do movimento, que também vem ganhando adesão de formadores de opinião. “Fizemos um amplo trabalho de divulgação no Centro e também nas redes sociais. Já fui até procurado por pessoas de outros municípios interessados em implantar ações semelhantes. A seriedade do nosso movimento vai permitir que perdure independente de eleição. Mesmo após o pleito a gente vai continuar com atividades que buscam a moralização da política e de atos tanto Executivo, quanto do Legislativo”, destacou.

Mesmo sem alcançar ainda as cinco mil assinaturas propostas na petição virtual, José Paes Neto  acredita que o movimento colaborou para que muitos tivessem um voto mais consciente neste domingo. “Nos últimos oito anos (2004/2012), sete políticos diferentes assumiram a prefeitura, em razão de pendências jurídicas, que ocasionaram cassações de mandato e até mesmo prisões de secretário. Essa situação gera prejuízos de toda ordem, afetando a economia da cidade e o bem-estar da sua população. As pessoas estão entendendo isso, mas é uma pena que ainda não seja a maioria”, disse, ressaltando as assinaturas ainda podem ser feitas no www.avaaz.org.


Publicado aqui, pelo jornalista Rodrigo Gonçalves, no blog do programa “Folha no Ar”.

Este post tem 4 comentários

  1. Emocionada,acabei de exercer o que de melhor poderia fazer pela minha pátria 😮 meu voto,consciente, não sei se fiz o melhor ,o futuro dirá,pelo menos foi FICHA LIMPA.Dedico o meu singelo voto aos vários amigos desaparecidos na época da REDENTORA,que se vivos estivessem aqui o fariam com certeza,pois por isto lutaram,foram torturados e mortos.

  2. Espero que o FICHA LIMPA continue exercendo a sua cidadania ,e, que a FOLHA DA MANHÃ também:limpa, imparcial como o seu fundador sempre o fez .

  3. Será q se um dia o candidato do fundador desse movimento for prefeito tb será fiscalizado, ou isso só vale enquanto a prefeita for Rosinha?

  4. Caro Marcelo,

    Isso vale para a prefeita Rosinha (se realmente for diplomada e tomar posse) e para qualquer outro prefeito que estiver no poder. Sou o fundador, mas o movimento é composto de diversas outras pessoas, que assim como eu, vêem Campos muito além de questões partidárias e interesses pessoais.

    Mas que bom que você já vislumbra Rafael Diniz prefeito no futuro, pois certamente o seu trabalho sério, ético e comprometido com a moralidade renderá o apoio em massa da sociedade campista.

    Forte abraço

Deixe uma resposta

Fechar Menu