Opiniões

Governistas tranquilos

Por alexandre bastos, em 07-10-2012 – 1h26

Durante todo o dia de ontem (06) pessoas ligadas ao grupo de oposição acreditavam que alguma reviravolta jurídica poderia complicar a situação da prefeita Rosinha Garotinho (PR). Entre as possibilidades estava a movimentação da coligação “Juntos por Campos” no STF (aqui). Porém, em seu blog, o advogado Francisco de Assis Pessanha Filho deixou claro que o clima no grupo governista é de pura tranquilidade. “Acabei de ler no blog da competente Jornalista Suzy Monteiro, aqui, hospedado no site da Folha da Manhã, que a Coligação do PT recorreu ao STF da decisão do TSE que deferiu o registro da Prefeita Rosinha Garotinho. Seja lá qual foi a medida, ela é incabível. O único recurso cabível seria para o plenário do próprio TSE. As decisões do TSE são terminativas, salvo raras exceções, dentre as quais não está a hipótese de registro. Assim, as chances de sucesso nessa desesperada (mais uma) tentativa é zero. É mais fácil um boi voar. Eleição se ganha, ou se perde, no voto”, disse.

Garotinho aposta em “votação consagradora” — Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) disse: “Tentaram de todas as formas impedir Rosinha de ser candidata, usaram os golpes mais baixos que se tem notícia, inventaram matérias, rasgaram a Lei Eleitoral, valeu de tudo. Felizmente o TSE corrigiu a tempo a decisão partidária tomada pelo TRE – RJ, presidido por Luiz Zveiter, cabo eleitoral de Cabral, cujo irmão Sérgio Zveiter foi secretário do governador até sair para ser candidato em Niterói.  Neste domingo, o povo vai dizer nas urnas que o melhor para Campos é Rosinha. Vamos à vitória no 1º turno”, afirmou.


Postado aqui, no Blog do Bastos.

Atualização às 12h05: Alteração para correção de um erro de digitação identificado pelo leitor Gustavo Alejandro Oviedo.

Este post tem 3 comentários

  1. Não vai não,Aposto no voto silencioso.

    Teu voto ´SAGRADO e SECRETO.

  2. Não deve ser tão tranquilo, se o clima é de ‘puta tranquilidade’…

  3. Caro Alejandro,

    Realmente, ainda que involuntário, foi um “puta” erro de digitação do Bastos, que também passou por mim. Agradeço, pois, pelo toque.

    Abç e grato pela colaboração!

    Aluysio

Deixe uma resposta

Fechar Menu