Opiniões

Nahim: proposta de Roberto Henriques para a Fenorte é falta de bom senso

Aqui, em carta aberta ao governador Sérgio Cabral (PMDB), o deputado estadual Roberto Henriques (PSD) propôs transformar a Fundação Estadual do Norte Fluminense (Fenorte) em secretaria estadual do Norte e Noroeste Fluminense. Aqui, quem criticou a ideia e deu seus motivos  foi o advogado Cleber Tinoco. Além dele e de maneira ainda mais contundente, quem classificou a proposta como “falta de bom senso” foi o próprio presidente da Fenorte, Nelson Nahim (PSD). Além de pertencerem ao mesmo partido, ambos são nele pré-candidatos a eleição em outubro: Henriques na tentativa de reeleição à Alerj e Nahim, à Câmara Federal.

Do que disse Nelson sobre a proposta de Roberto, cuja eleição em 2010 é em muito creditada ao apoio recebido do primeiro, que era prefeito interino à época, durante uma das duas cassações da prefeita Rosinha Garotinho (PR), confira abaixo na apuração e redação do jornalista da Folha Mário Sérgio Júnior:

 

(Montagem de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)
(Montagem de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

A proposta é uma falta de bom senso. Respeito a opinião do Roberto, mas sou contra terminar com a Fenorte. A Fundação deveria ser fortalecida e essa proposta, com todo o respeito, foi feita por mim quando Rosinha era governadora. A ideia é fazer com que a Fenorte esteja ligada ao Gabinete do Governador e não mais subordinada à secretaria de Ciência e Tecnologia.

 

Atualização às 19h20: Quem também se pronunciou, contundente como de hábito, sobre a polêmica iniciada com a proposta de Roberto Henriques sobre a Fenorte, foi o blogueiro e presidente municipal do PV Gustavo Matheus. Confira aqui.

Este post tem 6 comentários

  1. Quero ver agora com essa verba que saiu hoje para a FENORTE, onde vai ser a “locação de máquinas”, vai dar para o Presidente locar e muito dessa vez?
    Alguém viu para onde foi a verba de 2013? A Lei da transparência passa longe da Fundação!
    Gasparzinho está solto na área… e com isso nós servidores ficamos mais uma vez flutuando.

  2. Quero ver agora com essa verba que saiu hoje para a FENORTE, onde vai ser a “locação de máquinas”, vai dar para locar e muito dessa vez!
    Alguém viu para onde foi a verba de 2013?
    A Lei da Transparência passa longe da Fundação!
    Gasparzinho está solto na área… e nós servidores mais uma vez flutuando, depois a culpa é de Sérgio Ruim.

  3. Nessa disputa de Poder, acho que assiste razão ao Nahim, quando fala de submeter a FENORTE ao controle direto do Governador. Eu sou de opinião que o Governo, seja ele qual for, deve despolitizar a Instituição e transformá-la numa Agência de Fomento Regional, devidamente amparada por recursos e uma administração mais profissional comprometida com o nosso desenvolvimento integrado, com a dinamização das políticas públicas nas áreas da ciência e tecnologia para difusão do conhecimento científico estendido às pontas da produção.

  4. Caríssimos Aluysio,Ze Renato,Leitores e Comentaristas, Saibam que fico feliz quando nossa gente está discutindo os temas que envolvem nosso cotidiano. Pior seria o silêncio sepulcral das mentes mortas,que desistiram de cogitar a cerca desta maravilhosa viagem cósmica para qual a espiral histórica nos arrasta.Bendita seja a pluralidade das nossa ideias,desde que esta não esteja servil aos interesses meramentes particulares,tais como : defesas de privilégios,interesses inconfessáveis envolvendo a coisa pública ,falsa postura ética,dentre outras. Coloco-me a inteira disposição daqueles que não se escondem em anonimatos; dos que sinceramente discutem dominados pelo espírito público ; dos que não se cansam de filosofar na simplicidade e abertura ao próximo,bem como,dos que se entregam as lutas que edificam. Não
    tenho medo,sou absolutamente tranquilo nos ambientes onde se travam discussões,porém preocupa-me as as raivosas reações de alguns … Não discutem…. reclamam direitos que não
    lhes pertencem; exalam iras,porque sabem que seus argumentos são falsos e interesseiros . Tenho pontos de divergências com a opinião em tela sobre minha ” Carta aberta” dada pelo Dr. Cleber Tinoco,porém o barabenizo por buscar discordar orientando-se pelos caminhos dos seus argumentos e serenamente disponibilizar matéria e condições para aprofundar uma avaliação
    com as garantias das regras da civilidade. Saudável e contributiva posição para o sagrado direito de qualquer pessoa questionar a minha atuação parlamentar . Estou aberto,Dr. Cleber,a aprofundar para melhorar cada produto do trabalho que executo. O Gabinete que está a mim disponibilizado,custeado pelo dinheiro público tem portas abertas ,como aceitaria prazeirosamente um convite do Senhor para ir ao seu escritório.Aluysio e Ze Renato,encerro,respeitando outros comentários,lamento que tantos outros são apenas argumentos que servem a vaidade de posições preconceituosas e noutros , reconheço-os,apenas como gritos de manjados fisiológicos que não os levo a sério….Não dedico a eles sequer um “período composto” ,muito menos uma oração…A eles outra oração…Que Deus tire de seus corações o ódio que nutrem pela pela democracia. Quanto ao Gustavo Mateus,rogo para que não entres pela porta larga da perdição…Andas nervoso,perdeste o traquejo da boa escrita ? Segure firme,promissor escriba …Cartola lhes diria : “Ainda e cedo… Preste Atenção
    …Ouça-me bem… Cuidado!!!! A vida e um moinho….” Eu,humildemente lhes digo : Sobre o jovem,repousa a presunção da inocência . Ao blog,obrigado pelo espaço. Fraterno abraço
    a todos. Abraça-os , Roberto Henriques .

  5. Bem, aqui do lado de fora vejo uma falta de responsabilidade com o serviço público e uma falta de respeito com os servidores deste órgão e suas famílias. O termo “capricho político” que li em outros comentários, é muito pertinente nesse triste episódio onde se gasta dinheiro do povo sem nenhum retorno para o mesmo povo. Me parece que a conta é bem simples, a UENF precisa de funcionários e o governo não quer lhe conceder abrir concurso, por outro lado a FENORTE possui servidores que não estão sendo aproveitados e que querem trabalhar, e possuem similaridade dos cargos e funções dos dois quadros, pois a FENORTE fora a mantenedora da UENF até 2001.

  6. até agora os políticos ficam no blabla e não resolvem nada
    embora a população está horrorizada. Chega de votar nestes que não fazem nada. Caiam fora da política de Campos e vão trabalhar de verdade e parar de manipular vidas de varias famílias vítimas desta corrupção.

Deixe uma resposta

Fechar Menu