Opiniões

Magal conta com presidência da Câmara ou candidatura à Alerj

(Foto de Valmir Oliveira - Folha da Manhã)
(Foto de Valmir Oliveira – Folha da Manhã)

 

Ou a candidatura a deputado estadual em outubro, ou a presidência da Câmara de Campos no segundo biênio. Isto é o que o vereador Jorge Magal (PR) espera que seja definido para ele, provavelmente ainda no próximo mês, e revelou estar acordado com o líder maior do seu grupo político, o deputado federal e pré-candidato a governador Anthony Garotinho (PR). Em relação ao novo comando da Câmara, Magal ecoa o atual presidente Edson Batista (PTB), que, como divulgou aqui o Blog do Bastos, atrela qualquer mudança na eleição da mesa diretora à nova Lei Orgânica do município. Quanto à disputa à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), independente de entrar nela ou não, o vereador do PR criticou a posição do presidente do seu partido em Campos, Wladimir Garotinho, em relação ao apoio preferencial que este tem dado à pré-candidatura de Bruno Dauaire (PR):

— O partido em Campos certamente terá mais candidatos. Além de mim, Pudim, o pastor Éber, Gil Vianna e Paulo Hirano também são pré-candidatos a deputado estadual. Wladimir tem direito de, como pessoa, apoiar quem ele quiser. Mas, na condição de presidente do PR em Campos, tem que adotar a postura de magistrado em relação a todas as candidaturas da legenda.

Sobre a nova mesa diretora da Câmara de Campos, Magal confirmou existir um acordo, fechado numa reunião com Garotinho, na presença de todos os vereadores governistas eleitos em 2012, ainda em dezembro daquele ano, onde teria ficado acordado que ele seria, concluído o primeiro biênio de Edson, o novo presidente da Câmara:

— Isso é o que ficou acordado, antes mesmo de tomarmos posse dos nossos mandatos. Foi também conversado que os integrantes da mesa diretora não poderiam ser reeleitos, pelo menos não nos mesmos cargos. De qualquer maneira, Garotinho também frisou que a renovação da mesa não deveria virar tema de discussão, sendo resolvida internamente, dentro do grupo governista. Na verdade, estamos todos esperando ele para definir essas questões, tanto do novo comando da Câmara, quanto da definição dos candidatos em outubro. Acredito que ele deva fazer as duas coisas em março, depois do carnaval.

Violência invade os ouvidos, da madrugada à manhã, nas praias de SJB

Frequentadora assídua do litoral sanjoanense, quem também se manifestou aqui, na democracia irrefreável das redes sociais, sobre a onda de violência e vandalismo em Atafona e Grussaí, foi a assistente social Laura Pereira Pinto. Para provar que a incapacidade de conviver em sociedade não é exclusividade da periferia, ela denunciou o drama que os vizinhos da boate Canto do Meio têm sido submetidos todas as madrugadas e manhãs de sábado e domingo neste verão, sem nenhum amparo do poder público. Vale a pena conferir:

 

som alto

 

“Moro em Chapéu de Sol e fico sem dormir nos fins de semana por causa da altura e do péssimo gosto musical do Canto do Meio. A altura do som é absurda. Já reclamamos, fizemos movimento com os moradores e nada. Uma verdadeira falta de respeito aos moradores e frequentadores da praia .O som vai até as 7:00 hs da manhã”.

Com a palavra a Guarda Civil Municipal, a Polícia Militar e o Ministério Público de São João da Barra…

Satisfação ao leitor

Folha

 

Por problemas de ordem técnica num novo equipamento de pré-impressão, adquirido justamente na intenção de levar às ruas sempre o melhor produto impresso, a edição da Folha da Manhã de hoje não pôde circular. A todos os leitores e anunciantes, as nossas desculpas. A partir de amanhã, como fez em seus 36 anos de vida, o jornal volta a circular normalmente.

Carla não acusa golpe na nova mesa da Câmara de SJB

Carla Machado

 

“Não vejo como golpe. Terminei meu mandato e me afastei da política de São João da Barra, até para não ser acusada de interferência”. Foi assim que a ex-prefeita Carla Machado (PT) reagiu hoje à eleição antecipada, ontem, da mesa diretora da Câmara (confira aqui), que reelegeu Aluizio Siqueira (PMDB) presidente, agora pelas mãos do prefeito Neco (PMDB), fez o antigo opositor (do governo Carla) Franquis Arêas (PR) como segundo secretário e tirou a vice-presidência de Soninha Pereira (PT), cargo agora ocupado pelo líder governista Alex Firme (PMDB). Soninha era tida como uma das aliadas mais fieis de Carla no Legislativo, assim como o primo desta, Ronaldo da Saúde (Pros), mas ambos votaram a favor da nova composição da mesa.

Carla lembrou que havia um acordo firmado na primeira eleição da mesa, coordenada por ela, para que nenhum dos seus integrantes fosse reeleito no segundo biênio, o que não se cumpriu. No entanto, preferiu não polemizar:

— Soube anteontem (18) que a escolha da mesa da Câmara seria antecipada para a sessão do dia seguinte (19). Não interferi. A decisão cabe aos vereadores e a costura da composição, ao prefeito, que conseguiu o apoio integral da Câmara. Ele tem tudo para fazer um governo maravilhoso. E, como sanjoanense, eu espero que faça.

Feijó eleito para a Comissão de Agricultura da Câmara Federal

 

Deputado e pré-candidato à reeleição em outubro, Paulo Feijó (PR) acabou de ser eleito em Brasília para presidir a Comissão de Agricultura da Câmara Federal. Num país que tem no agronegócio um dos principais alicerces da sua balança comercial, a comissão é considerada uma das mais importantes, que pode trazer dividendos também para Campos, Norte e Noroeste Fluminense, onde a agricultura ainda desempenha importante papel na economia.

Na defesa dos interesses da região, Feijó pode fazer, na Câmara Federal, uma dobrada com o deputado estadual João Peixoto (PSDC), que na Alerj também preside a Comissão de Agricultura. Mas só na economia, pois na política, os dois deputados seguem caminhos bem distintos: Feijó como aliado fiel do deputado federal e pré-candidato a governador Anthony Garotinho (PR), enquanto Peixoto está alinhado com o governador Sérgio Cabral (PMDB) e seu vice, o também pré-candidato ao Palácio Guanabara Luiz Fernando Pezão (PMDB).

OAB alertou forças de Segurança sobre violência nas praias e nada foi feito

Carlos Fernando Monteiro da Silva Guru, presidente da OAB-Campos (foto de Helen de Souza - Folha da Manhã)
Carlos Fernando Monteiro da Silva Guru, presidente da OAB-Campos (foto de Helen de Souza – Folha da Manhã)

 

O problema da violência crescente nas praias sanjoanenses, nas quais 10 homicídios já foram cometidos em janeiro e fevereiro, não pegou o poder público de tocaia. Muito antes do artigo da Folha do último domingo denunciar o problema (aqui), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Campos, que atende também São João da Barra, já havia alertado oficialmente as forças de Segurança Pública, desde julho do ano passado, sobre a explosão da violência no município, sem nenhuma resposta.

Na verdade, foram dois os ofícios encaminhados neste sentido pelo presidente da OAB local, Carlos Fernando Monteiro da Silva, o Guru. O primeiro, de 30 de julho de 2013, endereçado ao comando do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no qual foi alertado:

— Considerando o alavancamento industrial que vem ocorrendo na região de São João da Barra nos últimos anos, com o consequente crescimento populacional, no que tange a questões de segurança, aquela cidade vizinha está muito aquém da necessidade real, dispondo de pouco efetivo, viaturas insuficientes e comunicação morosa. Conforme os números da Polícia Militar, verificados no livro de ocorrências, houve um expressivo aumento da criminalidade naquela cidade, onde, há 10 anos, um homicídio era um crime comentado por meses e o número era mínimo por ano. Hoje a contagem é mensal: roubos, furtos, assaltos, estupros etc.

Sem resposta ao primeiro alerta, nem para tentar justificar as limitações de efetivo do 8º BPM, a OAB-Campos enviou outro ofício, no último dia 7 de janeiro, desta vez endereçado à pessoa do secretário estadual de Segurança José Beltrame. Neste segundo pedido por ações para garantir a segurança não só nas praias de São João da Barra, mas em todo o litoral da região, antes de reforçar os argumentos do ofício anterior, a OAB advertiu para o iminente recrudescimento da violência durante o verão:

— Considerando o início do período de veraneio no Litoral Norte Fluminense.

Até o presente momento, com 12 homicídios contabilizados no verão das praias de Atafona, Grussaí, Chapéu de Sol e Farol de São Thomé, nenhuma resposta foi dada, nem na formalidade de um ofício, nem na realidade da segurança no litoral da região. Confira abaixo os dois ofícios da OAB, ignorados pelo 8º BPM e pela secretaria estadual de Segurança Pública:

 

Ofício da OAB de 30/07/13, destinado ao 8º BPM, sem nenhuma resposta
Ofício da OAB de 30/07/13, destinado ao 8º BPM, sem nenhuma resposta

 

 

Ofício da OAB de 07/01/13, ao secretário de Segurança José Beltrame, também sem resposta
Ofício da OAB de 07/01/13, ao secretário de Segurança José Beltrame, também sem resposta

Em golpe de Neco contra Carla, Câmara de SJB reelege hoje Aluizio presidente

(Montagem de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)
(Montagem de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Está correta a informação divulgada aqui pelo SJB Online e repercutida aqui pelo Blog do Bastos: na sessão que começa daqui a pouco, será antecipada a eleição da mesa diretora da Câmara de São João da Barra. O objetivo é a reeleição de Aluizio Siqueira (PMDB) como presidente, agora pelas mãos do prefeito Neco (PMDB), não mais da ex-prefeita Carla Machado (PT), assim como a não reeleição de Soninha Pereira (PT) da vice-presidência. Tida como pessoa da confiança de Carla, Soninha seria tirada da mesa diretora no primeiro golpe aberto de Neco contra sua antecessora. Dos nove vereadores da Câmara, já estariam fechados com a manobra, desde uma reunião de ontem, os vereadores Alex Firme (PMDB), Elísio Motos (PDT) e os ex-oposicionistas (de Carla) Kaká Machado (PT do B) e Franquis Arêas (PR).

Atualização às 18h41: Conforme antecipado pelo blog, foi desferido o primeiro golpe aberto do prefeito Neco contra a ex-prefeita Carla Machado, com a reeleição de Aluizio Siqueira como presidente da Câmara, e a saída de Soninha Pereira da mesa diretora, substituída pelo líder governista Alex Firme na vice-presidência, na sessão de hoje. Além do mesmo presidente e do novo vice, a mesa do próximo biênio será ainda composta por Jonas Oliveira (PMDB), que continua como primeiro secretário, e Franquis Arêas, opositor ferrenho da gestão Carla e novidade, no governo Neco, como segundo secretário do Legislativo.

Wladimir costura apoio de Thiago, Neném e Jorge Rangel para Bruno Dauaire

(Montagem de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)
(Montagem de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

Enquanto alguns vereadores governistas tentam emplacar suas pré-candidaturas para a eleição de outubro e outros são pressionados pelo casal Garotinho para apoiar Pudim à Alerj, a pré-candidatura de Bruno Dauaire (PR) a deputado estadual já contabiliza o apoio de dois edis da bancada de apoio a Rosinha: Thiago Virgílio (PTC), Neném (PTB) e Jorge Rangel (PSB) — o último licenciado da Câmara para ocupar a secretaria municipal de Limpeza Pública. A costura foi feita pelo presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, que está em Brasília desde ontem, tratando com o pai do assunto.  Depois que voltar a Campos, Wladimir tem marcada no início da próxima semana uma reunião com os três vereadores, mais Bruno e o pai deste, o ex-prefeito sanjoanense Betinho Dauaire (PR), para afinar os detalhes da campanha do(s) filho(s) para outubro, que vem ganhando força dentro das hostes governistas.

Atualização às 16h18 para correção de informação.

Fechar Menu