Opiniões

Fundação Municipal dos Esportes entre Neném e Garotinhos

Vereador Luiz Alberto Neném
Vereador Luiz Alberto Neném

 

“Venho recebendo em meu gabinete várias denúncias de irregularidades na Fundação (Municipal do Espotes, FME). Não estou contra o governo Rosinha (Garotinho, PR) e nem contra o secretário Pampa (presidente da FME). Estou a favor dos atletas e do esporte de Campos. Fui eleito com a bandeira do esporte e não posso, enquanto vereador, abrir mão do meu papel de fiscalizar”. Foi o que disse hoje Luiz Alberto Neném (PTB), vereador da base governista, que nas última sessões na Câmara tem adotado um tom mais crítico quanto ao governo municipal, sobretudo em relação à FME.

Neném foi vice do ex-presidente da FME Magno Prisco, o Maguinho, ex-atleta e empresário, durante todo o primeiro mandato de Rosinha, saindo só no período de desincompatibilização fixado em lei para se candidatar, e vencer, a eleição para vereador em 2012. No segundo mandato da prefeita, a partir de 2013, quando a FME passou a ser presidida por Pampa, ex-jogador de vôlei e campeão olímpico pelo Brasil em 1992, começou um processo de afastamento do vereador com sua antiga pasta, que agora ameaça a relação com o próprio governo. Atleta amador e empresário, Neném não poupa comparações entre a sua gestão com Magno Prisco na FME e a atual, sob comando de Pampa:

— Do início de 2009 ao fim de 2012, a Fundação recebeu R$ 14,485 milhões. Em 2013 e 2014, a Fundação já recebeu R$ 14,645 milhões de dinheiro público, cerca de R$ 180 mil a mais, na metade do tempo. Isso sem contar esses quatro primeiros meses de 2015, cujos gastos ainda não tive acesso. Mas o que foi feito nessa nova gestão? O que trouxe de novidade em relação ao que Maguinho e eu fizemos? Melhorou o esporte no município?

Cobrado por uma exemplificação que justificasse seus questionamentos, Neném citou o caso da Associação Brasil Olímpico. Segundo o vereador, ela foi criada em dezembro de 2013 e em abril de 2014 teve um convênio no valor de R$ 5,7 milhões firmado com a FME, com prazo até dezembro de 2016:

— Sob a presidência de Maguinho, a Fundação só firmava convênios anuais, que só seriam renovados, ou não, após ter um atestado de regularidade enviado pela secretaria de Controle. Até para evitar problemas e irregularidades com o dinheiro público, nunca fizemos convênios fora desses termos. E agora, como esse convênio vai até dezembro de 2016, quem fiscaliza se está tudo correndo corretamente? Ou fica para o próximo prefeito fiscalizar?

Neném foi um dos 11 vereadores que, em outubro do ano passado, logo após a derrota do então deputado federal Anthony Garotinho (PR) no primeiro e segundo turnos da eleição a governador, ameaçaram sair do governo e formar um bloco “independente”, mas depois não foram além da bravata. Relembre o caso aqui e aqui.

 

Leia mais sobre o assunto amanhã na edição impressa da Folha

 

 

Este post tem 2 comentários

  1. O vereador esteve hoje no programa de Barbosa Lemos na Campos Difusora e acho que a chapa vai esquentar. Vamos aguardar para ver !,

  2. UM JOGADOR DE UMA CARREIRA BRILHANTE DESSA CAMPEAO MUNDIAL UM HOMEM DE DIGNIDADE EXEMPLAR RECONHECIDO A NIVEL MUNDIAL NACIONAL COMO O PAMPA SER OFENDIDO POR UM HOMEM SEM HISTORIA UM EMPRESARIO (trecho excluído pela moderação) NO SEU MUNICIPIO . PERGUNTE A QUALQUER CIDADAO QUEM E ESSE (trecho excluído pela moderação) E SUA HISTORIA E QUEM E ESSE GRANDE IDOLO NACIONAL ATE AS PAREDES TE RESPONDERAO !! NINGUEM CAI NESSA NAO VEREADOR (trecho excluído pela moderação)

Deixe uma resposta

Fechar Menu