Opiniões

PDT trabalha para dar a Caio Vianna o vice de Rafael Diniz e o PT

Ponto final

 

 

Caio Gil Vianna?

“Se o vice na chapa de Caio Vianna (PDT) for Gil Vianna (PSB) o acordo está feito. Não é nem nome de dupla, mas de uma só candidatura a prefeito de Campos: Caio Gil Vianna”. Falando ao telefone, ao lado do senador Romário, foi o que garantiu ontem (aqui) um integrante da executiva estadual do PSB, que confirmou os contatos há uma semana com os dirigentes do PDT, tendo à frente o ex-ministro do Trabalho Brizola Neto, sobre a aliança entre os dois partidos na sucessão da prefeita Rosinha Garotinho (PR) em Campos.

 

E João Peixoto?

Procurado pela reportagem da Folha para falar sobre o assunto, Caio Vianna não retornou as ligações. Além de indicar a existência do movimento, o silêncio evidencia também que o jovem político ainda não tratou da sua aliança com o PSB, e seus termos, com o deputado estadual João Peixoto (PSDC). Antigo aliado do ex-prefeito Arnaldo Vianna (PEN), pai de Caio, João tinha um acordo com este para que fosse vice quem estivesse atrás do outro nas pesquisas.

 

Acordo de antes (I)

Antes deste mês de convenções para formar as chapas, a última pesquisa sobre a sucessão de Rosinha foi feita pelo instituto Pro4, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), encomendada e divulgada (aqui, aqui e aqui) pela Folha. Como nela Caio ficou à frente de João (e todos os demais pré-candidatos) tanto na consulta espontânea, quanto nos dois cenários estimulados, o acordo garantiria que o deputado fosse o vice do filho de Arnaldo em outubro.

 

Acordo de antes (II)

Por sua vez, Gil Vianna vinha sustentando oficialmente a pré-candidatura a prefeito do PSB, quando todos que acompanham os bastidores sabiam do seu acordo para ser vice na chapa majoritária do também vereador Rafael Diniz (PPS). Ouvido ontem pela Folha, Gil admitiu o acordo antigo com Rafael, assim como a aproximação recente costurada por cima com o PDT de Caio. Mas garantiu que seguirá a decisão da executiva estadual do seu PSB: “Se não fosse para ser assim, por que eu teria saído do PR?”

 

Bônus de João

Enquanto Caio silenciou, Gil admitiu que a costura PDT/PSB ainda não havia sido revelada “para não melindrar João, para ele não abandonar o barco”. Eleito cinco vezes deputado estadual, com os três últimos mandatos consecutivos, Peixoto é considerado, não sem motivo, como um dos maiores conhecedores de eleição em Campos, com sólida votação na periferia do município. Sua presença na eventual campanha do debutante Caio, agregaria ainda mais experiência, ao lado dos nomes de Arnaldo e do ex-vereador Marcos Bacellar (PDT).

 

Bônus do PT

E a disputa pode ser menos difícil se Caio conseguir atrair também o PT, legenda que hoje goza de grande rejeição popular, mas terá (aqui) um minuto na propaganda eleitoral de TV à tarde e noite, mais oito spots de 30 segundos em rádio e TV, todo dia dos 35 de campanha, entre 27 de agosto e 30 de setembro — invulgares 10% do tempo total. As conversas também estariam adiantadas neste sentido, até porque o PDT é um dos poucos aliados que sobrou ao PT da presidente afastada Dilma Rousseff. E nunca é demais lembrar que, pré-candidato petista a prefeito sem nenhuma chance real, Hélio Anomal foi vice de Arnaldo em 2008.

 

Rafael e Tadeu?

Sem saber se João aceitará apoiar Caio, caso seja preterido como vice na chapa deste, fica outra pergunta: quem será o vice de Rafael? Indagado sobre a duplicidade do movimento de Gil, sabedor da negociação recente com o PDT, mesmo já tendo um acordo prévio com o pré-candidato a prefeito do PPS, o integrante da executiva estadual do PSB bateu de primeira, como seu líder Romário: “Mas Rafael também estava negociando por fora com Tadeu Tô Contigo (PRB)”. Na certeza de que esta chapa seria fortíssima, resta a dúvida: quem aceitaria ser vice?

 

Publicado hoje (09) na Folha da Manhã

 

Este post tem 9 comentários

  1. Meu irmão e amigo Gil Vianna, se realmente se concretizar essa dobradinha irá ser uma enorme decepção, ser vice de ninguém é complicado, mais na política só falta boi voar, vida que segue.

  2. Vai ser o quarteto ternura CAIO, ARNALDO,JOÃO e GIL aí segura pq o povo de Campos estará junto

  3. Aliança com o PT? Meu Deus, estão pedindo para perder as eleições. Saiam desse (trecho excluído pela moderação).

  4. Meu Deus! Quantos candidatos vamos escolher entre o mestre Garotinho e o aprendiz Arnaldo, ou podemos optar pelo exGarotinho Gil ou a nova velha política do Rafael Diniz (Barbosa) eou ainda eleger Caio que deve ter aprendido bem a esbanjar dinheiro publico com seus pais.

  5. José Cláudio, querido, aproveite os meses que restam para sua boquinha….

  6. Alexandre Tadeu e Rafael Diniz com certeza será uma chapa inversível, obpovo quer mudança,nao adianta trocar seis por meia dúzia.

  7. Nobre colega Fabricia, guardarei minha boquinha para você, agora o meu comentário foi em cima de uma suposta aliança entre um irmão Gil Vianna, colega do antigo colégio Municipal e hoje Centro Educacional 29 de Maio, com um rapaz que acredito seja uma pessoa de bem mais totalmente despreparado, onde sequer conhece o município onde nasceu e seu currículo é ser filho do ex Prefeito Arnaldo Vianna(inelegível até Deus sabe quando) e Ilsan Vianna, se tiver mais alguma coisa para por no currículo dele, por favor me diga e avise a população campista.

  8. Quem é esse Caio Viana? Qual a sua experiência politica? O que ele fez em benefício da sua cidade? O mentor de sua candidatura é alguma pessoa honesta? Tem a ficha limpa? Estou triste porque a julgar pelos pretendentes ao cargo de prefeito, qualquer um que ganhar a nossa cidade vai ficar do mesmo jeito que está, ou pior.

  9. Eu quero saber quem é de direita ou de esquerda nessa história por que eu não aguento mais socialismo não dá
    Não funciona!!

Deixe uma resposta

Fechar Menu