Opiniões

Alexandre a prefeito pelo PT — O que ele ganharia e quem sairia perdendo

Alexandre Lourenço
Professor Alexandre Lourenço (foto: Folha da Manhã)

Se a convenção do PT que fechou o apoio à candidatura a prefeito de Caio Vianna (PDT) for mesmo anulada, o professor Alexandre Lourenço vai aceitar a espinhosa missão — como o jornalista Alexandre Bastos revelou aqui  de representar o partido na disputa majoritária?

Indagado diretamente pelo blog, ele respondeu estar pensando, que vai conversar com seu grupo político — chamado “Resistência de esquerda” e composto majoritariamente de professores —, sua companheira e sua família.

Se aceitar, ele perderá a chance de ser o vereador que o PT pretendia eleger, coligado na proporcional com PMN e Pros, partidos da base de Caio.

Mas com a exposição de um minuto na propaganda eleitoral de TV à tarde e noite, mais oito spots de 30 segundos, todo dia dos 35 de campanha, entre 27 de agosto e 30 de setembro, mesmo sem chance real de ganhar a Prefeitura em 2014, ele pode deixar um residual para tentar se eleger deputado estadual em 2016.

Sujeito sério e probo, Alexandre construiu sua vida pessal e pública no lado oposto das práticas de corrupção do seu partido — que quebraram o Brasil, jogaram na cadeia algumas das suas principais lideranças e transformaram o PT em campeão nacional de rejeição popular.

Jovem e articulado, o petista se aproxima, individualmente, daquele perfil que o eleitor campista parece buscar e pode encontrar também refletido no rosto de Rafael Diniz (PPS), de Rogério Matoso (PPL) e de Caio.

Não por outro motivo, se a convenção da municipal for anulada pelos motivos antecipados aqui, aqui e aqui, com Alexandre candidato a prefeito, além de um Caio esvaziado do generoso tempo de propaganda do PT, Rafael e Rogério também sairiam perdendo.

Na base da eliminação, Rafael e Rogério esperavam herdar os cerca de 15 mil votos que a esquerda, apesar da sua decadência em toda a América do Sul, ainda mantém em Campos e cuja migração ganharia, com Alexandre, um destino bem mais familiar.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu