Opiniões

Arnaldo filiado ao PMDB: “Caio pode esperar. Mas Campos não”

Apesar da pausa anunciada aqui por motivos pessoais, o jornalismo político parace amarrado profissionalmente ao pé deste “Opiniões”. Sobre a filiação do ex-prefeito Arnaldo Vianna hoje ao PMDB, anunciada aqui e aqui, respectivamente, pelos jornalistas Alexandre Bastos e Suzy Monteiro, a assessoria do partido presidido pelo deputado estadual Jorge Picciani enviou um ping-pong com seu novo filiado, que o blog reproduz abaixo:

 

 

Arnaldo em sua filiação hoje ao PMDB (divulgação)
Arnaldo em sua filiação hoje ao PMDB (divulgação)

 

 

PMDB — Qual a razão da sua filiação ao PMDB?

Arnaldo Vianna — Sempre tive grandes amigos no PMDB. Fiz campanha para o Cabral e para o Pezão e nesta última campanha de 2014 enfrentamos uma máquina muito poderosa em Campos. Mesmo assim, o Pezão foi o mais votado na cidade. Com isso, fui cada vez mais me aproximando do partido, além de eu ter sido deputado federal em Brasília com o Michel Temer, presidente da República em exercício, quando ele era presidente da Câmara. Além disso, conheci uma pessoa que é um ícone da política fluminense, uma pessoa que tem uma firmeza muito grande e um sério compromisso com o povo, que é o Jorge Picciani. Tudo isso me fez repensar a minha vida política e resolvi mudar para melhor, vindo para o PMDB.

 

PMDB — O seu apoio ao Geraldo Pudim, que já foi o seu vice. O que isso representa?

Arnaldo — O apoio ao Pudim é porque eu o conheço. Fomos vereadores juntos, depois o Pudim foi meu vice, em um momento muito difícil da minha vida, quando tive um aneurisma cerebral e o Pudim assumiu a Prefeitura durante os meses nos quais fiquei afastado. E ele foi de total correção comigo e com o povo de Campos. Ainda fomos deputados federais juntos e pude ver o desempenho dele e ter certeza de que ele está preparado para governar Campos nesse momento, no qual a cidade precisa de um político comprovadamente aprovado e experiente.

 

PMDB — Como o senhor avalia o cenário hoje em Campos?

Arnaldo — Vivemos um caos político/administrativo na cidade e só um político com pulso forte nós vamos poder reverter esse quadro. Um dos nós de Campos está na Saúde e, como ex-gestor e médico, e já disse ao Pudim que estou à disposição dele para ajuda-lo a reformular a Saúde. O Pudim enfrenta hoje um candidato que foi vice-prefeito, foi secretário de Saúde e foi avaliado como a pior gestão da Saúde de Campos. Campos não pode viver como está vivendo hoje. Falei da Saúde, mas se a gente for olhar a Educação também está uma lástima. Se olharmos para o comércio, são lojas e lojas fechadas. São indústrias fechando. Precisamos retomar o crescimento que, junto com o Pudim, fizemos em Campos. Naquela época, diziam que Campos não tinha prefeito e vice, tinha dois prefeitos! Esse modelo deu certo e tenho certeza de que vai continuar dando certo.

 

PMDB — A sua esposa, Edilene, vai ser a vice do Pudim (na verdade, como a jornalista Suzy Monteiro noticiou aqui, desde o último dia 5, o vice de Pudim será o professor Edmar Teixeira). Ela também está vindo para o PMDB?

Arnaldo — Ela está se filiando hoje ao partido e vai trazer uma enorme contribuição, porque é uma pessoa de uma psicopedagoga experiente, de extrema sensibilidade, que vai saber ajudar a humanizar o atendimento que hoje é dado às nossas crianças e jovens, especialmente aqueles com dificuldade de aprendizado.

 

PMDB — Como fica a história do PDT, que tem como candidato o seu filho?

Arnaldo — Por enquanto ele mantém a candidatura, mas acho que em alguns dias ele vai estar aqui preenchendo essa ficha de filiação ao PMDB. Amo meu filho, mas quero que ele termine o principal, que é a faculdade. Depois, terá meu apoio. Hoje, meu apoio é total ao Pudim. Meu filho pode esperar. Mas Campos não.

 

Atualização à 1h15 de 16/08 para correção e acréscimo de informação

 

Este post tem 7 comentários

  1. Arnaldo sabe das coisas, se ele diz que o filho não tem experiência e precisa terminar a faculdade, então nós campista não podemos votar nesse rapaz!!!! KAKAKKAKAKAKAKKAKAKAKKAKAKAK

  2. O (trecho excluído pela moderação) de Arnaldo não pode esperar! Afinal o valor que Garotinho (trecho excluído pela moderação) foi bem alto!

  3. .Gosto do Pudim, mas acho que perderá muito em se associar a Arnaldo, hoje crítica a gestão atual quando ele foi gerado por estes gestores, não teve competência para governar, obedecia a Ilsan sua ex-esposa e agora quer criar uma nova Ilsan fazendo da atual esposa uma substituta?
    Ele foi o criador do Alexandre Mocaiber que desgovernou este município onde até a Polícia Ferderal teve que levar os seus asseclas (trecho excluído pela moderação), foram dois médicos que passaram pela prefeitura e nada fizeram de novo ou de melhoras a não ser criar chupa-cabras que esvaziariam os recursos do município, saúde e educação continua igual como era antes, durante e após eles no governo.
    Uma coisa Arnaldo aprendeu muito bem, a dividir, ou seja, gerar conflito em família, o que podemos esperar de Caio??? O que de bom este rapaz poderia ter aprendido de bom em termos de política com Ilsan sua mãe, Arnaldo ou Mocaibe???
    Me desculpem, acho que Pudim está dando tiro no pé, fizeram campanha para Pezão e Cabral, os que fizeram o pior governo no Estado e o Pezão assim como Alexandre está conseguindo superar seus mentores em incompetência.
    Será que Arnaldo pode enaltecer Cabral e Pezão???
    Falar mal desta administração é querer dar diploma de burro aos eleitores comparando o governo do município com o do Estado, Arnaldo está precisando (trecho excluído pela moderação), não está falando coisa com coisa, mas como na velha e malfazeja política acordos se faz até com (trecho excluído pela moderação) atrás de votos, não acho nada estranho a fala de Arnaldo.
    Pudim tem como articulador o Picciani que sonham com um presidente provisório ajudando-os, será outro tiro no pé, após cassação de Dilma virá outro mar de lama quando a represa de Temer estourar.
    Ainda estou esperando isenção nos candidatos a este pleito, só lamento que ainda não tenha surgido novos nomes que não estejam comprometidos com o ranço do passado.
    Faço deste texto a minha Oração por nossa Campos dos Goytacazes.

    E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei. (Ezequ

  4. Ezequiel 22.30

  5. arnaldo exaltando temer,cabral e pezao! a continuar nesse ritmo daqui a pouco vai exaltar garotinho tambem. triste fim politico.

  6. ARNALDO, VC É (trecho excluído pela moderação) PRA CAMPOS E BAIXADA!

  7. O que falar do vice de Pudim EDMAR? Dono da (trecho excluído pela moderação) e falecida SINERGIA SOLUÇÕES. Aquela que era minúscula no governo Arnaldo Vianna e que de repente se tornou enorme.. (trecho excluído pela moderação)..tudo, mas tudo farinha do mesmo saco!

Deixe uma resposta para Marcos Cancelar resposta

Fechar Menu