Opiniões

Tempo passa e leva ao poder em Campos uma geração que muda o mundo

Ponto final

 

 

(infográfico de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)
(infográfico de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

 

Geração Y

Geração Y. É assim que a Sociologia se refere aos nascidos entre os anos 1980 até meados dos 90, num mundo digital, preocupado com o meio ambiente, com livre fluxo de informação e relativamente mais estável — sobretudo após a queda do Muro de Berlim (1989). Estudiosos, como o pesquisador canadense Don Tapscott, se dedicam a entender como esses jovens têm mudado rapidamente os rumos do planeta. A jornalista brasileira Rita Loiola descreveu assim a geração à qual pertence: “Eles já foram acusados de tudo: distraídos, superficiais e até egoístas. Mas (…) têm fortes valores morais e estão prontos para mudar o mundo”.

 

Geração da ruptura

Em Campos, a vitória de Rafael Diniz (PPS) nas sete Zonas Eleitorais, ainda no 1º turno da eleição a prefeito, seria por si só um case sobre a chegada da ao poder da geração Y. E as primeiras indicações do novo governo mostram que, além do caso individual, se trata da vitória de uma geração sobre aquela que, em Campos, havia tomado o poder nos mesmos anos 1980 na qual nasceram seus sucessores. Daí estes terem sido chamados ontem, (aqui) nesta coluna, de “geração da ruptura”, em relação aos nomes de mais idade e péssimos resultados, que pouco ou nada variaram entre os governos Alexandre Mocaiber e Rosinha Garotinho (PR).

 

Thiago e Mariana

Ontem, o governo Rafael confirmou mais dois nomes da sua equipe: o publicitário Thiago Bellotti, a quem caberá a coordenação da transição na pasta da Comunicação, além da advogada Mariana Lontra Costa, que comandará a superintendência de Justiça. Thiago se graduou pela Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, em Comunicação Visual, grade na qual depois lecionou no Instituto Federal Fluminense (IFF).

 

Feito

Após vários cursos de especialização na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), também no Rio, Bellotti passou a atuar no mercado publicitário, sobretudo no ramo imobiliário, conquistando contas de empresas importantes do setor, como Cyrela e PDG, além de Petrobras, LLX e EBX. Em marketing político, coube a ele a coordenação da campanha eleitoral de Rafael em TV, rádio e na democracia irrefreável das redes sociais, considerada fundamental na acachapante vitória das urnas de 2 de outubro.

 

Retomada

Por sua vez, Mariana se graduou na Faculdade de Direito de Campos (FDC), na qual também fez graduação em Civil e Processo Civil. Atualmente, é conselheira da OAB-Campos, na qual também dirige a Escola Superior de Advocacia. Entre 2001 a 2005, foi estagiária da então secretaria municipal de Justiça, implantada por sua mãe, a advogada Elizabeth Oliveira. Transformada em superintendência, a filha assumirá, com referencial de retomada: “Tenho um carinho enorme pela pasta, onde pude aprender muito e crescer profissionalmente. Fiz parte desse órgão em um período que o serviço funcionava com excelência”.

 

Tempo de Campos

Além dos currículos pessoais, os dois novos nomes do governo eleito pertencem à mesma geração Y. Dos 15 até agora indicados à transição, é o caso de nove: os advogados José Paes Neto (Procuradoria), Fábio Bastos (Governo) e Felipe Quintanilha (Controle Orçamentário); os sociólogos Brand Arenari (Educação) e Sana Gimenes (Assistência Social); o jornalista Alexandre Bastos (Chefia de Gabinete) e o empresário Helinho Nahim (Entretenimento); além de Thiago e Mariana. Isso sem contar o próprio prefeito Rafael Diniz, que assumirá o poder com a sua geração. Só é incapaz de entender a mensagem quem não viu o próprio tempo passar.

 

Tempo de Cuba

Para Fidel Castro (aqui), o tempo deixou de passar desde ontem, quando morreu aos 90 anos. Quando tinha apenas 33, o cubano liderou um feito em precedentes. Era 1959, quando um punhado de jovens idealistas derrubou pela força das armas o governo corrupto de Fulgencio Batista (1901/73), apoiado pelos EUA, numa ilha canavieira apenas 165 km distante de Miami. Da erradicação do analfabetismo e da saúde universalizada à supressão de liberdades e execução de dissidentes, Fidel oscilou ao longo dos anos, e ideologias, entre herói e ditador. Na dúvida de como a História o julgará, a certeza (saudosa?) de que seu tempo passou.

 

Publicado hoje (27) na Folha da Manhã

 

Este post tem 19 comentários

  1. Essa mudança só foi possível graças às poucas alianças de Rafael Diniz, aliado a Vitória no primeiro turno.
    Num segundo turno as alianças seriam normais, e posteriormente, após as eleições o loteamento de secretarias seria discutido com alianças.
    Esse novo Prefeito está podendo escolher sem pressão, isso é muito difícil de acontecer.

    1. Manda ele dizer isto a camara .mais lembre tambem a ele que todas decisoes da prefeitura tem que ter autorização de varios veteadores dawual teus partidos que representam a vontade do pivo são os detentores dos mandatos ,ou seja em campos se opinão muito sobre gestão publica sem saber o que e polica eu disse politica não politicagem

    2. Haaaaa detalhe.meu partido pv.nao so trabalhamos para elege lo por ter sido conve
      ncido fa tua proposta de mudança como por acreditar portanto e dever nosso cobrar o que nos foi apresentado mais do qye ninguem temis tanta quanto respinsabilade ,e volto a dizer tem que mudar estes horuzontes de coleguimos para cumprur o prometido,os partidos tem sim qye ser consultados passou o processo,acho,sem apoio nao vai haver qualqyer mudança .pior vai governs sobre o caos ,semter qualquer influebcia de firça oculta,oarcerua. Rafael.parceria ou docontrario alem denao conseguir governa vai arrastar todo mundo .empresarios politicis imprensa e toda população no geral.garotinho saqyeou i dinheiro publico e verdade.maus a situação nacional e tao terrivel que nem ele na prefeitura neste mandato resistiria. parceria Rafael parcerua to avisandi voce esta iludido a realidade e outra.tuas escilhas tecnicas,pide ate ser boas,mais nâo para este momebto de crise.

  2. Nos poupe! Está longe essa renovação se não sairmos do círculo das famílias “tradicionais”! A cultura é um exemplo disso! Essa mulher nem em Campos estava morando, não está ciente dos movimentos que estão acontecendo. O que ela vai fazer além de reproduzir a velha e alta cultura? Como Campos é Cafona!!!!!!!!!!!!!!! CADÊ A RENOVAÇÃO??????

    1. Ô, Lia, poupe a nós e você mesma do ridículo. Cristina Lima, que você ataca sem dar o nome, foi a primeira presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, no primeiro governo Garotinho em Campos. O próprio Garotinho convidou Cristina a voltar a comandar a Fundação. A coisa só não andou porque a despreparada Patrícia Cordeiro era a única indicação de Rosinha num governo que deveria ser todo seu. E se Campos ainda é “Cafona”, vamos combinar que deixar a cor rosa para trás é meio caminho para deixar de ser.

      1. Desculpa Vera, mas exatamente por ter ocupado o mesmo cargo em governos diferentes não a vejo como um nome da renovação.Não é porque a gestão de patrícia foi péssima que eu vou bater palma para uma senhora que nem mora mais aqui. Qual foi seu legado? ter shows milionários0 no jardim são benedito? Desculpa, não vejo renovação, só vejo uma cafona para não dizer engessada forma de indicação a partir de parentescos.

  3. Comentando hoje :
    Nos meus 57 anos de vida ,nunca tive tanta esperança de assistir ,finalmente,
    um governo em nosso querido município,que seja,ao mesmo tempo que responsável,
    dinâmico !
    Que possamos enfim respirar ar puro !

  4. Espero e acredito que a maioria dos campistas,que vamos vivenciar um momento de muitas mudanças, pois as paredes, o chão e até o ar tinham um cheiro mofado de anos, décadas de desgoverno. Esse vai ser um reveillon diferente, com cheiro de novo, Novo de verdade.

  5. NA TEORIA É UMA COISA! VAMOS VER NA PRATICA, E SEM ESSA DE O GOVERNO ANTERIOR DEIXOU ISSO, DEIXOU AQUILO – (LULA QUE O DIGA QUANDO FALAVA DE FHC), SE ASSUMIU OU MELHOR VAI ASSUMIR JA ESTAVA OU ESTARA SABENDO O QUE O ESPERA, E NÃO É SO O GOVERNO ANTERIOR (EX PREFEITA NÃO VOU CITAR O NOME) O PAIS ESTA EM CRISE-RESCESÃO, QUEBRADEIRA GERAL, CAMPOS NÃO É EXCEÇÃO ( O PROBLEMA QUE TEM MEIA DUZIA DE GENTE QUE NÃO SAI DE CAMPOS PARA OUTROS MUNICIPIOS DO RIO DE JANEIRO, NÃO PRECISA IR LONGE VAI A QUISSAMÃ ONDE ESTOU QUASE TODA SEMANA, SÃO JOÃO DA BARRA NÃO É COVARDIA – ATÉ A SANTA CASA ESTA AGONIZANDO NA UTI), RIO DE JANEIRO TOTALMENTE FALIDO, VAI TER QUE MOSTAR TODA FORÇA PARA TIRAR AGUA DA PEDRA, BOA SORTE E QUE DEUS TE ABENCOE RAFAEL DINIZ, VC VAI PRECISAR! AGORA ESTA HISTORIA DE GORVERNO DEIXOU O CAIXA VAZIO, POR FAVOR PESQUISE DE GOVERNO PARA GOVERNO NOS ULTIMOS 35 ANOS ÁRA

  6. Que geração voces estão falando,qual foi o dia que voces virão na politica naciinal algum congresso partidarista e politico para discutir ,problemas futuros,daqual os jovens seria os jovens amadurecido e participante dos problemas.como acontece na europa,queria que não mais não vejo qualquer participação no passado deste jovens nos problemas que passou e que hoje os afeta diretamente como falta de emprego,melhor oportunidade e etc…,a não ser em ala jovens de colegio e partidos por obrigação ter criado o espaço mais sobre o serviço dos que queria o caos,massa de manobra,enquanti a materia cidadania e educação não fizer parte da grade curricular,os jovens que voce cita,sera meramente oropaganda de um novo ciclo sem qyalquer visão de horizintes,ira se forma do jeito que querem como massa de manobra,apenas repetinfo chavoes de propaganda sem ideias proprias,é o que sempre digo vãi esta usando egos ao inves de inteligencua,sem luz propiad,veja o caso da materia,quando foram a opiniáo publica pir teus conhecimentos a prova ,primeira apresentacâo,filho de fulano,neto de sicrano,dentro de campos é impossivel que de dentro dos mais visados surja um novo nome .afinal tudo começou com senhores felfal ,as sinhazinhas,os cspitães do. mato,essa historia ficou pars trás em grande parte do Pais aqui nao com excessão do garotinho.talvez na tua maldade haja algo de vingança.

  7. Desde que tentamos criar a frente democratica que em teu alge se tornou um fracasso,que ja sabiamos que em campos só muda se der conhecimento,o que é a politica,por que maior fiscalização de cada cidadão é necessario para uma campos melhor,por que necessaria participação de jovens de todas camadas sociais,não apenas dos filhos de herança politica ou de nome.o problema é o sistema de coronelismo que corrompe e se corrompe

  8. Espero nomear uma mulher negra para representar a fundação Zumbi dos Palmares, ebindico uma mulher negra guerreira, e tem capacidade para administrar essa secretaria que tem o perfil dela Aline Neves eterna rainha do carnaval de Campos que representa nosso município com sua beleza rara. Sou apenas um fã dela.

  9. Estão falando em uma nova geração ao .uma geração tão visionaria que esta em pleno vapor o projeto de um mega empreendimento portuario de interesse nacionale internacional que envolve varias. cidades da regiao e campos se que se. inseri,como é o caso do pirto do açu que ficou de fora ,da petrobras que perdeu para macae,do tempor que nao tem qualquer pedaço.duvidas acesse google,you tube digite itaporto off shore alfabdegario.carapebus.é isso mesmo todos cidadezinhas estão buscando desenvolvimento deoois policagem. mebis campos que sequer tem mais uma uslna ou qyalquer fabriqueta.e o governo espera tocarcom os riyalters que ja foram vendidos do salario do estado que nao oaga da prefeituea que provavelmente tambeem nao vaiconseguirou do iotu. de uma oipulaçao que nem para comer tem.

  10. Cristina Lima, sempre no barco de quem está remando. Péssima indincaçao. Pessoa pesada, já participou de governos anteriores, de quem é fiel. Não gostei.

  11. CONCORDO marcos

  12. Queria dar créditos ao Rafael, mesmo ele não tendo sido gestor de nada. O que demonstrou foi muita disposição para caminhar e se mostrar para os eleitores, fez muito mais e melhor que os outros. Mas daí a afirmar que ele tem o necessário talento para cuidar de um município do tamanho e da importância de Campos é muito diferente. O Jovem tem talento, mas é uma absoluta incógnita. Sobre os colaboradores que escolheu digo o mesmo. Incógnitas. Quase todos. Pior que estava , não pode ficar.

  13. Campos precisava se livrar do grupo rosáceos, isto é importante, não sabemos se o Rafael séria ou não, ser a melhor opção entre os candidatos ao governo municipal, com certeza o Chicão, não seria essa opção e, demais candidatos, com exceção do ceramista, eram de pior a péssimo, portanto, o Rafael, jovem, esperamos que possa formar um bom secretariado, a principio para recuperar os estragos economicos depois melhor consideravelmente o sentido de Gestão: usar com critérios obras públicos, ordenar a GM, está péssimo, acabar ou melhorar cem por cento o órgão que cuida do transito, o atual é desastre, cidade sitiada por quebra molas, sem critério, aliás não existe critério para esse uso, colocar um bom secretário na finanças, entregar para um firma os serviços de informática, a atual é desastre, colocar um Ouvidor que ouça, os Ouvidores dos governos dos garotinhos, era igual ou pior que prefeita, acabar com esses vales e repasses de verbas para ongs fajutas….. reduzir o número de prédios públicos alugados, enxugar as despesas operacionais!!!

  14. Gente Cristina não mora em Campos, desde quando?
    Ela é minha vizinha, kkkk!

  15. Vai dá tudo certo , torso para esse governo para que o país de certo.

Deixe uma resposta para marcos moreira Cancelar resposta

Fechar Menu