Opiniões

O que Garotinho teme nas imagens apreendidas pelo GAP?

 

 

 

PMDB na mira

Desde a prisão do ex-governador Sérgio Cabral em Bangu, ainda em novembro de 2016, as coisas não andam nada boas para o PMDB fluminense. E parecem ter piorado ainda mais com a delação do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o advogado campista Jonas Lopes de Carvalho Júnior, mais conhecido como Joninhas, que buscou segurança fora do país após entregar cinco dos seus pares no esquema de corrupção do TCE, no qual tinha participação ativa.

 

Joninhas aliviou?

Ex-aliado dos peemedebistas presos e denunciados, Anthony Garotinho (PR) já foi o líder desse mesmo grupo político, quando ele e sua esposa, Rosinha Garotinho (PR), governaram o Estado, entre 1999 e 2007.  Foi quando o político da Lapa indicou Joninhas, seu amigo e antigo colaborador, ao TCE. Mas aparentemente poupado nas delações deste à Justiça Federal do Rio de Janeiro, Garotinho não tem tido refresco da Justiça e Ministério Público Eleitoral de Campos, nos desdobramentos da operação “Chequinho”, da Polícia Federal (PF), sobre a denúncia da troca de Cheque Cidadão por voto, nas eleições municipais perdidas de 2016.

 

GAP não aliviou

Como mostra (aqui) a matéria na página 2 desta edição de hoje, em entrevista ontem à Rede TV, Garotinho não negou que tenha se encontrado com seu aliado e ex-chefe de Polícia Civil Álvaro Lins. As imagens das câmeras de segurança do edifício em que o ex-governador reside, no bairro carioca do Flamengo, e em dois endereços da empresa “Palavra de Paz”, da qual ele é sócio, foram capturadas numa operação de agentes do Grupo de Apoio à Promotoria (GAP), no último dia 17.

 

Alvos de Garotinho

A ação do GAP no apartamento de Garotinho se deu cinco dias depois desta coluna ter noticiado (aqui) que o escritório de advocacia de Lins teria sido contratado por Garotinho para levantar informações sobre o juiz Ralph Manhães, o promotor Leandro Manhães e o delegado federal Paulo Cassiano. Os três são figuras de proa da operação “Chequinho” e, por isso, foram eleitos como inimigos pessoais pelo ex-governador.

 

Globo confirma Folha

As informações reveladas pelo “Ponto Final” no dia 12 foram depois confirmadas (aqui) pela reportagem do jornal O Globo, que publicou no dia 17: “o ex-governador contratou Lins para montar um dossiê com o objetivo de constranger delegados, promotores, juízes e testemunhas envolvidos no processo. Há ainda a suspeita de que Lins tenha ligado para testemunhas como forma de pressão”.

 

Cúmplices

Alvos da operação “Segurança Pública S.A.”, da PF, Garotinho e Lins foram condenados pela Justiça Federal por integrarem uma quadrilha armada durante o governo estadual de Rosinha. Diferente do ex-governador, as consequências foram reais ao ex-chefe de Polícia Civil, que ficou preso entre 2008 e 2009, teve o mandato de deputado estadual cassado e chegou a perder a carteira da OAB, recuperada em 2013. Depois, em 2014, ele seria flagrado num áudio pedindo votos à candidatura de Garotinho a governador, que não chegou ao segundo turno.

 

Perguntas no ar

Não se sabe bem o que Garotinho teme nas imagens apreendidas pelo GAP. O fato é que, no último dia 24, ele teve negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) uma liminar na qual pedia que o material de vídeo não fosse utilizado publicamente. Ontem, indagado na entrevista da Rede TV sobre isso, o ex-governador admitiu por via transversa, ao seu estilo, o encontro com Lins: “Por que eu não poderia me encontrar com ele?”. Enquanto as imagens não foram conhecidas, pode ser que outras perguntas fiquem no ar.

 

Publicado hoje  (02) na Folha da Manhã

 

Este post tem 3 comentários

  1. A cobra vai fumar pró lado do chefe de quadrilha ainda montou em campos uma organização criminosa juntos com seus vereadores aliados do chequinho que dona rosa e fantoche na prefeitura prefeito tds moradores de campos sabia que era ele

  2. A cobra vai fumar pró lado do chefe de quadrilha ainda tem o esquema do chequinho juntos com seus vereadores aliados montou uma organização criminosa distribuição de chequinho mts não precisa

  3. Garotinho negou sim em seu programa de radio na Tupi !
    Depois foi mudando as versoes conforme surgiam novas noticias sobre o caso…

    Garotinho, como bom mentiroso, foi simplesmente mudando suas versoes pouco a pouco…

    Ate recurso negado ele teve e ai mudou de novo…

Deixe uma resposta

Fechar Menu