Campos dos Goytacazes,  13/12/2017

 

por Aluysio Abreu Barbosa

Médicos decidem em assembleia pelo diálogo com o governo

 

 

 

Venceu o diálogo. Encerrada agora, no sindicato do Médicos, com a presença de 25 profissionais da categoria, foi descartada a possibilidade dos médicos da Saúde Pública do município aderirem ao estado de greve decretado na noite de quarta pelos servidores da Fundação Municipal de Saúde (FMS), um dia após a Câmara Municipal aprovar o ponto biométrico e a regulamentação das substituições no serviço público goitacá.

No lugar da paralisação, foi acertado que uma comissão dos médicos irá se reunir na próxima quarta (16) com o prefeito Rafael Diniz (PPS). O encontro foi costurado pelo presidente do sindicato dos Médicos, José Roberto Crespo, e o diretor do Hospital Ferreira Machado (HFM), Pedro Ernesto Simão. A comissão dos médicos será composta por 10 médicos do HFM, 10 do Hospital Geral de Guarus (HGG) e 10 dos postos de saúde.

A pauta de reivindicações que a categoria levará ao prefeito é composta de cinco itens: A) reposição de insumos e equipamentos, B) condições de trabalho, C) corte da gratificação da emergência, D) segurança e E) assuntos gerais. Os dois primeiros são considerados os pontos principais. Na reunião de hoje, dos 25 médicos presentes, apenas um chegou a falar em greve.

 

Com informações da jornalista Paula Vigneron

 

Compartilhe:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • PDF
  • Technorati

5 comments to Médicos decidem em assembleia pelo diálogo com o governo

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>