Opiniões

Reforços do blog: Vanessa Henriques volta, Chico de Aguiar e Orávio de Campos chegam

 

Na semana passada, dois novos colaboradores foram anunciados (aqui) e fizeram (aqui e aqui) suas estreias: a historiadora Guiomar Vadez e o jornalista Alexandre Bastos. Mas outras novidades foram prometidas entre os colaboradores deste “Opiniões”. Uma delas é uma jovem velha conhecida dos leitores do blog: a cientista social Vanessa Henriques, que retoma amanhã (30) sua colaboração quinzenal aos sábados.

Os outros dois novos colaboradores são veteranos do jornalismo de Campos: Chico de Aguiar assume um espaço quinzenal no blog às segundas, a partir da próxima (02/10), ao passo que Orávio de Campos Soares escreverá terça sim, terça não, a partir de 10 de outubro.

Abaixo, em palavras próprias, conheça melhor os três e o que cada um pretende trazer a você, leitor do blog:

 

 

Vanessa Henriques, Chico de Aguiar e Orávio de Campos Soares (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

 

Vanessa Henriques — Depois de ficar um período afastada do blog por conta da dificuldade de conseguir conciliar estudos, trabalho e vida pessoal,volto às contribuições quinzenais, trazendo opiniões sobre temas que julgo relevantes para a corrente conjuntura. Na posição de cientista social e atual presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Campos, trarei para o debate questões como violência, sociedade, gênero e sexualidade. Mais uma vez agradeço a oportunidade e fico entusiasmada com a sempre enriquecedora experiência de poder contribuir e aprender com o debate público do nosso município.

 

Chico de Aguiar — Chico de Aguiar é meu nome jornalístico. Sou Francisco Manoel Aguiar Ribeiro, 70 anos, campista, solteiro. O meu pai era campista e minha mãe capixaba. Mas tenho sangue mineiro dos avós maternos. Fiz o curso primário em grupos escolares e no Externato Eucarístico. Sou fundador do Colégio Salesiano, como aluno do curso ginasial. Mas meu melhor momento na vida estudantil foi quando ingressei no curso clássico do Liceu de Humanidades de Campos. Sou bacharel em jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Casper Libero, em São Paulo (SP), cidade onde morei por sete anos, quando fui empregado da Copersucar. Como jornalista fiz carreira nas redações de A Cidade e da Folha da Manhã, em Campos, e na sucursal campista do diário carioca O Dia.

Além de agradecer ao convite do Aluysio pela oportunidade de estar aqui neste espaço, quero propor os temas de minhas reflexões. Sei que tenho a virtude do memorialista. Assim, pretendo escrever sobre música, esportes e outros assuntos relacionados com a nossa cultura. Não obrigatoriamente apenas sobre Campos. Vou buscar uma abrangência, também, sobre o nosso Estado do Rio, sobre o Brasil e sobre o mundo. Sou da geração dos Beatles e dos Roling Stones. A propósito, a frase musical que me acompanha e me guia, eu busquei na canção “Think for yourself”, dos quatro rapazes de Liverpool: “Do what you want to do; and go where you’re going too; think for yourself cause I won’t be there with you”. Sempre só. Vou e faço.

 

Orávio de Campos Soares — Não gosto muito de auto-promoção, mas aí vai o mini currículo: professor mestre em comunicação e cultura (UFRJ), professor do curso de jornalismo do Uniflu (Centro Universitário Fluminense), integra a Academia Campista de Letras, a Academia Pedralva Letras e Artes, a Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e a Rede Brasileira de Folkcomunicação (Folkcom). Gostaria de abordar assuntos ligados à cultura e às novas tecnologias da comunicação. Mas sempre olhando para frente.

 

Este post tem 2 comentários

  1. Mais um que merece todo respeito Oravio de Campos Soares, que sempre trilhou sua carreira jonalistica com dignidade e seriedade,eu fico satisfeito dele ter retornado

    1. Caro Cesar,

      Concordo com seu juízo sobre Orávio, mas embora ele já tenha trabalhado por anos na Folha, nunca colaborou antes no blog.

      Abç e grato pela participação!

      Aluyio

Deixe uma resposta

Fechar Menu