Opiniões

TB no SBT para ocultar bastidores de uma pré-candidatura vazia

 

 

 

TB no SBT

Quem assistiu à longa entrevista do ex-governador Anthony Garotinho (PR) exibida na noite de domingo, pelo SBT, com o jornalista Roberto Cabrini, deve ter reconhecido o estilo teatral. A intervenção de Rosinha para impedir que o marido revelasse uma “denúncia bombástica”, por receio de supostas represálias, lembrou os tempos em que o casal da Lapa era mais conhecido como atores amadores do Teatro de Bolso (TB) Procópio Ferreira. Independente dos seus reais motivos, a entrevista serviu para Garotinho tentar não só se colocar em rede nacional como antagonista do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), como causador da sua prisão.

 

Cabral x Bretas

Bem verdade que a determinação ontem da transferência de Cabral, de Benfica para um presídio federal fora do Estado, ainda a ser definido, beneficia Garotinho, por ter se dado no dia seguinte à entrevista. Mas a decisão e seu motivo revelam quem Cabral considera, de fato, seu algoz: o titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, juiz Marcelo Bretas. Em audiência ontem sobre a compra de joias para lavagem de dinheiro, o ex-governador respondeu ao magistrado: “Não se lava dinheiro comprando joias. Vossa excelência tem um relativo conhecimento sobre o assunto, porque sua família mexe com bijuterias”.

 

https://www.youtube.com/watch?v=4DZZ8ENfOVE

 

Calvários

Bretas não gostou e questionou se não se trataria de uma ameaça velada de Cabral, que estaria tendo acesso a informações, mesmo preso desde 17 de novembro do ano passado. Por isso acatou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) pela transferência do ex-governador. Antes, este chegou a dizer ao juiz: “Eu estou sendo injustiçado. O senhor está encontrando em mim uma possibilidade de gerar uma projeção pessoal, e me fazendo um calvário”. Curiosamente, lembra aquilo que Garotinho também acusa o juiz eleitoral de Campos Ralph Manhães, que o condenou a 9 anos e 11 meses de cadeia, na Chequinho.

 

Bastidor da peça

Antes de tentar pegar carona no “calvário” que o próprio Cabral atribuí a Bretas, Garotinho teve na última quinta (19) uma mostra do que lhe espera, caso tente outra vez retornar ao Palácio Guanabara. Ao lançar sua pré-candidatura a governador pelo PR, no Rio, ele não contou com a presença de nenhum dos sete deputados federais do partido no Estado. Dos três deputados estaduais do PR, só Bruno Dauaire apareceu. E, dos sete prefeitos fluminenses da legenda, Amarildo do Hospital, de São Fidélis, foi o único presente. O vazio não foi exibido em rede nacional pelo SBT, mas é o bastidor que definirá o elenco e o texto da peça em 2018.

 

Alerta na rede

O caso do pedófilo preso em flagrante em Campos aliciando uma menina de apenas 10 anos pela internet traz à luz uma discussão que não pode ficar à sombra da evolução tecnológica da comunicação. Os avanços e os benefícios são inegáveis, porém, o caso lembra do alerta permanente que os pais devem ter com os filhos menores de idade que possuem contato direto com as redes sociais. Muitos criminosos se escondem em perfis fakes para atrair a atenção das crianças e adolescente e o anonimato da rede, aliado com a falta de aparato de fiscalização do Estado, tornam a internet um prato cheio para esses criminosos, o que redobra a responsabilidade e cuidados que os pais precisam ter.

 

Preservação

A superintendência de Igualdade Racial de Campos promoveu ontem uma reunião com representantes de diversas secretarias e superintendências municipais para debater propostas de ações integradas em benefício das comunidades remanescentes de quilombolas. A proposta é definir projetos que colaborem para a melhoria da qualidade de vida dos descendentes de escravos, promovendo a preservação de sua cultura. Segundo a superintendente Lucia Talabi, estão sendo definidos ações para levar ações de resgate e preservação de identidade cultural dessas comunidades.

 

Perdas

Músicos de Campos, como o maestro Ethmar Filho e o professor Hélio Coelho externaram pesar pela morte do trombonista Roberto Marques, campista que alcançou projeção nacional, tendo participado de espetáculos antológicos, como “Tom, Vinicius, Toquinho e Miúcha”, “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque , além de ter atuado com Roberto Carlos, Bethânia, Roberto Carlos, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Simone, Alcione, Martinho da Vila, Nelson Gonçalves. Outro que partiu foi o narrador esportivo Diney Monteiro que atuou em rádios de Campos, São Paulo, Minas, Bahia e Paraná.

 

Com os jornalistas Aldir Sales e Paulo Renato Porto

 

Publicado hoje (24) na Folha da Manhã

 

Este post tem 11 comentários

  1. Realmente um fracasso, decadente…. pessimo atuação do casal alias, estao enferrujados !
    Alias que programinha de quinta categoria… sinceramente. Obvio e claro que foi um programa comprado, pago pelo GAROTINHO pra fazer politica e se colocar como vitima, mais uma vez… ninguem aguenta mais ! Quando que um cara com todo o historico de GAROTINHO, tendo sido condenado como chefe de quadrilha condenado é vitima ?

    O SUJEITO É BANDIDAO DOS GRAUDOS… FALA SERIO !!!

    FORA GAROTINHO, FORA TODOS CORRUPTOS DESSA CIDADE… VOCES SAO O LIXO POLITICO, O CANCER QUE TUDO DESTROI…

  2. Eu assisti a entrevista de Cabrini com Garotinho e continuo achando que Garotinho esta sendo injusticado, espero que ele seja absorvido.

    1. Caro Cesar,

      Claro erro de digitação, sua esperança em que Garotinho seja “absorvido”, no lugar de “absolvido”, dá margem a muita interpretação.

      Abç e grato pela participação!

      Aluysio

  3. Cabral ja esta pagando um preco alto pelo crime que ele cometeu,a justica poderia lhe conceder prisao domiciliar e o mesmo prestar servico voluntario em hospitais da rede publica

  4. Garotinho é igual a um time de futebol muito popular no estado do Rio de Janeiro, Brasil e mundo, todo mundo ama, odeia, mais assiste torce a favor e contra, nos bares, e outros lugares da para ver uma multidão assistindo, quando perde festa das torcidas adversárias, quando ganha uma multidão fica caladinha ou mete ou pau, a vinte anos tentam matar ele (GAROTINHO) politicamente, mais quanto mais bate mais duro na queda, parece ate nome de filme, alias FILMES, CHUCKY, DURO DE MATAR A SAGA, HYGHLANDER A SERIE, deixa o sujeito que ele morre sozinho (trecho excluído pela moderação), a se a carapiça serviu, não dependo e nunca quero depender de politico nenhum seja situaçã ou oposição, não sou DAS, RPA e qualquer m…, se quiser debate civilizado e democratico cara a cara to aqui e so marcar kkkkk O MTAL GOVERNADOR VAI VOLTAR, mais fica bem longe de CAMPOS POR FAVOR kkkkkk

  5. Cesar se ele for prestar serviços em algum hospital, vai precisar se internado por la mesmo, pois tem paciente que que ver o diabo mais não ele kkk

  6. Garotinho já era como politico. Os eleitores não acreditam mais nele, principalmente aqui em Campos.
    Mas, para todos os campistas o esquecerem de vez, tá precisando que Rafael Diniz aja como um prefeito de fato.

  7. Na “reportagem” com Roberto Cabrini, nossas impressões:
    __Algumas coisas não mudam, por exemplo, a péssima “atuação” do casal, onde alguns pendrives estão enrolados num pano, aí forçaram aquela encenação toda! Cena deprimente de tão mal interpretada! A “reportagem” deu indícios de ter sido “matéria paga”, senão, quando mostrou a “multidão” na frente da casa cor-de-rosa, não chegava a 15 pessoas e o repórter não disse um “a”! No mais, todo mundo sabe que a ex-prefeita sempre foi figura de enfeite, pois quem sempre mandou foi o marido, prefeito postiço, sendo assim, mais uma evidência que a “cena” dos pendrives enrolados foi pura armação!
    Mas, o mais surpreendente mesmo é o menino-da-lapa criticar superfaturamentos e outras falcatruas, mostrando “detalhes” que com certeza ele os conhece tão bem quanto!
    Mas, sejamos justos, o moço merece um prêmio: __O “Cara de Pau da Década”! Nem o Lula, o Temer, a Dilma, o Cabral, o Pezão, o Rodrigo Maia, o Aécio, o Moreira Franco, o Padilha, o Jucá, o Renan, e ainda os irmãos Joesley e Wesley, nem se colocarmos todos juntos, vencem o menino-da-lapa!

  8. Nao sou Garotinho e nao sou Cabral,a lei deveria ser para todos,e so assistir as manobras de Temer para saber quem usou ou esta usando do poder para se beneficiar,a verdade e que mais de 90% dos politicos de nosso pais ja se envolveram, ou estao envolvidos em situacoes duvidosas,dois politicos que eu admiro sao os senadores Cristovao Buarque e Pain

    1. grato pela absolvição Cesar

Deixe uma resposta

Fechar Menu