Opiniões

Prefeito de Campos, Rafael Diniz é eleito presidente da Ompetro

 

Rafael, acompanhado das prefeitas Carla Machado (PP) e Fátima Pacheco (PTN) e do deputado federal Júlio Lopes (PP) na reunião da Ompetro na Associação Nacional de Petróleo (ANP), na última terça, dia 28 (Foto: Assessoria)

 

O prefeito de Campos, Rafael Diniz (PPS) acabou de ser eleito presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro). Ele asumirá em 1º de janeiro no lugar do prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (PMDB), muito criticado pelos colegas de Executivo na região, e dentro do próprio Legislativo macaense, após lançar a desastrada campanha “Menos royalties, mais empregos”.

A eleição em chapa única aconteceu na tarde de hoje (1º), em reunião no gabinete do prefeito, onde representantes de oito dos 11 municípios integrantes escolheram Rafael. Os quatro outros membros da diretoria são os prefeitos de Rio das Ostras, Quissamã, Armação dos Búzios e Casimiro de Abreu.

A reunião seria iniciada com a apresentação das contas da Ompetro, mas a prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), sugeriu a inversão da pauta, propondo a eleição, tendo apoio geral. Há algums tempo, Carla era a principal crítica da gestão de Dr. Aluízio na entidade, que sequer compareceu, assim como os representantes de Cabo Frio e Niterói.

— É um grande privilégio ser escolhido por unanimidade pelos oito municípios presentes para representar essa importante entidade, que representa a região produtora junto à Agência Nacional do Petróleo e outros organismos. Lutamos contra a eterna dependência dos royalties do petróleo, mas entendemos que esta ainda é uma importante fonte de recursos para nossos municípios. Portanto, temos que fortalecer essa entidade, temos que pensar como região, e esse momento é um importante passo nesse sentido — afirmou Rafael Diniz.

Formam a diretoria com o prefeito Rafael Diniz, o prefeito de Rio das Ostras, Carlos Augusto Balthazar, na vaga de vice-presidente; a prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco, como primeira-secretária; o prefeito de Búzios, André Granado, como segundo secretário; e o prefeito de Casimiro de Abreu, Paulo Dames, como tesoureiro.

A reunião discutiu ainda outros assuntos de interesse dos municípios e da Ompetro. Os representantes dos municípios que não compareceram, Macaé, Cabo Frio e Niterói, serão comunicados da deliberação e receberão cópia da ata da reunião. Uma nova reunião da entidade, confirmada para o dia 20 deste mês, deverá definir detalhes do fechamento desse exercício.

Participaram ainda da reunião a prefeita de Carapebus, Cristiane Cordeiro; o vice-prefeito de Búzios, Carlos Henrique; o vice de Arraial do Cabo, Sérgio Carvalho; o vice de Rio das Ostras, José Guimarães Salvador, o presidente da Câmara Municipal de Casimiro de Abreu, Rafael Jardim; o secretário executivo da Ompetro, Marcelo Neves; o secretário de finanças da entidade, Sérgio Coelho; o secretário da Transparência e Controle de Campos, Felipe Quintanilha; e o superintendente de Tecnologia e Inovação, Romeu e Silva Neto.

 

Atualizado às 19h56, para acréscimo de informações.

 

Este post tem 4 comentários

  1. Quanto tempo será que vai passar até Diniz apoiar “menos royalties, mais empregos”? Eu dou três meses.

  2. Eu quero saber quando ele será promovido o maior criminoso popular deste município, pois este prêmio é mais do que merecedor, pq a sua incapacidade, o seu mal caratismo estar indo além dos limites

  3. O governo anterior que era bom caráter! Fala sério!

  4. Esta de sacanagem um prefeito que e um zero a esquerda, a cidade que esta entregue as baratas,nao tem onibus circulando nas linhas nova brasiia,pecuaria,santa cruz,ururai ser eleito presidente da Ompetro sem falar da passagem a um real,do restarante popular,do cheque cidadao,dos hospitais que so deus para proteger os pobres

Deixe uma resposta

Fechar Menu