Opiniões

Folha 40 anos — Adelfran Lacerda

 

Jornalista Adelfran Lacerda

Um caleidoscópio da Folha

Por Adelfran Lacerda(*)

 

Oito de janeiro de 1978. O Brasil ainda amargava os anos de chumbo… eram  os  estertores da ditadura da Revolução de 64. Em Campos, uma nova era da mídia começava. Surgia a Folha da Manhã. Com um jornalismo inovador, idealizado na melhor fase Jornal do Brasil, inaugurava a moderna impressão offset.

As alvas páginas da nascente Folha, representavam o fim das oficinas de chumbo, da velha indústria gráfica tipográfica. Cresceu muito. E se tornou o primeiro diário em cores da região, vanguarda no web jornalismo e redes sociais e formação do maior conglomerado de comunicação no interior do Estado do Rio, com a  Rádio Continental, Inter TV, Plena TV, Rádio Jornal de Macaé e a Folha 1.

O mentor dessa nova geração e paradigma da imprensa campista é o eterno mestre Aluysio Cardoso Barbosa. Ele foi oescalador e definidor dos melhores profissionais, ao lado da esposa Diva Abreu Barbosa e, mais recente e competentemente, pelos filhos Aluysio e Christiano Abreu Barbosa.

A Folha foi e é um marco de referência da história regional. Registrou e participou, muitas vezes decisivamente, do auge e a derrocada da indústria sucroalcooleira; do início e da pujança do setor de óleo e gás;  da consolidação do setor ceramista; da redivisão territorial com as emancipações municipais; do crescimento econômico; da farra e esvaziamento dos royalties; dos acidentes ecológicos da Paraibuna Metais e da lixívia de Cataguases; de crimes repugnantes; da crise e absolvição do clero tradicionalista e… do surgimento e a sucessão de políticos como Zezé Barbosa, Alair Ferreira, Rockfeller de Lima, Raul Linhares, Walter Silva, Paulo Feijó, Arnaldo Viana, Alexandre Mocaiber, Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Rafael Diniz.

Por trás de tudo isso uma legião de escol de jornalistas e colegas de redação, entre os quais, prestamos tributo de reconhecimento nesse aniversário: Aloysio Balbi, Angela Bastos, Antonio Carlos Paes,  Celso Cordeiro Filho, Cilênio Tavares, Dora Paula Paes, Edla Conti, Edmilson Borges Martins,  Fabiano Venâncio, Fernadinho Gomes,  Fernando Antonio,  Giannino Sossai, Guilherme Belido, Heloisa Helena, Jane Nunes, Jô Siqueira, Jane Ribeiro, João Noronha, João Paulo Arruda, José Carlos Nascimento, Júlia Maria Assis, Luiz Costa, Luiz Mário Concebida, Marilda Rios, Márcia Angella Arêas, Marluce Sardemberg, Martinho Santafé, Mauricio Guilherme, Moacir Cabral, Paulo Renato Porto, Orávio de Campos, Renato Mercante, Ricardo André Vasconcelos, Ricardo Prata Tavares, Rodrigo Florêncio, Saulo Pessanha, Suzy Monteiro, Valdelan Paes, Veronica Matos, Vitor Menezes. Peço desculpas pelas omissão ou falha de memória.

 

(*) Jornalista e ex-editor-geral da Folha da Manhã

 

Publicado hoje (07) na Folha da Manhã

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu