Campos dos Goytacazes,  22/05/2018

 

por Aluysio Abreu Barbosa

Lula no TRF-4 — Expectativa alheia às ruminâncias da paixão

 

(Foto: Diomarcelo Pessanha)

 

 

 

De férias, tenho dolosamente navegado pouco por águas virtuais. Mas o suficiente para constatar a onda que se avoluma enquanto se passam os quatro dias que hoje nos separam da arrebentação na próxima quarta, dia 24, quando o TRF-4 julgará o recurso do ex-presidente Lula contra sua condenação em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro.

Nos mares incontidos das redes sociais, fica difícil não ser engolido pelo tsunami de defesas e ataques contra o ex-presidente. Se faz parte do jogo democrático, o lamento fica por conta da acefalia que se espraia nos dois lados. E, pior, muitas vezes partindo de indivíduos inteligentes reduzidos a ruminantes nas manadas da paixão.

Lula é o político brasileiro mais popular desde o também ex-presidente Getúlio Vargas (1882/1954). E ponto. Mas se for condenado pelo TRF-4, dificilmente poderá ser candidato em outubro. Este é outro ponto que independe de concordância. Como, independente do resultado do julgamento, tolo é quem pensa que o jogo acaba nele.

 

 

Compartilhe:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • PDF
  • Technorati

1 comment to Lula no TRF-4 — Expectativa alheia às ruminâncias da paixão

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>