Opiniões

Vereador ameaça assessores, DAS e RPAs: seu Face ou sua demissão

 

 

 

Áudio nacional

Em episódio recente, um áudio do juiz Glaucenir Oliveira feito em grupo de WhatsApp vazou e teve repercussão nacional. Ao criticar a decisão monocrática do então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, que livrou o ex-governador Anthony Garotinho (hoje, PRP) de uma cela de Bangu 8, em 20 de dezembro do ano passado, o juiz campista disse três dias depois: “segundo os comentários que eu ouvi hoje, de gente lá de dentro (do grupo de Garotinho) é que a mala foi grande”. Claramente, deu a entender que a decisão fora comprada.

 

Áudio paroquial

No último domingo (22), outro áudio em um grupo de WhatsApp, de outra autoridade pública de Campos, causou polêmica. Nele, o advogado Cláudio Andrade (PSDC) disse (aqui): “Eu sou vereador e tenho algumas ordens que vocês têm que obedecer, querendo ou não (…) Eu preciso que o Face de vocês sejam (sic) atualizados (sic) em meia hora. Quem tiver com o Face desatualizado com as minhas matérias, atualize em meia hora. Quem não quiser, por favor, tem 24 horas para entregar o cargo, seja assessor do gabinete, seja DAS, seja RPA. Quem não cumprir com essa determinação, por favor, entregue o cargo em 24 horas, porque tem gente querendo trabalhar”.

 

Ordens e ameaça

Bem verdade que, diferente da rápida repercussão nacional do áudio de Glaucenir, o gravado por Cláudio não ultrapassou a fronteira paroquial. Dentro dela, foi ecoado entre as ruínas do outrora poderoso grupo de mídia de Garotinho, opositor ao governo Rafael Diniz (PPS), que tem o vereador em sua base de apoio. Em resposta, no final da noite de domingo, ele gravou um live (aqui) num de seus perfis do Facebook, no qual confirmou a autoria do áudio, reafirmou suas “ordens” e sua ameaça direta em caso descumprimento: “24 horas para entregar o cargo”.

 

O patrão

Mesmo para quem não é formado em Direito, a tentativa do vereador de obrigar a atualização em perfis pessoais de Facebook “com as minhas matérias (…) em meia hora” parece incorrer em duas ilegalidades: assédio moral e desvio de função. Ambas caberiam à Justiça, embora a última também devesse ser coibida pelo Regimento Interno da Câmara Municipal. Diferente do que parece entender o vereador e advogado, mesmo lotados em seu gabinete, os assessores parlamentares não são empregados dele, mas da Casa do Povo. Não por outro motivo, são pagos com o dinheiro da choldra — o povo, na definição do jornalista Elio Gaspari.

 

Bola nas costas

A situação já seria complicada, caso o áudio de Cláudio Andrade fosse só destinado ao seu “grupo seleto de 12 assessores”. Mas como ele também ameaçou “seja assessor do gabinete, seja DAS, seja RPA”, a coisa é muito pior. Numa cidade que se acostumou a viver da Prefeitura nos tempos de bonança dos royalties do petróleo, a referência é clara a servidores do Executivo. No lugar de fiscalizá-lo, o vereador arrogou ter nele o poder de admitir e demitir para colocar no lugar “gente querendo trabalhar” — desde que cumpram “em meia hora” suas “ordens” pessoais. Para o governo que apoia, o parlamentar propiciou aquilo que tem nome no futebol: bola nas costas.

 

Equidade

Como não há nada que a arrogância não possa piorar, em sua live o advogado, vereador e pré-candidato a deputado estadual admitiu: “para qualquer promotor público e qualquer juiz, o áudio é meu”. Com juízes, promotores e delegados federais locais acusados pública e formalmente por Garotinho de serem tendenciosos em operações como a Chequinho e a Caixa d’Água, algum membro das instituições atacadas poderia ver no novo caso uma oportunidade para provar que o limite da lei deve ser igualmente imposto a todos, independente dos seus apoios políticos.

 

Cavadura

No caso do áudio do juiz Glaucenir, personagem de destaque na Chequinho e Caixa d’Água, esta coluna alertou (aqui) à lição que parece ainda não ter sido aprendida: “debate em redes sociais exige a mesma responsabilidade de qualquer outro debate público”. Isso foi em 27 de dezembro. Pois em 2 de fevereiro, numa carta de duas páginas a Gilmar Mendes, o juiz de Campos escreveu (aqui): “Retrato-me de todo o conteúdo expresso no áudio”. Já na live sobre seu áudio, Cláudio confirmou tudo que disse. Ainda assim afirmou: “A política mudou, os agentes da política mudaram”. Sobre a primeira mudança, dúvidas foram cavadas pelo vereador.

 

Publicado hoje (27) na Folha da Manhã

 

Este post tem 14 comentários

  1. (Trecho excluído pela moderação)
    O tal Cláudio Andrade se comportou como um bom aluno da escolapolítica nacional. Como um .

  2. RPAs já não recebem em dia e ainda tem que ficar atualizando face??? Kkkkkkkk Piada deste vereador arrogante… Isso que Campos tem pra hoje… Quando se pensa que não pode piorar, aparece isso… eee Campos…

  3. Me faz lembrar um provérbio bíblico que diz mais ou menos assim…”A soberba precede à ruína; e o orgulho, à queda.”…precisamos ser mais humildes e buscarmos ser mais justos!!

  4. Esse Cidadão nunca foi um sujeito do bem, tive uma péssima experiÊncia com tal cidadão que sumiu com um (trecho excluído pela moderação) e me exigiu apoio em seu programa do rádio porque ele tem pretensões de ser prefeito da cidade, segundo ele próprio e como neguei o apoio porque seu programinha de quinta não condizia com meus produtos ele “sumiu” com o (trecho excluído pela moderação)

    Veja a índole desse sujeito… e pior veio me dizer que nunca lhe dei (trecho excluído pela moderação) e que tambem não tinha nada a ver, fui tolo de confiar a um (trecho excluído pela moderação) desses essa situação !

    Um (trecho excluído pela moderação) egocentrico que pensa ser Deus por ser um misero e mequetrefe vereador, imagina se fosse prefeito com essa abundância de dinheiro… seria um Garotinho, ruim como tal !

    aliás podiam dar as mãos porque esse é do timinho de Garotinho….

    Se Rafael continuar com esse aliado, dando-lhe dinheiro e poder pra continuar a apoia-lo será realmente a confissão de um governo pífio !

  5. Foi só eu percebi? Que vozinha é aquela do vereador no áudio, gentem? Se bem que depois explicou no vídeo. Já falando mais firme, revelou: estava tomando sorvete de creme!!… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. para quem esculhambou os funcionários públicos o que poderíamos esperar? Tem raiva de funcionário público porque não tem que obedecer às suas ordens, como os pobres coitados e escravizados rpas. Aproveite bastante essa legislatura, porque pra esse governo não precisa fazer oposição eles mesmos se detonam.

  7. Avelino Ferreira está longe de ser exemplo. Se prestou e ainda se presta a ser capacho de Edson Batista, que foi capacho a vida inteira de Garotinho. Mas Claudio Andrade também já foi capacho de Garotinho, de Carla Machado, de Roberto Henriques e hoje lambe as (trecho excluído pela moderação) de Sidinho Neves.

    Mas é quando os capachos se batem que a gente acaba descobrindo a (trecho excluído pela moderação) acumulada. Olha aí o que Avelino escreveu do nepotismo escancarado de Andrade, tudo pago com dinheiro público:

    “o advogado Cláudio Andrade, que também participa da empresa midiática Terceira Via, sendo amigo bastante íntimo da funcionária daquela empresa (jornalista?) Roberta Barcelos, que também é sua assessora no Legislativo. Soube que tem, na sua ampla assessoria, que vai muito além da meia dúzia permitida (segundo se depreende do seu dito), sua irmã, Kelly Andrade e seu cunhado, de nome Narciso. A mãe de Roberta, da Secretaria de Educação, estaria à disposição de seu Gabinete. Mais, como ele mesmo diz, DAS e RPAs, ou seja, funcionários da Prefeitura.

    Sua assessoria oficial, todavia, é esta (dados do mês de novembro de 2017, pois o Portal da Transparência da Câmara estacionou naquele mês):
    Soraya Goulart Barbosa de Oliveira, chefe de gabinete, salário de R$ 4.511,05; Assessores: Tiago Pessanha Riter, R$ 4.511,05; Pryscila Nunes Ribeiro Marins, R$ 4.511,0; Julio Cesar Marques, R$ 4.511,05: Aldair de Souza Rangel R$ 4.511,05; e Roberta da Silva Bensi Barcelos, R$ 3.798,63.”

  8. Vergonha alheia, assim minha filha adolescente descreve uma cena patética como a que vimos nesse vídeo, nem Dias Gomes pensou para “O Bem Amado” algo assim. Além disso poucas vezes vi alguém se auto elogiar tanto, mas “Narciso acha feio o que não é espelho”

  9. Sinceramente, mesmo? É lastimável! A arrogância, a prepotência, a falta de humildade, denotam detalhes desagradáveis do caráter de uma pessoa. Particularmente eu rejeito este tipo de ser humano, mas, eu não esperava este tipo de atitude deste cidadão, o tive em alta conta, mas se ele procede com tal comportamento só nos serve para entendermos que temos que ser mais cuidadosos nas escolhas dos nossos políticos, e até de nossas amizades.
    Exatamente devido a arrogância, um outro político que também transita nos meios de comunicação, também está “queimado” politicamente. Não bastasse ter-se submetido ao garotismo, por ser arrogante e prepotente, hoje é desprezado e desacreditado, inclusive no seu ganha-pão televisivo. Ninguém suporta prepotente!

  10. Esse rapaz, precisa aceitar que precisa de um sério tratamento e acompanhamento psicológico.Acredito que Freud nunca tenha deparado com tanta egolatria em um único indivíduo. É só o começo do fim da sua curta carreira política.

  11. A verdade que todos estão vendo tudo e estão fingindo que não estão vendo nada,isso é só o começo ainda tem muita sujeira debaixo do tapete,cade Marcão,Fred que mete o pau em Garotinho não vão falar nada

  12. A pergunta que não quer calar! A Câmara já abriu uma apuração e possível abertura de processo de cassação por quebra de decoro? Isso é muito gravíssimo… será que irão se omitir?

  13. Esse claudio Andrade não vale (trecho excluído pela moderação),é por causa de uns (trecho excluído pela moderadção) como este que nossa cidade não evolui,não cresce,ele e outros se candidatam somente por status e benefícios próprios. Sinto em dizer,nosso cenário politico é uma vergonha aqui em campos!

  14. Quero obter ciência /conhecimento referente RPA’os funcionários trabalham com carfeira assina da e/ou desconto INSS? ???

Deixe uma resposta

Fechar Menu