Opiniões

México derrota a campeã Alemanha

 

Lozano comemora o gol que deu a vitória ao México sobre a favorita Alemanha (Foto: Christian Hartmann/Reuters)

 

Depois da Argentina, que ontem (aqui) não foi além do empate em 1 a 1 contra a pequena Islândia, hoje foi a vez de mais um favorito ao título na Copa da Rússia decepcionar. Atual campeã do mundo, a Alemanha foi derrotada pelo aplicado México, por 1 a 0, O gol foi marcado aos 35 minutos da etapa inicial pelo atacante Hirvin Lozano, destaque do holandês PSV, clube que já abrigou os talentos dos brasileiros Romário e Ronaldo Fenômeno.

Desde o começo do jogo, os mexicanos mostraram que estavam dispostos a endurecer contra os campeões. E souberam explorar uma deficiência na defesa germânica: o corredor aberto pelas subidas ao ataque do lateral-direito Joshua Kimmich, que não recebeu cobertura eficaz do volante Sami Kedhira. Foi pela esquerda do seu ataque que o México contra-atacou sempre com perigo e onde o passe de Javier Chicharito achou Lozano para abrir e definir o placar. A comemoração na cidade do México foi tanta que, segundo o Instituto de Investigações Geológicas e Atmosféricas, chegou a literalmente causar um abalo sísmico na capital do país.

No final do segundo tempo, após fazer várias substituições, mas sem conseguir furar o bom esquema defensivo mexicano, até o goleiro alemão Manuel Neuer subiu à área adversária, para tentar o gol como atacante. Conhecido pelo inovador trabalho como líbero, jogando com os pés fora de sua área, não adiantou. Agora, a Alemanha se junta a Espanha em 2014 e a França, em 2002, campeões dos Mundiais anteriores que estrearam com derrota quatro anos depois.

Antes da Copa, o presidente russo, Vladimir Putin, provocou os campeões do mundo, com uma referência clara à II Guerra Mundial (1939/45): “a Alemanha não costuma se dar bem na Rússia”. E parece não ter errado, pelo menos em relação ao jogo encerrado há pouco. Ele foi disputado em Moscou, capital russa que os alemães não conseguiram tomar, depois de invadirem o país na II Guerra. A diferença é que, hoje, o Exército Vermelho usou a camisa verde do México.

Para os brasileiros que comoraram a derrota inesperada do seu algoz na Copa de 2014, é bom lembrar que caso o time de Neymar e Tite se classifique em primeiro lugar no Grupo E, cruzará nas oitavas de final com o segundo do Grupo F, posição em que a Alemanha pode ficar, depois da derrota de hoje.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu