Opiniões

Alemanha leva 2 a 0 da Coreia do Sul e está fora da Copa da Rússia

 

O habilidoso atacante Son Heung-min fez o segundo gol da Coreia do Sul e selou a desclassificação precoce da Alemanha na Copa da Rússia (Foto: Benjamin Cremel – AFP)

 

Caiu o primeiro favorito na Copa da Rússia. Campeã em 2014, no Brasil, a Alemanha foi derrotada por 2 a 0 pela aplicada, mas limitada Coreia do Sul, e está fora do Mundial. Os dois gols sul-coreanos foram já nos descontos da partida.

Aos 47’ do segundo tempo, o zagueiro Kim Young-Gwon completou uma sobra de bola na área germânica. Anulado por impedimento, o lance foi confirmado pelo árbitro estadunidense Mark Geiger com o auxílio do VAR. Depois, aos 51’, o habilidoso atacante Son Heung-min definiu um contra-ataque com o gol alemão livre, após uma subida desesperada do goleiro Manuel Neuer ao ataque.

 

Defensor Kim Young-Gwon marcou o primeiro gol da Coreia contra a Alemanha (Foto: Shaun Botterill – Getty Images)

 

Com sua eliminação precoce na Rússia, a Alemanha repete a França, em 2002; a Itália, em 2010; e a Espanha, em 2014. Campeãs dos Mundiais anteriores, nenhuma das quatro seleções conseguiu passar da primeira fase quatro anos depois.

Apesar da campanha impecável nas Eliminatórias da Europa, a verdade é que a Alemanha já vinha desapontando nos amistosos antes da Copa. Neles, anotou três empates (0x0 com a Inglaterra, 2×2 com a França, 1×1 com a Espanha), duas derrotas (0x1 para o Brasil e 1×2 contra a Áustria) e uma vitória magra de 2×1 contra a fraca Arábia Saudita. E continou a decepcionar em sua estreia na Rússia, na derrota (aqui) de 1 a 0 para o México.

Em seu segundo jogo na Copa pelo Grupo F, os germânicos chegaram a dar esperança de reação. Com um golaço de falta do meia Toni Kross, aos 50’ do segundo tempo, eles conquistaram uma vitória épica de 2 a 1 sobre a Suécia. Mas pela atuação burocrática de hoje contra a Coreia do Sul, onde precisavam vencer novamente para passar às oitavas, mereceram a pouca sorte.

 

Após gerar o segundo gol da Coreia, numa subida desesperada ao ataque, o goleiro Neuer encarnava a desolação alemão ao deixar o gramado (Foto: Laurence Griffiths – Getty Images)

 

Antes da Copa, o presidente do país sede, Vladimir Putin, lembrou a II Guerra Mundial (1939/45) para provocar os atuais campeões do mundo: “a Alemanha não costuma se dar bem na Rússia”. Dos campos de batalha aos do futebol, ele não estava errado.

Agora, se vencer o jogo contra a Sérvia e conquistar sua vaga às oitavas como primeiro colocado no Grupo E, o Brasil pegará o México pelas oitavas. Se ficar em segundo, encara a Suécia. Se repetir na Rússia seus algozes da Copa de 2014, será outro favorito a voltar mais cedo para casa.

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu