Opiniões

Inglaterra e Croácia eliminam as duas últimas retrancas da Copa

 

Com a camisa nº 20, o meia Deli Alli é abraçado pelos companheiros após marcar o segundo gol da Inglaterra sobre a Suécia (Foto: Alastair Grant – AP)

 

Brasileiro naturalizado, o lateral Mário Fernandes empatou o jogo com a Croácia, mas depois perdeu sua cobrança na disputa de pênaltis (Foto: Kevin C. Cox – Getty Images)

 

Definidos Inglaterra e Croácia para uma das semifinais da Copa da Rússia, venceu o futebol. Por mais simpatia que se possa ter pela eficiência defensiva da Suécia, ou pela festa dos donos da casa em sua melhor campanha no futebol, desde a dissolução da União Soviética, manteve-se uma saudável tradição: retrancas não vão além das quartas de final em Copas do Mundo.

Pela boa qualidade técnica dos seus jogadores, a Croácia foi apontada aqui, antes da bola rolar no Mundial, como uma provável supresa. Assim como a seleção da Bélgica, pelos mesmos motivos, que ontem eliminou o Brasil por 2 a 1. Mas, para eliminar a Rússia, os croatas acabaram de passar pelo segundo jogo seguido com prorrogação e disputa de pênaltis. O cansaço pode fazer diferença na semifinal da próxima quarta (11), diante de uma Inglaterra que mais cedo passou sem sustos pela Suécia, com o 2 a 0 conquistado em tempo normal.

É a primeira vez que os ingleses chegam a um semifinal, desde 1990. Por sua vez, a Croácia volta à semifinal em que chegou na sua primeira Copa como país independente, em 1998, após a dissolução da antiga Iugoslávia. Quem vencer o confronto pegará o favorito ao título na final do domingo (15). Ele será definido por França e Bélgica, na semifinal desta terça (10). Mas o que esse Mundial vem provando é que favoritismo não ganha mais jogo.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu