Campos dos Goytacazes,  19/07/2018

 

por Aluysio Abreu Barbosa

Com gol de cabeça, França bate a Bélgica e faz a final do domingo

 

O zagueiro francês Umtiti sai da áera belga para comemorar seu gol, que colocou a França na final do domingo (Foto: AFP)

 

A Bélgica tinha o melhor ataque da Copa, mas ele hoje não funcionou. Time mais consistente do Mundial, a França venceu por 1 a 0 e fará a final no domingo contra o vencedor, amanhã, entre Inglaterra e Croácia. Após terem dominado o primeiro tempo, como fizeram contra o Brasil, os belgas dessa vez não conseguiram marcar. No segundo, logo aos 5 minutos, o zagueiro Umtiti cabeceou no primeiro pau um escaneteio cobrado da direita pelo atacante Griezmann. Mesmo marcado pelo meia Fellaini, 12 cm mais alto, o francês cabeceou para definir a partida.

Durante a pressão da Bélgica nos primeiros 30 minutos de jogo, a chance mais clara de gol veio com Alderweireld. Ele acertou um chute forte dentro da área, numa bola rebatida pela defesa francesa, após cobrança de escanteio do meia Chadli. Mas o goleiro Lloris fez uma grande defesa. Se Hazard voltou a jogar muito bem, seus companheiros De Bruyne e Lukaku não reeditaram as grandes atuações contra o Brasil.

A pressão belga começou a baixar quando o francês Kanté, melhor volante da Copa, conseguiu roubar sua primeira bola. Já eram 32’ do primeiro tempo. Sete minutos depois, numa triangulação pela direita com o craque Mbappé, o lateral-direito Pavard recebeu belo passe dentro da área belga e também colocou o goleiro Courtois para trabalhar.

Logo no começo do segundo tempo, o zagueiro Umtiti marcou o gol da França. Em desvantagem no placar, a Bélgica teve que partir de vez para cima. E abriu espaços para a velocidade de Mbappé. Aos 10’, ele participou de três lances consecutivos no ataque. Num deles, o jovem craque serviu de calcanhar ao centroavante Giroud, dentro da área, que forçou Courtois a outra defesa.

Apesar dos riscos, o técnico  espanhol da Bélgica, Roberto Martínez, teve que abrir ainda mais seu time. Aos 14’, ele sacou o volante Dembélé para a entrada de Mertens na ponta direita. Cinco minutos depois, ele cruzou para uma cabeçada perigosa de Fellaini, à direita do gol. Por sua altura, o volante já jogava como centroavante, ao lado de Lukaku. Outro volante belga, Witsel aproveitou jogada de Hazard na entrada da área francesa, aos 34’, de onde chutou uma perigosa bola em curva, forçando Lloris a mais uma defesa difícil.

Logo depois, a Bélgica fez outra substituição, colocando o ala ofensivo Carrasco no lugar de Fellaini. Depois, já nos descontos, o atacante Batshuayi substituiu Chadli, mas os Diabos Vermelhos não conseguiram exorcizar o 0 do seu placar. Aos 50’, o último lance de perigo foi criado pela França. O meia Tolisso, que havia susbtuído Matuidi, chutou para boa defesa de Courtois.

Após a vitória sobre o Brasil, quando surpreendeu pelas alterações no sistema de jogo da Bélgica, o técnico Roberto Martínez, disse que nunca havia perdido um jogo no plano tático. Só que hoje, contra a França, ele voltou a inovar e perdeu. No plano individual, Hazard foi o melhor em campo. Mas o eleito pela Fifa foi Umtiti, que marcou o gol. Assim é o futebol. E ele volta amanhã a campo no Inglaterra e Bélgica.

 

 

Compartilhe:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Add to favorites
  • PDF
  • Technorati

1 comment to Com gol de cabeça, França bate a Bélgica e faz a final do domingo

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>