Opiniões

Melhor futebol da Copa, Bélgica conquista 3º lugar contra a Inglaterra

 

De Bruyne abraça Hazard e Mertens, após o gol marcado pelo segundo, eleito pela Fifa como melhor em campo (Giuseppe Cacace – AFP)

 

Ao meio-dia deste domingo (15), França e Croácia decidirão o campeão e o vice da Copa do Mundo. Mas se nenhuma das suas seleções tiver uma atuação de gala amanhã, o time de melhor futebol na competição acabou de conquistar agora o terceiro lugar. Com a merecida vitória de 2 a 0 sobre a Inglaterra, a Bélgica encerrou sua participação como a iniciou: com o jogo mais lúdico e ofensivo entre as 32 seleções que se apresentaram na Rússia.

Como fizeram diante do Brasil, nas quartas, e da França, na semifinal, os belgas dominaram o primeiro tempo contra os ingleses. O gol saiu logo aos 4’ de jogo. Mesmo sem estar em dia inspirado, o centroavante Lukaku dominou a bola no meio de campo e enfiou na esquerda para o ala Chadli, que cruzou na área para o ala oposto. Depois de fazer falta contra os franceses, Meunier voltou ao time para se antecipar a Rose e estufar as redes do bom goleito Pickford.

O restante do primeiro tempo se deu para confirmar a força dos times da chave da Bélgica e da França (e do Brasil), sobre aquela em que a Croácia saiu finalista. Totalmente dominada nos primeiros 45 minutos, a Inglaterra voltou do intervalo com as entradas dos atacantes Dela Alli e Rashford. E, sem mais nada a perder, se mandou em busca do empate na segunda etapa.

Os ingleses chegaram a colocar o goleiro Courtois para trabalhar. Aos 25’, o volante Dier chegou a vencê-lo, num toque por elevação em penetração pela direta da área, mas o zagueiro Alderweireld tirou a bola em cima da linha do gol. Por sua vez, mesmo que deva sair da Copa como seu artilheiro, Harry Kane também não estava em seu dia.

Aos 35’, num contra-ataque da defesa belga à área adversaria, saiu um dos lances mais belos do Mundial: numa tabela de pé em pé — e calcanhares de Hazar e De Bruyne —, a bola cruzada por Mertens serviu a Meunier em outra penetração pela direita. O chute forte, de primeira, permitiu uma bela defesa a Pickford.

Dois minutos depois, em outro contra-ataque, De Bruyne serviu a Hazard. Eleito com justiça pela Fifa como melhor em campo, ele não deu chances ao jovem goleiro inglês e conferiu números finais ao placar. Impossível saber como jogarão neste domingo os franceses Mbappé, Griezmann e Pogba, ou os croatas Modric, Rakitic e Pericic, mas Hazard saiu de campo hoje como candidato a craque da Copa.

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu