Opiniões

Presidente do TSE adianta que Lula está inelegível

 

Presidente do TSE, ministro Luiz Fux

 

Líder em todas as pesquisas presidenciais, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não será candidato nas eleições de outubro. Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luix Fux negou hoje um pedido de inelebilidade do ex-presidente, em ação movida pelo cidadão Manoel Pereira Machado. Mas o fez por entender que ele não tinha legitimidade para o pleito. Ainda assim, Fux fez questão de ressaltar que há uma “inelegibilidade chapada” (evidente, notória) em Lula.

Lula será impedido de concorrer pela Lei da Ficha Limpa, sancionada por ele quando presidente. Por ela, todo condenado por crime em segunda instância fica inelegível. Em 24 de janeiro, o líder petista foi condenado por unanimidade na 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Na segunda instância federal, Lula foi apenado a 12 anos e um mês de reclusão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação, no caso do triplex do Guarujá, também motivaria a prisão do ex-presidente em 7 de abril, após seus pedidos de habeas corpus serem negados nos plenários do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu