Opiniões

Ibope: Paes continua líder isolado e torce para Garotinho passar Romário

 

Paes bate teto e lidera

Na pesquisa Ibope divulgada ontem, Eduardo Paes (DEM) continua na liderança isolada da corrida ao Palácio Guanabara. Mas, na série do instituto, o ex-prefeito do Rio parece ter batido teto. Ele manteve os 24% que já tinha registrado na consulta anterior. A segurança de Paes é que o segundo colocado não apresentou crescimento, mas queda: dentro da margem de erro de três pontos para mais ou menos, Romário Faria (Pode) oscilou negativamente de 18% a 16%. Ele ficou em empate numérico com Anthony Garotinho (PRP), que teve crescimento real de quatro pontos, passando de 12% a 16%.

 

Romário cai, Garotinho cresce

Se as tendências de queda de Romário e de crescimento de Garotinho forem confirmadas na próxima pesquisa Datafolha, com divulgação prevista para a próxima sexta (28), a turma da Lapa campista só não gostará mais do que Paes. Primeiro porque, considerado inelegível pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e concorrendo pendurado numa liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Garotinho pode ter seus votos “jogados fora” ao final. Foi o que ressaltou na noite de ontem a jornalista Eliane Catanhêde, ao analisar na GloboNews as tendências reveladas pela nova Ibope a governador.

 

Teto da rejeição

O outro motivo para Paes estar torcendo para Garotinho ultrapassar Romário na briga pela vaga restante ao segundo turno, é a imensa rejeição do político de Campos: 50% dos eleitores fluminenses não votariam nele de jeito nenhum. Com cerca de metade no índice negativo, o ex-prefeito do Rio tem 27% de rejeição, com 25% para o senador. Não por outro motivo, Garotinho perdeu feio a simulação de segundo turno feita pelo Ibope contra Romário: 25% a 38%. Mas a goleada seria ainda maior se enfrentasse Paes no turno final: 24% a 41%. O candidato do DEM também bateria Romário, mas no limite da margem de erro: 37% a 31%.

 

Índio, Tarcísio e Witzel

A Ibope a governador revelou dados interessantes sobre o bloco intermediário. Após abrir a série do instituto atrás de Tarcísio Motta (Psol), Indio da Costa (PSD) o ultrapassou. Ele teve ontem 6% das intenções de voto, contra 4% do vereador carioca. Este ficou junto do ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC), também com 4%. Todos estão no empate técnico da margem de erro, mas é relevante constatar que, nas duas últimas Ibope, Tarcísio empacou, enquanto Indio e Witzel cresceram dois pontos cada. Coincidência ou não, ambos aproximaram seus discursos ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no endurecimento contra o crime.

 

Líderes

Em relação à corrida ao Palácio do Planalto, alguns outros paralelos são possíveis na disputa ao Palácio Guanabara. Nas duas últimas pesquisas Ibope sobre cada pleito, os líderes repetiram o que parece ser o teto das suas intenções de voto: Paes nos 24%, Bolsonaro nos 28%. A vantagem de Paes é que ele não tem um segundo colocado também isolado e em franca ascensão, como é Fernando Haddad (PT), que já chegou aos 22%. Empatados e oito pontos atrás do líder na corrida a governador, Romário e Garotinho têm agora que se preocupar um com o outro, antes de fazê-lo com Paes. Este, ao que tudo indica, já está no segundo turno.

 

Charge do José Renato publicada hoje (26) na Folha

 

Ponte

Ontem, ocorreu mais uma visita do governador Luiz Fernando Pezão (MDB) à ponte da Integração, entre São João da Barra a São Francisco de Itabapoana, e a nova promessa de conclusão da obra: agora em novembro. Nas imagens do encontro, com políticos das duas cidades, mais confuso do que imaginar como a construção que se arrasta desde 2014 vai terminar em tão pouco tempo, é saber como pensamentos políticos ideologicamente tão distintos no cenário nacional não se furtam de caminhar juntos em assuntos paroquiais.

 

Distâncias

Pezão já contou com apoio dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, do mesmo PT que a prefeita Carla Machado (hoje PP) foi filiada. Ela declara abertamente o voto em Fernando Haddad (PT). Entre os que os cercam nas fotos, existem auxiliares militantes, nas redes sociais, de Jair Bolsonaro. Se a ponte sobre o Paraíba será concluída no prazo prometido, só o tempo dirá. Das imagens da visita a percepção é: a distância entre as cabeceiras da Integração não é nada, comparada ao oceano que separa as correntes ideológicas seguidas pelos que estão no mesmo barco nas questões locais.

 

Com o jornalista Arnaldo Neto

 

Publicado hoje (27) na Folha da Manhã

 

Este post tem 4 comentários

  1. QUANDO GAROTINHO MORRER (trecho excluído pela moderação)

  2. Garotinho já passou Romário e vai passar Paes também, porque até hoje MP e policia federal não mostraram mansão ou dinheiro da família de Garotinho em paraísos fiscais

  3. A Folha da manhã esqueceu de passar para o público que Eduardo Paes está com uma Liminar pra concorrer ao cargo.

Deixe uma resposta

Fechar Menu