Opiniões

Sem resposta de Caio, Arnaldo recebe Buchaul e sua revoada tucana

 

Na noite de quinta, Arnaldo recebeu em sua casa Adilson Rangel, Antônio Carlos Dias Vieira, Alexandre Buchaul e Alessandro Carvalho. Ironicamente, Caio observa ainda criança, da foto na parede (Foto: Cristiano Sampaio)

 

Na noite de quinta, o ondontólogo Alexandre Buchaul se encontrou com o ex-prefeito Arnaldo Vianna (MDB). Buchaul lidera um grupo que ainda está no PSDB, mas estuda mudança para PP, DC ou o MDB de Arnaldo. O objetivo é disputar a eleição municipal de 2020, com candidatura própria a prefeito. Na conversa, foi aventado que Arnaldo seria o cabeça de chapa nessa aliança. Mas, se não tiver condições jurídicas, apoiaria Buchaul na disputa a prefeito.

Caio postou na quarta foto com Pudim e o ex-deputado estadual Jânio Mendes (Foto: reprodução do Facebook)

A reunião com Buchaul foi no dia seguinte a Caio Vianna (PDT), filho único de Arnaldo, publicar foto (aqui) nas redes sociais de um encontro com Geraldo Pudim (MDB), ex-deputado estadual e hoje secretário da mesa da Alerj. O ex-governador Anthony Garotinho (sem partido) viu e alfinetou nas redes sociais: Caio teria convidado Pudim para coordenar sua campanha a prefeito em 2020, ao lado da mãe, a ex-vereadora Ilsan Vianna. Preocupado em herdar a rejeição dela, o filho se apressou em voltar a usar as redes sociais para tentar desmentir a informação.

Ironicamente, na eleição a prefeito de 2016, Caio chegou a liderar (aqui) as pesquisas do instituto Pro4, até Arnaldo apoiar (aqui) a candidatura de Pudim. A perda do apoio paterno foi considerada decisiva para que o jovem pedetista despencasse nas pesquisas, terminando a disputa em terceiro lugar. Antes, ele fez acordo por baixo dos panos com Garotinho, para tentar forçar um segundo turno no pleito definido ainda no primeiro, com a vitória de Rafael Diniz (PPS). No último debate antes das urnas, na InterTV, o filho de Arnaldo claramente fez dobrada com Dr. Chicão (PR), candidato a prefeito dos Garotinho.

 

Arnaldo Vianna no Folha no Ar da última terca (Foto: Isaias Fernandes – Folha da Manhã)

 

Passados três anos, as coisas parecem novamente se tencionar entre pai e filho. No último domingo (07), a Folha da Manhã publicou (aqui) uma entrevista com Arnaldo, que daria nova entrevista (aqui) na terça (09) ao Folha no Ar, programa ao vivo da Folha FM 98,3. Em ambas, o ex-prefeito declarou: “se Caio quiser meu apoio, basta pedir”. Procurado pela Folha desde segunda (08), para dar sua versão dos fatos, Caio optou pelo silêncio. Mas na terça, logo após a entrevista de Arnaldo à Folha FM, seu filho respondeu à oferta: publicou nas redes sociais uma foto com o deputado estadual Rodrigo Bacellar (SD), que já havia anunciado (aqui) em entrevista à Folha também ser pré-candidato a prefeito em 2020.

 

Na terça, Caio respondeu à oferta de apoio do pai publicando uma foto com Rodrigo Bacellar (Foto: reprodução do Facebook)

 

Buchaul e sua revoada tucana aproveitaram o espaço vazio deixado por Caio e buscaram o apoio de Arnaldo. Em outra ironia, o dissidente do PSDB apoiou Rodrigo Bacellar na última eleição legislativa.

 

Este post tem 2 comentários

  1. Boa tarde Aluysio, eu Renato Guilherme Alvarenga da Silva Presidente do PP Campos dos Goitacazes, desconheço a vinda desse grupo para o partido, não fui procurado por nenhum deles. Obrigado

  2. Mais do mesmo ou de sempre.
    Enquanto em todo o país vemos uma renovação política e da participação da população na vida pública, aqui permanece o ranso dos amigos dos amigos que eram inimigos depois fizeram as pazes e brigaram de novo e acordos. A Lava Jato tem nos mostrado bem o que está por trás de tantos acordos na política.

    Não é possível uma cidade que tanto se mobilizou no pleito presidencial do ano passado aceite ficar na mesma por míseras e corruptas moedas de troca chamadas de DAS e RPA.

    Peço aos bons que entrem para a política. Ocupem o espaço! Vamos lotar essa cidade de boas opções!

Deixe uma resposta para RENATO GUILHERME Cancelar resposta

Fechar Menu