Opiniões

Emenda na Câmara Federal de R$ 50 milhões para concluir prédios da UFF em Campos

 

Prédios abandonados da UFF Campos, às margens da av. XV de Novembro (Foto: Folha da Manhã)

 

Principal pauta da UFF em Campos, a obra abandonada dos prédios da universidade às margens da av. XV de Novembro deu um passo importante em Brasília para sua retomada e conclusão. O deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) informou ao blog que ele e mais quatro colegas da bancada fluminense estão comprometidos com uma emenda de bancada no valor de R$ 50 milhões para a conclusão dos dois novos prédios da UFF, programada para o Orçamento da União em 2020.

 

Deputados federais Wladimir, Clarissa, Hugo Leal, Chico D’Ângelo e Talíria Petrone já estariam comprometidos com emenda de bancada para a UFF-Campos (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Além de Wladimir, já estariam fechados com a iniciativa os também deputados federais Clarissa Garotinho (Pros), Hugo Leal (PSD), Chico D’Ângelo (PDT) e Talíria Petrone (Psol). Esta última adiantou que conversaria com o colega de Campos sobre os prédios da UFF, em entrevista publicada na Folha (aqui) no útimo dia 11.  Para uma emenda de bancada é necessário o mínimo cinco assinaturas, que já estariam garantidas. E teria caráter impositivo sobre o Executivo, numa da muitas derrotas impostas ao governo Jair Bolsonaro (PSL) no Congressso Nacional.

 

Professor Roberto César Rosendo, diretor da UFF-Campos (Foto: Folha da Manhã)

 

Diretor da UFF em Campos, Roberto César Rosendo comemorou a iniciativa parlamentar. Se tudo correr como esperado, as obras dos prédios da universidade, paradas na metade, seriam retomadas no segundo semestre do próximo ano:

— Neste momento complicado de contingenciamento do MEC, mais a questão do impasse (aqui) dos contêineres lá da Uff, receber a notícia de que a apresentação da emenda impositiva teve um avanço é extraordinário. Com os R$ 50 milhões será possível concluir a obra, que já está 50% pronta. Se tudo der certo e o recurso for empenhado no ano que vem, as obras poderão ser retomadas no segundo semestre de 2020. Agora eles estão se articulando para buscar apoio de mais deputados da bancada do RJ para somar com as cinco assinaturas já conseguidas.

 

Confira a reportagem completa na edição deste sábado (25) da Folha da Manhã

 

Este post tem 2 comentários

  1. Caro Aluysio
    Talvez grande pauta seria comparar o tanto de valores aprovados em emendas parlamentares e o q realmente chegou a ser utilizado . A diferença é gritante, pode apostar!

  2. Parabéns para Wladimir e Clarissa e os demais deputados por mais uma conquista, em prol da educação em nossa cidade.

Deixe uma resposta

Fechar Menu