Opiniões

Wladimir consegue R$ 6 milhões/ano a leitos de bebês e mães no HPC. E ajuda Prefeitura

 

(Foto: Divulgação)

 

Em 12 de junho, a Folha noticiou (aqui) uma reunião do deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS), em que o primeiro informou que havia conseguido a reclassificação de leitos de UTI neonatal e maternidade, como o credenciamento de novos leitos de UTI, no Hospital dos Plantadores de Cana (HPC). Pois esta semana o parlamentar de Campos confirmou a informação, que será publicada ainda esta semana em Diário Oficial (DO), liberando diretamente do governo federal até 6 milhões/ano, ou R$ 500 mil/mês, para o hospital de Campos, referência da cidade e da região em obstetrícia.

 

Wladimir na reunião de 12 de junho com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (Foto: Divulgação)

 

— São mais 6 milhões em benefício da população para leitos de UTI neonatal e UTI materno adulto para gestantes. É uma demanda antiga do Hospital dos Plantadores de Cana que conseguimos destravar através do nosso bom relacionamento em Brasília. Em apenas sete meses de mandato já realizamos ações diretas (aqui) para os quatro grandes hospitais filantrópicos da cidade. A próxima missão é credenciar a Santa Casa de Misericórdia para mais leitos de cirurgias vasculares e o Álvaro Alvim para cirurgia bariátrica — projetou Wladimir

Frederico Paes, diretor do HPC

Ao todo, o HPC tem 50 leitos que foram atendidos pela ação do deputado federal junto ao governo Jair Bolsonaro (PSL). Os 10 novos leitos de UTI Neonatal para os bebês e outros 10 novos leitos da Unidade Convencional Intermediária Canguru (Uninca), para atender às mães, foram credenciados pelo ministério da Saúde. E os 30 leitos mais antigos do hospital, entre UTI Neonatal e Unidade Covencional Intermediária (Uninco), foram reclassificados para facilitar o aporte de verbas federais.

— Foi uma inciativa muito importante do deputado Wladimir. Que acabou beneficiando não só o hospital, mas a Prefeitura de Campos. Desde que foram inaugurados há dois anos, esses 20 novos leitos vinham sendo custeados com repasse de verbas do governo Rafael (Diniz, Cidadania). E agora passarão a ser pelo ministério da Saúde. Parece até que foi combinado entre os dois. Não foi, mas bem que poderia ter sido. Essa parceria pela comunidade, acima das diferenças políticas, é uma coisa tão boa que tinha que ser rotineira. É o que está sendo feito nesse caso. Mas que bom para a cidade se fosse em tudo — observou Frederico Paes, diretor do HPC.

Em sua página na internet, o deputado federal Aureo Ribeiro (SD, de Duque de Caxias) divulgou aqui, com direito a vídeo com o ministro Luiz Henrique Mandetta, que o projeto dos leitos do hospital de Campos seria dele. O blog entrou em contato com Aureo, que esclareceu que a iniciativa foi mesmo do deputado de Campos:

— O “pai da criança” foi mesmo Wladimir. E nós consideramos que a questão é tão importante que reforçamos o pleito em audiência com o ministro. Faz parte do jogo legslativo um deputado reforçar os pleitos do outro — explicou o parlamentar da Baixada Fluminense.

 

Atualizado às 21h24, para acréscimo de informações

 

Este post tem um comentário

  1. Se todos políticos fizessem o que Wladimir esta fazendo a saúde de Campos estaria bem melhor, parabéns a folha por divulgar mais esse feito e mostrando que é um jornal imparcial e independente politicamente.

Deixe uma resposta

Fechar Menu