Opiniões

Ponto a ponto, entenda a greve dos médicos, que pode chegar ao fim nesta sexta

 

 

Anunciada em 1º de agosto e deflagrado no dia 7, a greve dos médicos da Saúde de Campos pode acabar nesta sexta (30), em assembleia da categoria. Para que você, leitor, possa entender melhor a cronologia do complexo caso, relembre clicando abaixo em cada um dos seus principais pontos:

 

08/04 – Prefeitura de Campos começa a implantar o ponto biométrico, inclusive para os profissionais da Saúde.

12/07 – Governo municipal anuncia contingenciamento de despesas por conta da queda na arrecadação de roylaties e PEs.

01/08 – Atingidos pelo ponto biométrico e pelo contingenciamento nas substituições e gratificações, médicos anunciam greve a partir do dia 7.

13/08 – Representantes dos médicos assinam “Pacto pela Saúde” proposto pelo governo, com abono de faltas e pagamento de 50% das gratificações e substituições.

14/08 – Em assembleia, médicos rejeitam “Pacto pela Saúde” assinado por seu representantes e mantêm greve.

15/08 – Médicos anunciam suas contrapropostas ao governo.

18/08 – Matéria da Folha mostra que entre 2017 e 2019, no governo Rafael Diniz (Cidadania), Campos recebeu na média das PEs três vezes menos do que entre 2009 e 2016, nos dois governos  Rosinha Garotinho (hoje, Patri).

19/08 – Mesmo sem o fim da greve, governo anuncia o pagamento de 50% das gratificações e substituições dos médicos, a partir do recebimento da PE, e prefeito divulga aberta aberta à categoria, com novas propostas.

19/08 – Promotor estadual Marcelo Lessa Bastos contesta versão do Simec, diz que não há endosso do Ministério Público Estadual à greve dos médicos e retifica: “o que não há é censura”.

22/08 – Em mais uma assembleia, médicos rejeitam as propostas do governo e mantêm greve.

22/08 – Despencam os royalties recebidos pelo município. 

23/08 – Sindicato dos Odontologistas no Norte do Estado do Rio (Sonerj) anuncia assembleia e assume o ponto biométrico na Saúde Pública de Campos como primeiro item da pauta.

25/08 – Matéria da Folha mostra que a média de royalties e PEs em 2019 é a terceira menor valor pago ao município desde 2003, no governo Arnaldo Vianna (PDT).

25/08 – Médico questiona o ponto biométrico como pauta da categoria, em vídeo no Facebook, e tem questionado seu talento como bobo da corte.

25/08 – Após a reação ao ponto biométrico como primeiro ponto da pauta, presidente do Sonerj procura a redação da Folha para anunciar o cancelamento da assembleia e depois a reconfirma em grupo de WhatsApp. 

26/08 – Cremerj anuncia criação de gabinete de crise por conta da greve dos médicos.

26/08 – Marcada, cancelada e reconfirmada, assembleia do Sonerj termina com presidente entregando o cargo, sem discussão da pauta e com troca de acusações.

27/08 – É divulgado que o Cremerj encontrou 186 inconformidades no Hospital Geral de Guarus (HGG) e 132, no Hospital Ferreira Machado (HFM).

28/08 – Vereadores se reúnem na Câmara Municipal com representantes dos médicos para tentar pôr fim à greve.

29/08 – A pedido do MP, Justiça determina audiência de conciliação entre as partes para tentar por fim à greve dos médicos. No mesmo dia, representantes do Simec e do Cremerj voltam a se reunir com o prefeito. Entre os itens, além do pagamento dos 50% restantes das gratificações e substituições, o ponto biométrico.

30/08 – Fim da greve dos médicos?

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu