Opiniões

Rafael e Rodrigo se unem para reabrir Restaurante Popular em parceria Campos/RJ

 

(Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

Em reunião na semana passada, o prefeito de Campos, Rafael Diniz (Cidadania), e o deputado estadual Rodrigo Bacellar (SD) firmaram uma acordo para atender a um dos principais pleitos sociais do município: a reabertura do Restaurante Popular em parceria do Governo do Estado, proprietário do prédio onde funcionava o antigo, na rua Lacerda Sobrinho. Outros parlamentares da região na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) também estão envolvidos no esforço. Em junho de 2017, o Restaurante Popular Romilton Bárbara foi fechado (aqui) pelo governo Rafael, alegando falta de recursos. E enfrentou protestos.

Embora a Prefeitura tenha um projeto próprio para reabrir outro Restaurante Popular, em moldes diferentes do antigo e em outro local, o andamento da iniciativa foi afetado pelo contingenciamento de gastos (aqui), devido à contínua queda de arrecadação nas receitas do petróleo (aqui e aqui). Ainda assim ontem (27) foi publicado no Diário Oficial uma licitação no valor de quase R$ 1 milhão para o projeto. Em paralelo, a partir da reunião e do acordo selado entre Rodrigo e Rafael, o deputado iniciou nesta semana a interlocução com o governador Wilson Witzel (PSC) e sua secretária de Assistência Social, Cristina Quaresma. A intenção, ainda sem previsão de prazo, é firmar a parceria entre Campos e o estado do Rio.

— Rafael pediu minha intermediação com o governador Witzel e a secretária de Assistência Social Cristina Quaresma, o que fiz no correr desta semana. Em um momento de crise finaceira do município e do estado do Rio temos que nos somar forças; Não é hora de se preocupar com eleição (a aprefeito de Campos, em 2020). Não é hora de olhar para o tabuleiro eleitoral, mas sim para a população da nossa cidade, sobretudo a mais carente. É para isso que fui eleito deputado. Quando a gente chegou a ter prefeito e governador do mesmo grupo político, pedemos tempo com picuinhas políticas. No final, foi Campos que perdeu — lamentou Rodrigo.

Rafael teve um dicurso muito parecido. Na necessidade de união de esforços pela reabertura do Restarurante Popular e na crítica à “picuinha política” que, mesmo sem citar nomes, os dois afirmam ter atrapalhado Campos no passado:

— Temos um trabalho paralelo para o Restaurante Popular em outro local, já em fase de licitação. Mas, neste momento de crise, por que não a parceria para avançarem juntos Campos e Governo do Estado? Reconhecendo o trabalho do deputado Rodrigo Bacellar, nos reunimos. Com apoio de outros deputados estaduais da região, ele assumiu essa articulação junto ao governo estadual pela reabertura do Restaurante Popular. Nosso município perdeu muitas oportunidades lá atrás por conta de picuinha política. Isso acabou. Com a força de Rodrigo e a busca de parcerias, independente de qualquer divergência política, vamos trabalhar para avançar — pregou o prefeito.

 

Este post tem um comentário

  1. Ih rapá, o bluble hed da Uenf pagou recibo. Só faltou puxar dploma da Virginia Tech . Será que é porque já tá comendo no cocho de Caio ??… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

Fechar Menu