Opiniões

Exposição fotográfica sobre Atafona embaixo da Ponte do Brooklin, em Nova York

Exposição de fotos de Atafona embaixo da ponte do Brooklin (Foto: Divulgação)

 

Em todo o mundo, o passar do tempo geológico é quase sempre muito lento para ser acompanhado na brevidade de uma vida humana. Com o avanço do mar sobre a ocupação do homem a partir da construção da barragem de Santa Cecília nos anos 1950, com o desvio de 60% das águas do rio Paraíba do Sul para atender o Grande Rio no Sistema Guandu, Atafona é uma exceção. Que ganhou o mundo numa exposição de fotografias sobre o balneário sanjoanense embaixo da Ponte do Brooklin, em Nova York.

O autor dos registros é o fotógrafo carioca Felipe Fittipaldi, 37 anos, que se dedica a projetos ambientais e sociais. Ele colabora com veículos como El País, Editora Abril e National Geographic. E já foi contemplado com prêmios nacionais e internacionais como Lens Culture, Life Framer e POY Latam. Graças a ele, as ruínas humanas deixadas pelo mar na foz do rio Paraíba ganharam atenção embaixo da ponte sobre o rio East, entre Manhattan e Brooklin.

 

 

(Foto: Divulgação)

 

 

(Foto: Divulgação)

 

 

(Foto: Divulgação)

 

Este post tem um comentário

  1. A folha está de parabéns, em publicar estas fotos do Pontal da nossa querida Atafona.

Deixe uma resposta

Fechar Menu