Opiniões

Após pressão de Wladimir, Ibama autoriza licença para duplicar BR 101 em Macaé

 

(Foto: Divulgação)

 

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) emitiu as guias de licença ambiental para a duplicação em mais de 30 quilômetros da BR 101. Por intermédio do deputado federal Wladimir Garotinho (PSD), a autorização para obras de alargamento e reforma da pista compreende o km 144 até o 177, em Macaé, no Norte Fluminense. Restará apenas trecho até Rio Dourado, em Rio das Ostras.

Entre as muitas reuniões para tratar da duplicação de uma das principais vias de acesso às cidades do entorno da Bacia de Campos, Wladimir chegou a cobrar pessoalmente o presidente Jair Bolsonaro, em encontro realizado no início de setembro. O deputado comemorou a notícia da liberação do Ibama:

— Desde que assumi o mandato estou empenhado nesta causa. É uma grande etapa vencida. Continuo na luta pelo trecho que falta porque entendemos o quanto isso vai ajudar a desenvolver a região Norte e Noroeste do nosso estado. Vai dar mais segurança a quem trafega na rodovia.

Para Wladimir, além de evitar acidentes, a duplicação também vai impulsionar a economia através da geração de emprego e renda. A paralisação já chegou a ser apontada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), em Macaé, como um dos maiores gargalos logísticos para o desenvolvimento econômico da região.

O parlamentar garante que buscará novas reuniões com representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da concessionária Arteris para que sejam encontradas soluções das pendências ambientais que ainda impedem a liberação do último trecho:

— Não vou descansar até que a via esteja completamente duplicada. As negociações continuam.

 

Da assessoria do deputado

 

Este post tem 2 comentários

  1. E em Campos-RJ? ?? Trecho Br-101 ???? Não interesse nenhum hein!

  2. Só no Brasil privatiza-se uma rodovia com objetivo de duplicação e o próprio governo que privatiza não dá a licença ambiental…

Deixe uma resposta

Fechar Menu