Opiniões

Identificado suspeito de atropelar uma banhista com quadriciclo em Grussaí

 

(Reprodução de vídeo)

Por volta das 13h30 de hoje (02), um homem guiava um quadriciclo à beira-mar no balneário sanjoanense de Grussaí, lotado pelo calor do domingo. E ouviu da banhista Maria Aucilene Mendonça Nunes Teixeira a advertência: “É proibido trafegar aqui”. Mesmo levando outra mulher e uma criança no quadriciclo, seu condutor parou, deu ré e acelerou para atropelar de maneira dolosa e covarde a banhista que havia se queixado com razão, já que o trânsito de veículos automotores é proibido na faixa de areia da praia. No início da noite o delegado Rodolfo Maravilha, titular da 145ª DP de São João da Barra, informou que o suspeito tinha sido identificado, mas não revelou seu nome. A que o blog chegou ao ter acesso a uma cópia do depoimento prestado pela vítima e seu marido, Mauro César de Almeida Teixeira, testemunha do fato. Ambos disseram que o condutor do quadriciclo era Leonardo Siqueira Rodrigues, de 36 anos.

Leonardo Siqueira Rodrigues, apontado pela vítima e seu marido na 145ª DP como autor do atropelamento em Grussaí (Foto: Facebook)

Por questão de prudência, o “Opiniões” inicialmente não divulgou o nome, nem a foto do suspeito. Mas isso se fez necessário depois que fake news nas redes sociais passaram a creditar a ação criminosa a um homônimo, divulgando irresponsavelmente a foto da pessoa errada. Suspeito de fato, Leonardo Siqueira Rodrigues é residente em Campos, foi contactado pela Polícia Civil e se comprometeu a prestar depoimento na 145ª DP, acompanhado de advogado. A vítima foi encaminhada ao IML para fazer exame de corpo de delito.

Toda a ação do atropelamento foi filmada com câmera de celular. No vídeo, o condutor se mostrou aparentemente incapaz da conviver em sociedade, além de péssimo exemplo para a mulher e criança, que se especula serem sua esposa e filho, levados por ele no quadriciclo. Ainda sem ouvir o suposto autor do crime, a partir “apenas da análise superficial do vídeo”, o delegado Rodolfo disse não ter dúvida do dolo (intenção) do atropelamento. A incerteza é se a ação será tipificada como lesão corporal ou tentativa de homicídio.

A análise é semelhante à do também delegado Pedro Emílio Braga, titular da 146ª DP, de Guarus, e plantonista da Polícia Civil na região neste final de semana: “As imagens do crime, que já circulam nas redes, tornam irrefutável a tese de que o autor possuía a clara intenção de lesionar a vítima. No decorrer da semana serão colhidas novas provas acerca de detalhes da dinâmica, bem como cabalmente apurada a identidade do autor. A Polícia já identificou um suspeito e a tendência é que o caso seja rapidamente solucionado”.

Dinâmica do fato — Confira abaixo o depoimento da vítima e seu marido na 145ª DP, no qual ambos apontaram Leonardo Siqueira Rodrigues como o atropelador, dando seu endereço e nome da esposa, que foram preservados:

Cópia do boletim de ocorrência na 145ª DP, no qual a vítima e seu marido identificaram como atropelador Leonardo Siqueira Rodrigues, cujo endereço e nome da esposa foram preservados (Reprodução)

 

PM buscou o autor — Comandante do 8º BPM, o tenente-coronel Luiz Henrique Barbosa esclareceu que a Guarda Civil Municipal de São João da Barra, a qual já foi gerada demanda, é a responsável pela Segurança Pública na faixa da areia, cabendo o policiamente no asfalto à PM. Mas o tenente-coronel Henrique se posicionou sobre o crime covarde praticado à beira-mar pelo condutor do quadriciclo: “Ainda não conseguimos identificar o autor, pois apesar de termos intensificado o patrulhamento, o vídeo chegou tardiamente. Mas estamos à procura do autor”.

Advertência de especialista em Segurança — O blog também buscou a opinião do policial federal Roberto Uchôa, dada sua especialização em Segurança Pública na UFF. Que disse: “O condutor do veículo cometeu um crime ao atropelar de forma proposital a banhista e fugir sem prestar socorro. Ele deve ser identificado o mais rápido possível para que responda criminalmente por sua conduta. Porém isso não exime os órgãos de fiscalização do município de São João da Barra. Veículos não podem circular livremente pela areia sem receio de serem punidos. Essa impunidade acaba por criar situações como essa, onde os condutores se acham os verdadeiros donos da areia, sem respeitar os banhistas. Com as praias lotadas de banhistas e ausência de fiscalização, em algum momento algo ainda mais grave pode acontecer”.

Segurança de SJB também buscou autor — “Equipes da Secretaria Municipal de Segurança Pública de São João da Barra e da Polícia Militar estão tentando localizar o autor do atropelamento. As diligências buscam as possíveis rotas de fuga. Quem tiver alguma informação que possa ajudar a localizar o veículo e/ou o autor do atropelamento deve entrar em contato nos seguintes números: 99741-7878 (Ouvidoria da Secretaria Municipal de Segurança Pública), 2741-1373 (145 Delegacia de Polícia) e 2723-1177 (Disque-denúncia da Polícia Militar). O tráfego de veículos na areia da praia é proibido. Há sinalização na orla e diariamente a fiscalização é feita por dois quadriciclos do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal, das 9h às 18h. A Guarda também é acionada pelos 60 guarda-vidas em todo o litoral na alta temporada, sempre que um veículo é flagrado na areia. O Resgate da Secretaria Municipal de Saúde não foi acionado para o socorro à vítima”.

 

Confira abaixo o flagrante da barbaridade em vídeo:

 

 

Este post tem um comentário

  1. Até onde sei é proibido tráfego de veículos na areia, só q não tem fiscalização e quando aparece nada fazem. Se tivesse fiscalização e punição severa, isso não teria ocorrido. Detalhe que essa falta de respeito não ocorre some te em sjb, no farol Tb acontece.

Deixe uma resposta

Fechar Menu