Opiniões

TJ reabre madeireira em Campos e CNJ autoriza cremar corpos sem certidão de óbito

 

 

Decisão da Justiça não se discute, se cumpre. É um velho e vero dito popular. Vale para a decisão do plantão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que ontem (31) permitiu (confira aqui) a reabertura da madeireira Madecom em Campos. Vale para a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) também de ontem, em portaria conjunta com o ministério da Saúde, que autorizou (confira aqui) o sepultamento e a cremação de corpos no Brasil antes mesmo da emissão das certidões de óbito, por conta da pandemia da Covid-19.

No Brasil, o pico da doença no país é esperado para dia 20 deste mês. E segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pode se manter pelos meses de maio e junho.

Responsável pelo recuo do primeiro-ministro britânico Boris Johnson na sua posição inicial de só isolar idosos e doentes crônicos, como desejava fazer no Brasil o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o Imperial College London fez uma projeção do avanço do novo coronavírus (confira aqui) no maior país da América do Sul. Pelo estudo, mesmo com o isolamento de toda a população, podem morrer de 44 mil a 206 mil brasileiros.

 

Com informações da jornalista Virna Alencar

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu