Opiniões

Procurador José Paes e superintendente Thiago Bellotti se recuperam da Covid-19

 

Procurador-geral José Paes e superintendente de Comunicaçã, Thiago Bellotti (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Dois dos assessores mais próximos do prefeito de Campos, Rafael Diniz, testaram positivo para a Covid-19: o procurador-geral José Paes Neto, e o superintendente de Comunicação, Thiago Bellotti. Os dois se recuperam bem e nenhum deles chegou a ficar internado.

O quadro mais grave se deu com José Paes, que no último dia 10, domingo retrasado, começou a sentir febre de até 39º, dor de cabeça e no corpo, nariz entupido, perda de paladar e cansaço. Ele usou dipirona para a febre, que durou até quinta (14). No dia anterior (13) fez uma tomografia que revelou pequeno comprometimento do pulmão, fez o teste PCR e começou a se tratar com cloroquina, azitromicina, por cinco dias, além de anticoagulante, por 15 dias.

No sábado (16), o teste do procurador deu resultado positivo. Hoje (18), o único sintoma que mantém é um pouco de cansaço. As médicas que o trataram foram a infectologista Andreya Moreira, chefe da Vigilância em Saúde do município, e a pneumologista Patrícia Meireles.

Já Thiago Bellotti começou a manifestar sintomas um pouco antes. No dia 7, uma quinta, ele começou a sentir febre de 38,5º, que tratou por conta própria com tylenol. Também manifestou inflamação na garganta, nariz entupido e perda de olfato.

No dia seguinte, sexta, dia 8, Bellotti fez uma tomografia, que revelou os pulmões limpos. E começou a tomar azitromicina e invermectina, receitados também por Andreya Moreira e por Luiz Otávio Mota, clínico geral. Na segunda, dia 11, ele fez o teste PCR, que deu resultado positivo na quarta (13). Hoje, o único sintoma que mantém é a perda de olfato.

Tanto José Paes quanto Bellotti mantém o isolamento social em suas casas, pelo prazo de 14 dias, contando da primeira manifestação da Covid-19.

 

Este post tem 2 comentários

    1. Caro Juliano,

      Se vc ler a matéria, perceberá que um usou. Outro, não. Como a usou Hudisson Pinto dos Santos, de 39 anos, casado e pai de dois filhos pequenos. E ainda assim foi foi o primeiro morto por Covid-19 em Campos: http://www.folha1.com.br/_conteudo/2020/04/geral/1260428-intensivista-do-ccc-fala-sobre-capacidade-de-atendimento-a-doentes-da-covid-19.html?fbclid=IwAR2ZewXw8oTlci4yAaaPivgwJH7CRVd4qbt9rQF2aKBOTV-cvjtv81TW7Ms

      Grato pela participação!

      Aluysio

Deixe uma resposta

Fechar Menu