Opiniões

“Banalização no mal” dos nazistas, no Brasil, é o orgulho de ser filho da puta

 

Hoje, o Brasil ultrapassou 20 mil mortos por Covid-19, 1.188 deles nas últimas 24 horas. Também hoje, a deputada federal Bia Kicis (PSL/DF) se inspirou no presidente da República. E estampou o “E daí?” deste na máscara com que desfilou em pleno Congresso Nacional.

É mais um exemplo da “banalização do mal”, conceito da filósofa judia Hannah Arendt. Fundamentado por ela após assistir ao julgamento do nazista Adolf Eichmann, criador da Solução Final. Com que a Alemanha exterminou em escala industrial 6 milhões de seres humanos na II Guerra Mundial.

No Brasil de Bolsonaro, o conceito ganhou nome novo. E, como na Alemanha de Hitler, tem muitos adeptos. É o orgulho de ser filho da puta!

 

Deputada bolsonarista Bis Kicis desfilou o “E daí?” presidencial hoje no Cogresso, mesmo dia em que o Brasil ultrapassou os 20 mil mortos por Covid-19 (Foto: Dida Sampaio – Estadão)

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu