Opiniões

Foz do Paraíba do Sul volta a fechar entre o Pontal de Atafona e a Convivência

 

Imagem aérea do sábado (23) mostra o novo fechamento da foz do Paraíba do Sul, entre o Pontal de Atafona e a ilha da Convivência (Foto: Marco Antônio Ribeiro da Silva, o Careca)

 

Fechada em outubro de 2019 (confira aqui), pela degradação da ação humana, e reaberta pela natureza (confira aqui) em março deste ano, com o aumento do volume de água pelas chuvas, a boca da barra do rio Paraíba do Sul voltou a fechar novamente nesta última semana, entre o Pontal de Atafona e a ilha da Convivência. O fenômeno foi registrado no sábado (23) em fotos aéreas, pelo piloto Marco Antônio Ribeiro da Silva, o Careca, da Defesa Civil de São João da Barra. E foi também registrado em vídeo no final da manhã deste domingo (24), pelo empresário campista Kid Soares, durante a maré baixa. Confira abaixo:

 

 

Por volta das 14h30, o empresário voltou ao local e registrou quando a maré voltava a subir, aumentando parcialmente o curso de água rasa entre o Pontal e a Convivência. É o limite natural definido como fronteira entre os municípios de São João da Barra e São Francisco de Itabapona, ameaçado mais uma vez de deixar de existir. Confira no vídeo abaixo:

 

 

— A reabertura vai precisar de volume de água, vazão. Isso se consegue primeiro reflorestando, um trabalho muito lento, assim como foi lento o trabalho até chegar a essa situação. Não digo reflorestar 100%, mas pelo menos as margens. Não cabe mais nenhuma barragem no Paraíba e, se possível, deviam tirar algumas e recriar algumas lagoas aqui na região. Algumas são cruciais para equilibrar a questão de fornecimento de água, de impedir que a língua salina penetre. Barra do Furado foi aberta artificialmente há quatro séculos e ficava aberta enquanto tinha água suficiente para vazar para o mar. Quando esse nível baixava, o mar fechava a barra. A lagoa do Açu era um rio e em Grussaí, a barra fecha também. O fechamento da foz do Paraíba, no entanto, não é um processo natural porque, por mais que o rio oferecesse problemas para saída e entrada, a foz sempre esteve aberta — analisou o fenômeno o eco historiador Arthur Soffiati.

 

Este post tem 2 comentários

  1. Infelizmente com as sangrias realizadas no rio Paraíba do Sul nas últimas décadas ele perdeu forças e por consequência diminuiu o volume de suas águas . Acredito que vamos ficar sujeitos aos volumes de chuvas para se ter ou não ter essa barra aberta. A barra atual já se faz há alguns meses após a ilha do Pessanha / Convivência.

  2. Infelizmente a localização do Paraíba do Sul não lhe é favorável,pois suas águas servem a uma área densamente povoada entre dois estados ( Rio e SP ), e que não para de crescer, portanto, no meu entendimento,essa degradação não vai diminuir, porque está ligada diretamente à existência de barragens e tratamento de água.
    ( Arnaldo Silva )

Deixe uma resposta

Fechar Menu