Opiniões

Após Bellotti, José Paes também sai do governo para a campanha de Rafael

 

José Paes e Thiago Bellotti

 

A saída do governo Rafael Diniz (Cidadania) para reforçar a campanha de reeleição do prefeito não se resume a Thiago Bellotti, que hoje (confira aqui) saiu da superintendência de Comunicação (Supcom), ocupada pela jornalista Suzy Monteiro. O advogado José Paes Neto também anunciou hoje (confira aqui) sua saída da Procuradoria Geral do Município, com o mesmo objetivo. Bellotti assumirá como publicitário a campanha, cabendo a José Paes sua coordenação jurídica.

Desde a campanha vitoriosa a prefeito de 2016, vitoriosa no primeiro turno em todas as zonas eleitorais do município, Rafael era questionado pela restrição das suas decisões políticas ao núcleo duro do qual fazem parte ele próprio, Bellotti, José Paes, mais três ou quatro integrantes. E esse tipo de questionamento permaneceu nos últimos três anos e oito meses, quando o núcleo duro da campanha se tornou o do governo.

Por um lado, as saídas de Bellotti e José Paes reforçam o caráter republicano no trato com a coisa pública, ao riscar no solo goitacá a linha devida entre funções de governo e campanha. O que não era a praxe nos quase 30 anos anteriores em que o garotismo e derivantes estiveram no poder em Campos. Por outro lado, Rafael e seu núcleo duro parecem caminhar do governo à nova campanha sobre outra linha. Que alguns consideram tênue entre a coerência e a teimosia. O que definirá será o resultado das urnas de 15 de novembro.

Abaixo, confira o que José Paes postou nas redes sociais, elencando suas realizações e anunciando Paolo Pereira como novo procurador-geral de Campos:

— Hoje, encerro meu ciclo a frente da Procuradoria do Município de Campos. Em comum acordo com o prefeito Rafael Diniz, saio para coordenar o jurídico de sua candidatura à reeleição. Foram 3 anos e 8 meses de muitos desafios, mas, sobretudo, de muitos ensinamentos e conquistas; a principal delas, a decisão no processo que limitou os pagamentos da venda do futuro. Reformamos a sede da Procuradoria, entregando instalações totalmente preparadas para o trabalho com os processos eletrônicos, tudo isso com recursos dos honorários advocatícios, sem onerar os cofres da Prefeitura. Iniciamos o projeto PGM Capacita, para qualificar os servidores e estagiários da instituição. Aprovamos a nova lei orgânica da PGM, que permitirá a redução das despesas com pessoal no longo prazo, garantindo, por sua vez, o constante aprimoramento técnico da instituição. Implementamos as procuradorias especializadas, tornando os trabalhos da instituição mais eficientes. Em convênio com a Defensoria Pública, implementamos a Câmara de Resolução de Litígios da Saúde, que vem contribuindo para a redução do número de processos na área. Em parceria com a secretaria de Fazenda, aumentamos em 150% os valores recuperados pela dívida ativa. Ainda para recuperar créditos das antigas gestões, criamos a força tarefa do Fundecam, que já recuperou, dentre outros, o antigo prédio da fábrica de macarrão, um dos maiores devedores do município. Estimulamos a consensualidade que possibilitou, dentre outros, a conclusão das obras do Palácio da Cultura e a reforma da Delegacia de Guarus. Enfim, saio com a sensação de dever cumprido e com a certeza de que, mesmo diante de tantas dificuldades financeiras, conseguimos avançar. Ao amigo Paolo Pereira, que me substituirá, desejo sucesso na trajetória e agradeço por todo o suporte até o momento. Agradeço a todos os servidores da instituição pela convivência e dedicação! Ao prefeito Rafael Diniz, minha eterna gratidão pela amizade e pela oportunidade de demonstrar o meu trabalho.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu