Opiniões

Crescimento da Covid chega ao CCC e Campos terá novas medidas de restrição

 

 

“Medidas restritivas vão ter que voltar a ser tomadas com o aumento nos casos de Covid em Campos. Nós vamos nos sentar com o prefeito Rafael (Diniz, Cidadania) e o comércio da cidade, para evitar prejudicá-lo. Mas aquela projeção inicial de definirmos se sairíamos ou não da fase Verde, não existe mais. Tudo indica que nós vamos ter que voltar à fase Amarela”. Foi o que revelou agora a comandante do combate à pandemia do novo coronavírus em Campos, a médica infectologista Andreya Moreira, chefe da Vigilância em Saúde do município.

 

Comandante do enfrentamento à Covid em Campos, a médica infectologista Andreya Moreira, chefe da Vigilância em Saúde (Foto: Folha da Manhã)

 

A revelação surgiu depois que o blog teve notícia de um aumento exponencial de casos no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus (CCC), que começou a operar (confira aqui) em 30 de março, em parceria do governo Rafael com a Beneficência Portuguesa. Na quinta (19), após o registro de aumento de procura e internações por Covid registrado na Santa Casa e no Dr. Beda (confira aqui) no dia anterior (18), Andreya disse (confira aqui) que a decisão da mudança de fase diante de uma aparente segunda onda da pandemia, ou recrudescimento da primeira, seria tomada na semana que vem. Mas, segundo a chefe da Vigilância em Saúde revelou hoje, na própria quinta houve um aumento no número de internações no CCC.

 

Abertura do CCC em 30 de março, fruto da parceria do governo Rafael Diniz com a Beneficência Portuguesa (Foto: Divulgação)

 

Com a diminuição do número de casos entre setembro e outubro, algumas equipes foram desmobilizadas para atender outras demandas da saúde. O que reduziu o número de 29 leitos de UTI do CCC para 24, assim como os leitos clínicos, de 60 para 40. Só que os casos voltaram a crescer em novembro, em virtude do relaxamento das pessoas e dos contatos físicos e aglomerações do período eleitoral. Primeiro na rede privada do Dr. Beda e do Hospital da Unimed, chegando à rede conveniada, como a Santa Casa, e esta semana ao CCC. Hoje, dos seus atuais 24 leitos de UTI, a referência do município no atendimento à Covid tem 17 ocupados. Já entre os leitos 40 clínicos do CCC, a taxa de ocupação atual é de 30.

Se o CCC colapsar com o novo crescimento da pandemia no município, toda sua rede pública, conveniada e privada viria a reboque. Mas, segundo Andreya, isso ainda não está para acontecer. Na rede pública, o Hospital Geral de Guarus (HGG) tem quatro leitos de UTI para Covid, com um ocupado; e quatro leitos clínicos, com dois ainda vagos. No Hospital São José, que atende à Baixada, há 10 leitos clínicos reservados aos infectados pela doença, todos ainda vagos, e mais 10 leitos de UTI, com apenas um ocupado. Na rede conveniada, mista o atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e privado, o Hospital Álvaro Alvim conta com quatro leitos de UTI, com dois ocupados, mais 10 leitos clínicos, sete deles ocupados. Sem adotar novas medidas de restrição diante do aumento de casos, a rede correria o risco de colapsar, como ocorreu na Itália e na Espanha.

 

Médico infectologista Nélio Artiles (Foto: Divulgação)

 

Na quarta, dia anterior ao aumento na procura no CCC, o médico infectologista Nélio Artiles, entre os mais respeitados na região em sua área, tinha advertido: “A volta da fase Verde para a Amarela em Campos, com adoção do lockdown parcial, é inevitável, vai acontecer”.

 

Este post tem 9 comentários

  1. Acho que está demorando demais medidas necessárias para conter o avanço.
    É o quê?
    Medo?
    É descaso?
    Isso está se transformando num caso de polícia.
    Alguém TEM que fazer algo responsável para com a população

    1. Aluizio , vc é um sádico comunista, pergunta a sua turma de Atafona se são contra ou a favor de um novo lockdown, seu prefeito que eu voltei nele também vai devolver Campos pros garotinhos novamente.

      1. Caro Márcio Quitete,

        Como dizia uma ex-namorada: “possa que seja”. Sou um “sádico comunista” como Biden, que deu uma coça eleitoral em Trump e deixou seu presidente como cachorro caído da mudança. Graças a Deus, longe de Atafona.

        Grato pela chance de brincar falando sério!

        Aluysio

    2. Está demorando para que as pessoas tenham tempo de ir às urnas dia 29. Depois fecha tudo novamente.

  2. Vamos morrer de qualquer forma . Covid com boa imunidade pode não levar óbito. Mas desemprego e miséria mata maus que Covid

    1. Cara Leila Silva,

      Um modesto conselho ao seu pseudo-darwinismo bolsonarista: abra uma cova, deite e espere. Mas, por favor, sozinha.

      Grato pela participação!

      Aluysio

      1. Caro Aloysio, vamos à ciência estatística:
        Infectados: 6.071.401
        Recuparados: 5.432.505 (89,8%)
        Mortes: 169.197 (2,8%)

        Não acho que a Leila seja uma pessoa idiota…

        1. Caro Manoel Ribeiro,

          Não acho que vc e a Leila sejam idiotas. Com a mesma força que faço para não desejar que 100% do negacionismo de gente como vocês estivesse entre seus tais 2,8%. Não as vidas de 170 mil brasileiros.

          Grato pela chance da analogia “estatística”.

          Aluysio

  3. Pragas bolsonaristas dos infernos, sem respeito e sem empatia ao próximo

Deixe uma resposta

Fechar Menu