Opiniões

Conselhos na palavra

Orávio de Campos entre Rodrigo Gonçalves e Aluysio Abreu Barbosa, no Folha no Ar de hoje, sob o ângulo de Antonio Cruz (Folha da Manhã)
Orávio de Campos entre Rodrigo Gonçalves e Aluysio Abreu Barbosa, no Folha no Ar de hoje, sob o ângulo de Antonio Cruz (Folha da Manhã)

 

Acabei de participar, junto ao também jornalista Rodrigo Gonçalves, de entrevista ao secretário de Cultura Orávio de Campos, no programa Folha no Ar, que não foi reproduzido pela Rádio Continental, como disse abaixo, por conta da transmissão do jogo do Goytacaz. Em relação aos questionamentos do ex-gerente municipal de Cultura, Deneval Siqueira de Azevedo Filho, que já havia respondido abaixo, Orávio  projetou em duas a três semanas a retomada das atividades do Conselho de Cultura.

Já em relação à cobrança do ingresso da pasta de Cultura no Conselho de Preservação do Patrimônio Arquitetônico do Município (Coppam), feita no Folha no Ar da última segunda-feira, pelo professor Arthur Soffiati, o secretário projetou a retomada ainda para este ano. A necessidade se dá, inclusive, pela cobrança que a Prefeitura já começa a sofrer do Ministério Público, relativa ao atraso em processos envolvendo a questão patrimonial, que demandam estudos e pareceres por parte de um Conselho ora inativo.

Mesmo quem, eventualmente, discorde das posições de Orávio, não deve questionar seu compromisso com a Cultura. Sua palavra merece crédito!

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Quando Rosinha já havia sido eleita, mas ainda não empossada, o futuro secretário de cultura, Orávio de Campos soares, comentando a transferência do conjunto escultório de José do Patrocínio do Palácio da Cultura para a Praça do Canhão, declarou à imprensa que o governo Rosinha não seria tão insensível. Pois foi. Além de não promover o retorno do conjunto ao seu lugar original, ainda retirou o policamento do local, o que permitiu o furto de algumas peças.
    E não é só: os dois conselhos ligados à cultura estão inoperantes dez meses depois da poss.

  2. Caro Soffiati,

    Concordo contigo quanto à contradição entre o que disse Orávio, quando da remoção das estátuas no melancólico apagar das luzes da gestão Mocaiber, e a omissão de agora, com ele já secretário de Cultura do governo Rosinha, diante da depredação do conjunto escultório. Mas, em relação à reativação do Conselho Municipal de Cultura e do Conselho de Preservação do Patrimônio Arquitetônico do Município (Coppam), prefiro acreditar na palavra empenhada por Orávio, hoje, em público, no Folha no Ar: volta à ativa do primeiro Conselho em, no máximo, três semanas, e do segundo, já com a inclusão da secretaria de Cultura cobrada por vc (no mesmo Folha no Ar), ainda este ano.
    É esperar para ver…

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

Deixe uma resposta

Fechar Menu