Opiniões

Lagoa de Cima: mortes anunciadas

Corpo na canoa e com rosto no detalhe de Rogério Silveira de Sá, morto por afogamento em Lagoa de Cima (foto e repordução de Rodrigo Silveira)
Corpo na canoa e com rosto no detalhe de Rogério Silveira de Sá, morto por afogamento em Lagoa de Cima (foto e repordução de Rodrigo Silveira)

Hoje, no dia seguinte em que a Folha publicou matéria na qual moradores e banhistas de Lagoa de Cima reclamavam da falta de guarda-vidas, dois corpos foram retirados das águas pelo Corpo de Bombeiros. Rogério Silveira de Sá, de 43 anos, e uma criança ainda não identificada, de idade estimada em 5 anos, morreram afogados em Lagoa de Cima. 

Não que se deva aceitar a cômoda justificativa do comandante do 5º Grupamento de Bombeiro Militar, Sila Pereira Rocha, ao elencar as praias como prioridade, com a chegada do verão, mas será que o poder público municipal não poderia também colocar guarda-vidas no local para evitar novas mortes?

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu