A saga de Chucky

Quem criou o personagem foi o próprio vereador Marcos Bacellar (PT do B), quando disse, em 23 de março do ano passado, que seu colega Nelson Nahim (PR), quando criança, deveria ter medo por dormir ao lado de Chucky. De lá para cá, foram sete charges do José Renato com variações sobre o tema, até chegar à publicada ontem no blog (aqui) e reproduzida na edição impressa de hoje da Folha.

Esta última, fatalmente, foi a que motivou Bacellar, ao ser entrevistado hoje pelo jornalista e blogueiro Alexandre Bastos (aqui), a reavivar o  personagem que criou em março do ano passado, para culpá-lo agora pelas agressões verbais que o vereador Jorge Magal (PMDB) disse ter sofrido, numa reunião com a cúpula do governo Rosinha, na noite de terça, e que o motivaram a renunciar à liderança da bancada governista na sessão de ontem. Para Bacellar, portanto, à pergunta feita ontem pelo blog (aqui), suas suspeitas se voltam à personagem criada por ele próprio: Chucky, o Brinquedo Assassino!!!…

Para lembrar a trajetória de Chucky, bem como de suas supostas vítimas na política de Campos, segue abaixo uma coletânea das charges do Zé Renato, até a última, a oitava, que será publicada novamente amanhã, na edição impressa da Folha…

 

Charge publicada em 26/03/09
Charge publicada em 26/03/09

 

 

Charge publicada em 21/03/09
Charge publicada em 21/03/09

 

 

Charge publicada em 29/04/09
Charge publicada em 29/04/09

 

 

Charge publicada em 01/05/09
Charge publicada em 01/05/09

 

 

Charge publicada em 13/05/09
Charge publicada em 13/05/09

 

 

Charge publicada em 02/03/10
Charge publicada em 02/03/10

 

 

Charge publicada hoje
Charge publicada hoje

 

 

Charge que será publicada amanhã
Charge que será publicada amanhã
fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. roberto vieira

    que ridicula a charge. mais respeito com as pessoas. quem muito julga muito será julgado

  2. tiago

    ACHO CADA DIA MAIS BAIXA A IMPRENSA DE CAMPOS. O COMPORTAMENTO TANTO DA FOLHA DA MANHA COMO DO O DIARIO CHEGA DAR NAUSEAS DE TAO PARCIAIS POLITICAMENTE QUE VOCES SÃO..
    IMPRESA É IMPARCIAL, LIMPA E SEM PARTIDARISMO….
    ALÉM DE FAZER CHARGES COM ATAQUES PESSOAIS E EXALTAÇÃO DE POLITICOS DEPLORÁVEIS DA CIDADE E FAZER FEIJOADA PARA A ALTA SOCIEDADE SERIA INTERESSANTE FOCAR EM QUEM SABE PROJETOS PARA DE FATO MUDAR A SOCIEDADE E AOS QUE MAIS PRECISAM.

  3. Aluysio

    Caro Roberto,

    Respeitamos sua opinião acerca das charges, que a isto se resume: uma opinião, não um fato. Até porque, como diante de um espelho, vc está coberto de razão em sua última observação: quem julga, será julgado!

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  4. Aluysio

    Caro Tiago,

    A imparcialidade é um mito, que deve ser, no entanto, buscado pelos jornais, que não podem ou devem ser confundidos com um blog, que mesmo hospedado no site de um jornal e feito pelo diretor e o chargista de um jornal, são a expressão da opinião pessoal destes, não do jornal. Todavia, se a imparcialidade pode ser aferida por aqueles que um jornal consegue reunir em um seu evento, diria que a última edição da Feijoada da Folha, além da “alta sociedade” por vc aludida, conseguiur atrair personalidades políticas de todas as cores ideológicas, como, por exemplo, o petista Lindenberg Farias, o deputado Arnaldo Vianna e até a prefeita Rosinha, entre muitos outros.
    De qualquer maneira, respeitamos sua opinião, que como a minha, a do Zé Renato ou a do comentarista Roberto, a isto se resumem: opiniões, não fatos.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

Deixe um comentário