Opiniões

Teologia dos bajuladores na Câmara

Além de Magal, Rogério Matoso também se voltou contra Kelinho, a quem aconselhou a abrir a Bíblia e ler Judas 16 (fotos de Mauro de Souza e Antonio Cruz)
Além de Magal, Rogério Matoso também se voltou contra Kelinho, a quem aconselhou a abrir a Bíblia e ler Judas 16 (fotos de Mauro de Souza e Antonio Cruz)

 

Além das acusações de nepotismo contra o líder governista Jorge Magal (PMDB), que teria um irmão trabalhando na Emhab e outro na Emut, o vereador Rogério Matoso (PPS) também voltou suas baterias, na sessão da manhã de hoje, na Câmara, contra Kelinho (PR). Da tribuna, o oposicionista aconselhou o colega da situação a abrir a Bíblia em Judas, 16, onde consta: 

— Os tais são murmuradores, são descontentes, andando segundo as suas paixões. A sua boca vive propalando grandes arrogâncias; são bajuladores dos outros, por motivos interesseiros.

Não se sabe se Kelinho conhece o versículo de cor, mas de qualquer maneira, optou por responder:

— Deixa isso pra lá! Deixa isso pra lá!!!…

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 8 comentários

  1. KELINHO VC NA CAMPANHA , CHOROU DIZENDO QUE IRIA REALIZAR UM SONHO DE CONSTRUIR UM HOSPITAL DO CANCER . HOJE O VEREADOR ESQUECEU . KELINHO ! SONSO ,ENGANADOR , PREPOTENTE ,ETC .

  2. A política nesta cidade beira o ridículo. Quando essa gente vai aprender a votar? Quando surgirão políticos sérios para nossa região?

  3. Judas, 16?

  4. Tem sido excelênte a atuação do vereador Magal em defesa do governo Rosinha. Afinal,não se pode deixar alguns vereadores de oposição falarem o que querem sem prova nenhuma. Os questionamentos desses vereadores estão com atraso de 7 ou 8 anos. Esse pessoal tem atrapalhado a administração de Campos a 1 ano e 1/2.
    A pergunta que não quer calar:
    Afinal quanto ganhava na prefeitura o filho da vereadora Odisséia do PT?

  5. Caro Gustavo,

    Sim, Judas, 16. Grato pela lembrança da vírgula. O blog só estanha que sua participação aqui se limite às correções, sempe bem vindas, mas não sem estranhar que elas também não se dêem em outros blogs, não hospedados na Folha, e com consideravelmente menos cuidado no trato da língua de Luís de Camões.
    Agora, se for só para jogar para a galera, numa de “participo, mas sou crítico, nem que seja dos mínimos detalhes”, o blog até entende… (rs)

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  6. A questão não era a vírgula, que nem notei (faltava?), mas o nome do evangelista. Eu é que errei e me precipitei, ao perguntar sem consultar. Imaginei que se tratasse de Lucas, 16. Escrevi assumindo uma dúvida, de forma ingênua. Viu como não escrevo apenas para corrigir, apegado aos mínimos detalhes (o que, para alguns, é uma redundância)? Rs.
    Já fiz correções do tipo em outros veículos (no de Ricardo André, de Roberto Moraes, Xacal…), mas, como aqui, evito-as, para não parecer chato. Por outro lado, agradeceria muito aos que me corrigissem, sem precipitações (rs), como eu: certamente erro muito, e ajustes num veículo em que isso pode ser feito sem maiores empecilhos nunca são demais. Bem, mas já estou passando do limite na chatice… Rs.
    Abraços.

  7. Caro Gustavo,

    É como diz o sábio ditado: Deus (e o Diabo) mora nos detalhes!
    De qualquer maneira, como o versículo foi transcrito no post, não vejo como não se pudesse evitar… as dúvidas (rs)
    Quando voltar do Rio, me ligue.

    Abraço!

    Aluysio

  8. Para encerrar (espero), repetindo: por precipitação.

Deixe uma resposta

Fechar Menu