Sobre a gravação de Garotinho

Recebi a notícia da divulgação da gravação clandestina de Garotinho na noite de sexta, dia que emendei com a toda a madrugada sábado na tarefa de tirar do gravador a entrevista que havia feito com a prefeita Rosinha, publicada hoje na Folha impressa e online (aqui). Aliás, foi este trabalho que me impediu de atualizar o blog na sexta. De qualquer maneira, assim que tive a informação, conferi a gravação no site QuidNovi (aqui), em postagem do jornalista Mino Predosa, e em seguida liguei para a redação da Folha, onde soube que o jornalista Alexandre Bastos já havia anunciado a divulgação da gravação (aqui), com exclusividade na blogsfera local. Todavia, como o fato aconteceu depois da entrevista de Rosinha, feita na terça e acrescida de mais seis perguntas na quinta, sobre sua cassação pelo TRE naquele mesmo dia, não houve como questionar a prefeita sobre o novo episódio de sexta, sobretudo em relação ao trecho da gravação de Garotinho que sugere um esquema de arrecadação montado para ele na Prefeitura de Campos. Ademais, como Bastos já havia noticiado o fato, não vi motivo para também fazê-lo neste blog.

Por princípio, sou contra a produção e divulgação de gravações clandestinas, mesmo quando o alvo é alguém que não demonstra nenhum princípio em sua prática denuncista, como é o caso de Garotinho. Ao fim e ao cabo, concordo com a análise pelo Christiano Abreu Barbosa em seu Ponto de Vista (aqui), a mais lúcida que li sobre esse episódio da gravação: “o jornalista Mino Pedrosa, que divulgou o aúdio de 18 minutos e meio, fez conclusões que em sua maioria são meras ilações que o áudio não sustenta. Basta o internauta ter paciência e ouvir a gravação”.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 3 comentários

  1. JOSÉ MARIA

    COITADO DESTE JORNALISTA Mino Predosa, SE ESTA GRAVAÇÃO FOR EDITADA COMO DIZ O ACUSADO, VAI PAGAR MAIS UMA INDENIZAÇÃO PARA O ACUSADO, E OLHA LI SOBRE MUITOS QUE JÁ PAGARAM INDENIZAÇÃO PARA O ACUSADO, FOLHA DA MANHÃ – O VERDADEIRO COMPROMISSO COM A VERDADE

  2. jose carlos tavares

    GAROTINHO TAMBÉM JÁ PAGOU MUITAS IDENIZAÇÕES E COMPROVADAS !

  3. ANDRÉ CRUZ andre cruz

    a gravação é coisa muito séria. o acusado antes de mais nada confessa que detem informações privilegiadas na polícia federal o que por si só já configura crime.
    como pode o investigado ser informado de todas as operações antes delas acontecerem? garotinho confirma que detem essas informações. quanto a fala dele em relação as empreteiras é melhor nem comentar. com a palavra o ministério público.
    andré cruz
    executiva do PT

Deixe um comentário