Opiniões

Os pica-paus amarelos

Enquanto africanos e antigos iugoslavos, em nome do pragmatismo, optam por deixar no passado a poesia do seu futebol, segue uma foto que me foi mostrada hoje pelo Antonio Cruz, feita por ele em Macaé, que me lembrou versos gestados e paridos ao vento nordeste de Atafona, uma Copa atrás. Também os reproduzo aqui, numa metáfora com este fim de domingo de início de Copa, já que o blog dedicado à poesia, o Cantos, está com as atividades há algum tempo em recesso…

 

 

 

ornitologia

 

meninos eu vi

nas ruínas da marinha

dois pica-paus amarelos

 

um voou,

o outro ficou

pousado na cerca

 

o que voou

fez seu pouso

em monteiro lobato

 

atafona, 27/07/06 

 

Obs: Texto e foto foram publicados originalmente no blog Folha na Copa (aqui).

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu