Opiniões

Frente Democrática — Oposição unida para 6 de fevereiro de 2011 ou outubro de 2012

O ex-prefeito Sergio Mendes, entre Rodrigo Gonçalves e o blogueiro (foto de Diomarcelo Pessanha)
O ex-prefeito Sergio Mendes, entre Rodrigo Gonçalves e o blogueiro (foto de Diomarcelo Pessanha)

 

Junto ao também jornalista e blogueiro Rodrigo Gonçalves, acabei de entrevistar, agora há pouco, no Folha no Ar, o ex-prefeito e vice-presidente do PPS, Sérgio Mendes. Embora também acredite que a volta de Rosinha seja só uma questão de tempo, após a decisão de ontem do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tornou sem efeito o julgamento do casal Garotinho pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), para Sérgio ainda continua valendo o calendário da eleição suplementar. Mesmo que ela não se realize mais em 6 fevereiro próximo, a reunião da oposição no movimento batizado de Frente Democrática seguirá até o próximo pleito, em outubro de 2012.

À execeção do PSB, os demais 11 partidos (PPS, PT, PMDB, PDT, PV, PTdoB, PCB, PCdoB, DEM, PRP e PSL) que se uniram para exigir a eleição suplementar, marcada pelo TRE para 6 de fevereiro, continuarão a se reunir, no sentido de montar uma agenda comum, não só de pontos programáticos, como da mobilização da sociedade em torno deles. Segundo Sérgio, as discussões avançaram bastante na reunião de hoje, onde estiveram representantes de 10 partidos (ficaram momentâneamente de fora PV e PSL, com o acréscimo do PSC), e devem evoluir no próximo encontro, às 10h de amanhã, no sindicato da Cedae.

Seja para 6 de fevereiro de 2011, ou para de outubro de 2012, a oposição promete caminhar junta. Na hora de definir as chapas, se não houver consenso numa única candidatura, a pulverização respeitará a interseção em torno de pontos programáticos comuns, acordados previamente nas discussões. A partir disso, num eventual segundo turno, todos se unem para o enfrentamento do candidato do grupo de Garotinho.

 

Atualização às 19h10: De maneira mais resumida e tendo como fonte o deputado federal Arnaldo Vianna (PDT), o também jornalista e blogueiro Alexandre Bastos já havia divulgado a continuação dos trabalhos da oposição, independente da recondução ou não de Rosinha à Prefeitura de Camos. Leia aqui

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 7 comentários

  1. ALGUÉM PODE ME ESPLICAR O QUE ACONTECEU QUE EU NÃO ENTENDI NADA, O PRECESSO FOI DEVOLVIDO PARA A 1 INSTANCIA OU ELE FOI ABSOLVIDO E ESTA LIMPO?

  2. Rosinha não volta mais!

  3. Caro Lele,

    Ele foi devolvido à primeira instância, o que anula o julgamento do TRE que condenou Garotinho. Como Rosinha foi condenada no mesmo julgamento, pelo mesmo crime, a decisão do TSE, em tese, também anularia a sua condenação. No que se refere ao processo, começa tudo de novo. E até que aconteça o novo julgamento, não há condenação, nem absolvição.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  4. porque sera quea justica dos homens so olha para familia garotinho.
    E Carlos Alberto Campista que ate hoje ninguem entende porque so ele foi penalizado no meio dessa lama podre
    sabe la Deus o que prevalece nessa justica se a verdade ou o …

  5. Tia rita porque o dele foi sufrágio e o de Rosinha foi uma entrevista de rádio. a diferença está ai amada.

  6. É INACREDITÁVEL TUDO QUE ACONTECE NESSA CIDADE,O CASAL GAROTINHO DEU UMA ENTRVISTA EM SUA PRÓPRIA RÁDIO,FORAM CASSADOS E QUANDO SERIAM CONDENADOS A CEGA JUSTIÇA OS LIBERA, AQUI BEM PERTO DE MINHA CASA UMA MÃE PARA SACIAR A FOME DE SEU 3 FILHOS ROUBOU UMA LATA DE LEITE E ESTÁ PRESA A 5 MESES.QUE JUSTIÇA É ESSA?

Deixe uma resposta

Fechar Menu