Opiniões

Mutirão

charg blo

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Gostaria de usar o blog para perguntar ao Aluisio, que anda sumido, por que a Folha Online inicialmente não publicou o nome do juiz envolvido ontem numa discussão com uma guarda civil municipal?
    Foi a partir do seu comentário, neste blog, hospedado na Folha Online, que ficamos sabendo da história daquele policial civil que, sob efeito de drogas e de arma em punho, foi detido após ameaçar um policial militar à paisana e sua filha, menor de idade, também numa discussão de trânsito, na qual ainda desacatou um oficial da PM que chegou ao local.
    Aliás, é a mesma triste figura que parece alimentar por você uma estranha obsessão. Entre tantas outras imitações paraguaias e virtuais, em “verso” e prosa, foi só depois que Aluisio começou a publicar aqui sua lista com os melhores filmes de romance, que até como crítico de cinema o coitado passou a se (mal) aventurar… Risos
    Será que uma boa benzedeira não o livra desse encosto? risos
    Mas, falando sério, quando é que vai retomar sua lista?

  2. Cara Keyla,

    Sim, ando meio sumido da esfera virtual, mais ocupado com as coisas do mundo real. Na intersecção entre ambos, em relação à discussão de trânsito que ontem acabou na 134ª DP, cabe ressaltar que a Folha Online não publicou inicialmente o nome do juiz Glaucenir Silva de Oliveira, para se resguardar juridicamente, uma vez que o registro de ocorrência policial ainda não havia sido fechado no momento da primeira notícia. Assim que a reportagem tomou conhecimento do teor do depoimento do juiz, a Folha Online publicou não só seu nome e versão, como fez o mesmo com a guarda Simone Rangel da Silva Pacheco. Na sequência, nomes e versões de ambos, como deve ser, compuseram também a versão impressa do jornal de hoje.

    A respeito do outro episódio, de um tempo mais distante, ressalto que não houve “comentário”, mas sim a publicação dos números dos processos gerados pelo fato, a fim de permitir que cada um, de acordo com sua vontade e interesse, pudesse pesquisar os dados, que aliás são públicos, desde que não haja decretação de sigilo pela autoridade judicial/policial ou vedação legal.

    Até porque, uma vez registrados os fatos e as versões dos envolvidos, não cabe muita coisa a comentar.

    Talvez, à época, tenha feito alguma menção à hipocrisia de pessoas que exigem um comportamento nos outros que não praticam em suas vidas.

    Mas até sobre isso, este blogueiro em recesso reviu suas posições e decidiu, desde então, e após pequena pausa, não mais “acender vela para defunto barato”.

    Em respeito ao envolvido nesse segundo caso, cabe corrigir sua informação e dizer que nos processos não há menção do uso de entorpecentes, mas o fato se relaciona às suspeitas de ameaça com arma de fogo, inclusive contra uma criança, e desacato.

    Quanto à aparente obsessão pessoal gerada por este blogueiro em recesso, qualquer possível incômodo é atenuado pela constatação de que, até para cópia em negativo, como evidencia boa parte desta resposta, é necessário um mínimo de talento… (Rs)

    No caso, por estar mais para o ectoplasma meio repugnante, mas cômico do Geléia (o companheiro dos Caça-Fantasmas), o “encosto” dispensa benzedeira… (Rs)

    Quanto à retomada da lista dos filmes, valeu pela cobrança. Independente das cópias com ou sem qualidade que ela possa ter gerado ou venha a gerar, pretendo, sim, retomá-la.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

Deixe uma resposta

Fechar Menu