Opiniões

Construtor prepara candidatura para tentar descontruir o cenário das obras públicas

 

Um grupo forte de empresários do ramo da construção civil, insatisfeito com a condução das obras públicas municipais de Campos e cheio de questionamentos com base técnica para fazer, promete apresentar uma novidade, já na próxima semana, dentro do quadro de pré-candidatos até agora conhecidos à eleição majoritária de 2012.

O blogueiro obteve a informação do próprio candidato a pré-candidato, assim como do presidente municipal do partido, atualmente na Frente Democrática de Oposição, que está disposto a abrigar essa pretensão. O primeiro movimento neste sentido seria ingressar, possivelmente na próxima semana, com questionamentos junto ao Ministério Público, relativos ao custo das unidades (R$ 70 mil) do projeto Morar Feliz, menina dos olhos do governo Rosinha, assim como a contratação de uma empresa de fora para coordenar os trabalhos da secretaria de Obras, com contrato inicial de R$ 11,8 milhões, que já teria sofrido dois aditivos de igual valor.

Embora a iniciativa parta de empresários locais não agraciados com obras públicas municipais, o que poderia conferir às suas denúncias o caráter de choro de descontente, ela também contaria com apoio velado e, sobretudo, base financeira e informações, também de grandes construtoras nacionais, algumas inclusive trabalhando para o governo Rosinha.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 13 comentários

  1. Li informação similar no blogue do Joca. Fui ver e ainda está lá no dia 13 de julho. Seria o mesmo?

  2. Caro Wellington,

    Não havia lido a postagem e, depois de tê-lo feito, não vi nenhuma relação necessária. Até porque o anúncio anterior é muito genérico, não poderia dizer se falamos, ou não, do mesmo nome.
    De qualquer maneira, grato pela informação.

    Abraço!

    Aluysio

  3. Imaginem, colocar um empreiteiro de obras no comando da cidade, caso este seja uma pessoa idônea, poderíamos ter a esperança de ter e ver um ambiente mais agradável de se viver, por outro lado poderíamos ter um derrame desmedido de recursos que estes sabem manipular já faz é tempo.
    Uma coisa é certa, viver neste ambiente de “Baixada Fluminense” é que não dá.

  4. DOIS aditivos de igual valor????
    é assim, então, que a torneira quebrou.

  5. Investiguem as casas de R$70.000,00. O governo vai adorar, vão gastar tempo e vão chegar à conclusão que está tudo OK. Façam a conta primeiro das casas dos Nogueiras atrás do HGG do governo Mocaiber.

  6. penso que todos os serviços feitos seja ele por menor que seja o valor da licitaçao tem que ser devidamente informado.sendo assim denuncias equivocadas fazem com que a populaçao fique sem realmente uma resposta certa!

  7. Caros amigos campista e senhores construtores. basta pegar as planilhas e medicoes das obras referente as casas populares que o governo da ROSINHA. nao resiste.

  8. PREZADO SILVIO FONTOURA,

    Esqueça o Governo Mocaiber pois além da Prefeitura estar sob outro comando,o próprio Mocaiber está apoiando a gestão atual.Devemos exigir agora e não ontem.Faça o seguinte questionamento:Porquê estas empreiteiras e construtoras do Rio de Janeiro que nunca passaram nem perto de Campos estão dominando as contruções em nossa cidade??
    Acorde!!!

  9. Uma casa por R$ 70.000,00 é muito boa,já tenho um terreno se a Sr* Prefeita vandar somente R$ 25.00,00 farei uma para ai sim poder Morar Feliz

  10. Não se qualificaram agora resta só essa ladainha mesmo!

  11. Parece coisa daquelas bem esquisitonas que acontecem só entre grupos de interesses.Estes ” Empreiteiros” são todos viúvas do Mocaiber e do Arnaldo.

  12. vergonha ,tenho saudades de governos passados que não tinham estas verbas todas , e viamos nossa cidade se desenvolver,hoje vemos os politicos de nossa cidade fazendo um otimo governo ,fazendo negociatas com a prefeitura e recebendo verbas milionarias e comprando apartamentos luxuosos e guarapari e praias vizinhas ,e são todos ,vergonha termino como comecei.

  13. Marcelo

    Explique melhor, demoro a entender. Por que as empreiteiras do Rio vieram pra cá? Até onde eu sei tem inúmeras empresas de fora, tanto nas obras públicas quanto privadas, mas as daqui também tem bastante serviço.

    João Carlos

    Você disse bem, já tem o terreno, a rua pavimentada, a água potável, o esgoto, a drenagem pluvial, a iluminação pública, a rede de alta tensão na porta, etc, etc, etc. Entendeu, ou quer que eu desenhe?

Deixe uma resposta

Fechar Menu