Opiniões

A paz

CHARGE 30-03-2012

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Revanchistas:

    O Brasil já teve estudantes que viraram símbolo da luta estudantil contra os poderosos.

    Os “MMDC”, Martins, Miragaia, Drauzio e Camargo, jovens que foram mortos em atos pré revolução de 1932. Entraram para a história do Brasil.

    Nos anos 60 os estudantes iam às ruas para protestar contra a Ditadura Militar instalada no país. Apanharam, foram presos, alguns até expulsos do país, mas a imensa maioria queria apenas liberdade, nunca se juntaram a grupos terroristas financiados por CÚba para implantar uma ditadura do proletariado na pocilga.

    Anos mais tarde os estudantes cérebro lavados e manipulados pela Globo, saíram as ruas para pedir a cabeça do EX presidente Fernando eunãosoumaluco Collor de Mello. Ficaram conhecidos como “Os Cara pintada”.

    Semana passada mais uma turminha de estudantes idiotas e manipulados ideologicamente se reuniram diante do clube militar no Hell de Janeiro onde acontecia uma conferência sobre o “golpe” militar de 64.

    Até aí tudo bem, uma vez que os milicos que estavam nessa conferência estão de pijamas há anos, e o Clube Militar é uma espécie de associação para aposentados das forças armadas jogarem dominó e damas, pois não tem ligação alguma com as FFAAs.

    Bem, diante do clube militar se reuniram um bando de sem noção, manipulados pela ideologia burra e pelos interesses revanchistas de pessoas que nem nascidos eram nos tempos da ditadura, ou se nascidos, eram criança assim como eu.
    Esses jovens que eu chamo de “Os Cara Esfumaçada”, em vez de apenas protestarem passaram a agredir pais de família, avôs, homens que dedicaram uma vida inteira a serviço do país.
    Desconstruíram suas biografias e os acusavam de crimes que sequer os acusadores tem a certeza de que os que lá estavam são mesmo os atores dos horrores nos tempos de tortura.
    Simplesmente nivelaram por baixo e colocaram a marca de que militar dos anos 60/70 é torturador e ponto final. Simples assim.

    E mais uma vez a lógica e a cidadania são atropeladas pela cambada dos sem noção que são contra tudo e contra todos, menos contra a maconha.

    Jovens nitidamente baderneiros entre 16 e 20 poucos anos que da revolução só sabem o que leram nos livros, ou ouviram dizer, que se posicionam sem ter a mínima ideia do que realmente aconteceu, se sujeitam a servir de paus mandados de um grupelho que em vez de estar pelos corredores do poder em Brasília, deveriam estar em cana da mesma maneira os que eles acusam de serem torturadores.

    A cadeia e as leis foram feitas para todos e os avanços que a Lei da Anistia proporcionou a sociedade brasileira está correndo sério risco de voltar uns 40 anos na história e desestabilizar o país apenas para satisfazer o ranço revanchista dos que perderam a revolução e tomaram o maior cacete da história deste país.

    O que essa cambada esquece é que os militares fizeram tudo com o apoio da maioria da população. Pois naquela época os valores eram outros e a educação e cidadania ainda eram latentes nas pessoas, e a imensa maioria dos Brasileiros sabia que o que os baderneiros queriam é uma troca de ditador, saia um Militar de direita e entrava um lixo esquerdofrênico doutrinado por CÚba. Essa molecada que atentou contra os velhos militares deveria agradecer a esses mesmos militares por terem liberdade hoje em dia de poderem agir de maneira tão cretina contra quem lutou pela democracia.

    Pois se fosse na velha CÚba que eles tanto amam, é só olhar o que aconteceu com o manifestante que gritou contra a ditadura dos Castro na visita do Papa a Afana.
    Essa é “democracia” em que esse idiotas querem viver. Tudo não passou de baderna manipulada por gente revanchista que quer por que quer ganhar a revolução de 64 no grito. Uma revolução que só continua viva nas cabeças mais doentes da sociedade brasileira.

    O tempo passou na janela e só os esquerdofrênicos não viram.
    E já que o MP não vai atuar contra esses jovens idiotas pelas agressões contra os militares por achar que é uma forma democrática de protesto. Ao menos o MP e a PF poderiam indiciar os agressores pelo estatuto do idoso, pois, é muita covardia um jovem de 20 e poucos anos agredir senhores de 70/80 em nome de algo que já ficou para a história.

    E se deixarem esses moleques maconheiros a solta, as proporções de seus atos irão se desdobrando a limites em que eles acreditarão que são os donos do mundo, aí a situação vai começar a pegar na sociedade, e é quando eu vou querer ver o que farão as omissas e aparelhadas “otoridades” de hoje.

  2. Coronel aciona MP para enquadrar no Estatuto do Idoso jovens radicalóides que agrediram velhos militares no RJ

    Edição do Alerta Total-Por Jorge Serrão

    Os filhotes da ditadura da Era Nazipetralha, que atentaram violentamente contra a liberdade de expressão e agrediram com xingamentos e cusparadas os velhos oficiais das Forças Armadas, na porta do Clube Militar, devem sentir o peso da Justiça. O Coronel na reserva da PM do Rio de Janeiro, Paulo Ricardo Paúl, entrou com uma solicitação de avaliação dos fatos do último dia 29 de março junto à Ouvidoria do Ministério Público. O caso recebeu o número 181315.

    A Ouvidoria deve informar hoje para qual promotoria o fato foi encaminhado. Se o Ministério Público agir conforme a lei, os agressores ficam enquadráveis no Estatuto do Idoso. A lei é clara em seu Art. 96: Discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito de contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário ao exercício da cidadania, por motivo de idade, redunda em uma pena de reclusão de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa. Conforme o § 1º do mesmo artigo, na mesma pena incorre quem desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa, por qualquer motivo.

    Os líderes do tal “Levante Popular pela Juventude” já podem ficar com medinho. A própria diretoria do Clube Militar pode entrar com uma ação contra os responsáveis pelo ato de barbárie. Até porque, no mínimo, eles cometeram crimes de Incitação à violência, agressão física e verbal à idosos, desrespeito à autoridade policial, interdição do direito de ir e vir com ocupação de via pública, e impedimento do direito de livre manifestação. Os chefes do Levante podem até acabar enquadrados por tem formação de quadrilha e exploração de menores.

    Vale repetir que, mais grave que a arruaça anti-democrática promovida por uns 350 jovens inocentes-inúteis em frente à sede do Clube Militar, no Rio de Janeiro, é a motivação internacionalista de todo um movimento para desmoralizar e enfraquecer o poder militar brasileiro. Desde a “Nova República, após o “golpe” que empossou José Sarney na Presidência, em 1985, as Forças Armadas são submetidas a um criminoso processo de sucateamento. Seus profissionais são vítimas de um lento e gradual processo de achatamento salarial. Na mídia e no mundo acadêmico dominado pelo dogma esquerdista, os militares são comumente destratados como “ditadores”, “torturadores”, “violadores de direitos humanos” e até como “inúteis”. O Ministério Público, com membros também afetados pelo dogma sinistro, aderiu a tal “Justiça de Transição” e mantém os militares sob fogo intenso.

    Vale deixar claro sempre: Toda essa ampla guerra psicológica contra os militares é para enfraquecê-los e impedir que tenham plenas condições de cumprir a missão constitucional de defender a soberania do Brasil. Logo, os verdadeiros inimigos dos militares não são os fanatizados pelas ideologias de esquerda – sejam militantes (como os jovens manipulados de ontem,do tal Levante Popular da Juventude, na Cinelândia) ou outros tipos de meliantes. Eles são agentes conscientes ou inconscientes manipulados pelo sistema do globalitarismo – comandado pela oligarquia financeira transnacional – que tem o projeto de inviabilizar a soberania do Brasil, para mantê-lo como uma colônia de exploração.

    Vida que segue… Ave atque Vale! Fiquem com Deus

Deixe uma resposta

Fechar Menu