Trégua de Garotinho e Nahim — Certeza com dúvida da causa

Apesar do cruzamento das informações apuradas pelos blogueiros Cláudio Andrade e Alexandre Bastos apontarem para a existência de um encontro entre o deputado federal Anthony Garotinho (PR) e o ex-vereador Nelson Nahim (PPL), no qual os dois irmão teriam acertado uma trégua político, a partir de apuração própria, este blogueiro continuou em dúvida: esse encontro existiu? A incerteza se formou na negativa veemente de fonte muito próxima a Nahim, posição que parecia confirmada pela apuração trocada com outros dois jornalistas muito bem informados. No entanto, hoje, um vereador governista revelou a este blogueiro que na reunião entre todos da base, no Cesec, na última sexta, o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), afirmou que houve, sim,  o tal encontro.

Na dúvida, uma coisa é fato: a trégua chegou a ser decretada. Após anunciar a todos o encontro pessoal dos irmãos, Edson passou à orientação de trégua aos demais vereadores governistas, no sentido de manter a investigação contra Nahim, mas de afastar essa discussão da mídia. A ordem teria vindo de cima, o que, vindo da boca de Edson Batista, significa sempre dizer: Garotinho! Muito embora a determinação tenha ido por água abaixo, ontem, no programa de Cláudio Andrade da Rádio Continental, no qual o vereador Thiago Virgílio (PTC), não só manteve o chamado “Plano Nahim” na pauta da mídia, como ainda anunciou prazo para entregar um relatório com todas as investigações contra o ex-presidente da Câmara: 11 de março.

Uma dúvida: houve o encontro? Uma certeza: a trégua foi decretada! Outra certeza: a trégua foi quebrada! Outra dúvida: por que chegou a existir?

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Joel Leal Ferreira

    Se Edson falou e que aconteceu, Tiago Virgilio! para gerar duvidas…

Deixe um comentário