Opiniões

Suledil: “Contrato com a Odebretch foi publicado pela inércia da burocracia”

Suledil Bernardino (foto de Silésio Corrêa - Folha da Manhã)
Suledil Bernardino (foto de Silésio Corrêa - Folha da Manhã)

“Foi a inércia da burocracia, que andou independente da nossa vontade”. Por telefone, foi assim que o secretário de Governo Suledil Bernardino (PR) justificou ao blogueiro o fato da Prefeitura de Campos ter publicado em Diário Oficial, na última segunda-feira (confira aqui), a contratação da Odebretch para construir as 4.574 casas da segunda etapa do projeto “Morar Feliz”, no valor de R$ 476.519.379,31, mesmo depois que o líder governista na Câmara Municipal, vereador Paulo Hirano (PR), além dele mesmo, Suledil, terem garantido (respectivamente, aqui e aqui) que essa obra em particular estaria suspensa, por determinação pessoal da própria prefeita Rosinha (PR), até que o Supremo Tribunal Federal (STF) desse sua decisão final sobre a constitucionalidade da nova Lei dos Royalties.

Segundo explicou Suledil, a nova etapa do “Morar Feliz” já havia sido lançada por Rosinha, no Trianon, em 25 de janeiro, como a Folha Online noticiou aqui. Ocorre que, depois disso, o Congresso Nacional derrubou no dia 6 de março os vetos da presidente Dilma Rousseff (PT) à nova Lei dos Royalties. Em consequência, as obras das casas não só integraram uma lista divulgada por Suledil, no dia 12, com ações municipais que correriam risco de ser interrompidas sem os royalties, como foram, no dia seguinte, especificamente elencadas por Hirano entre aquelas que estariam de fato suspensas pela prefeita, até a definição da questão pelo STF:

— No caso na licitação para construção de 4.500 novas casas populares, ela (Rosinha) já mandou segurar — assegurou o líder governista no dia 13.

Depois, no dia 16, saiu no STF a decisão liminar da ministra Carmem Lúcia favorável à Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pelo governador Sérgio Cabral (PMDB). Mesmo com o novo fôlego desta vitória parcial, Suledil deu entrevista à Folha, no dia 28, publicada em duas páginas na edição dominical do jornal do dia 31, na qual garantiu que as obras seriam as principais afetadas, em caso de decisão contrária do Supremo. Entre várias delas, que estariam suspensas pelo menos até o julgamento final da questão, o secretário de Governo endossou Hirano e também citou a nova etapa do “Morar Feliz” (confira aqui).

Contradito pela publicação da contratação da Odebretch no DO, em pleno 1º de abril, Suledil hoje deu sua versão:

— Os royalties ainda não foram cortados. E até pelo trabalho que a prefeita Rosinha tem feito pessoalmente em Brasília, acompanhada do juiz Paulo Assed e do promotor Marcelo Lessa, junto aos ministros do Supremo (hoje ela se encontrou com Marco Aurélio de Mello, Luiz Fux e Carmem Lúcia), tudo leva a crer que nossos direitos constitucionais serão mantidos. Mas, até lá, a Prefeitura não é um banco. O dinheiro dos royalties está entrando e tem que ser usado. Daí a publicação desse contrato, não pela nossa vontade, mas devido à inércia da burocracia. Se a decisão final for desfavorável, claro que ele será revisto, até porque pode ser cortado, em caso de necessidade, nos vários módulos em que se divide. O importante é que, como já frisei na matéria de domingo na Folha, independente do resultado do julgamento do Supremo, com ou sem royalties, aquilo em que não mexeremos é nos serviços essenciais: na saúde, na coleta de lixo e na iluminação públicas.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 11 comentários

  1. Caramba! E ele ainda tem a coragem, na verdade, a desfaçatez de revelar uma coisa dessas? Gente, um contrato de quase meio bilhão, é publicado no Diário Oficial, e ele vem falar em ‘inércia da burocracia’? Francamente, parece piada de péssimo gosto!

    Isto é um perigo, pessoal! Perderam a noção de ordem de grandeza, perderam o tino, e dão esta prova inconteste de falta de cuidado com os recursos públicos! O Diário Oficial tem como responsável maior a Prefeita do Município! E para que servem secretários? Qual o papel deste senhor,o que ele deveria ter visto e não viu?

    Ora, e agora, e se a questão dos royalties não for favorável?

    Vão dizer o quê pra empresa Norberto Odebrecht? “__Foi brincadeirinha, não tem royalties, não vai ter prosseguimento o contrato”? Ah, tá, aí a empresa contratada, vai abrir mão da multa, do Distrato, pela anulação do contrato?

    Sinceramente! Já estamos cansados de tanta inépcia, e esta “aula” aburda de irresponsabilidade com os recursos públicos! É UMA VERGONHA!!!

  2. O secretário Suledil engana-se (ou omite o fato propositadamente) ao falar que a iluminação pública depende dos famigerados ROYALTIES.

    Até onde o povo e o empresariado de Campos dos GOYTACAZES sente (no bolso a taxa de contribuição de iluminação pública instituída pela prefeita Rosinha, lá no final do governo de seu hoje aliado Alexandre Mocaiber), O DINHEIRO CARO PARA PAGAR OS SERVIÇOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA, SÃO COBRADOS NAS CONTAS DE LUZ E VAI DIRETO PARA A CONCESSIONÁRIA, QUE REPASSA O VALOR PARA A PREFEITURA CONTRATAR A EMPRESA LÁ DE CAXIAS.

    ENTÃO SECRETÁRIO, COMO É MESMO ISSO???

    O curioso é que, durante a campanha eleitoral da Dep Clarisa para a Prefeitura do Rio, ela vivia denunciando a tal taxa de IP, …que ela deveria acabar LÁ, e etc.

    Então secretário Suledil, como fica essa taxa no caso de Campos dos GOYTACAZES na visão da deputada Clarissa-rosinha-Garotinho?????????????????????????????????????

    JOSEGERALDO

  3. Aliás, quero aproveitar a oportunidade para perguntar ao supermalinformado secretário Suledil, se ele, por acaso leu os termos do contrato novo da ODEBRECHT, que terá que pagar depois como ordenador de despesas, porque lá devem estar estipuladas cláusulas de multas e cláusulas penais.

    Via de regra, superam os 10% do valor do contrato, além de outras (R$ 45.000.000,00 ???) É ISSO MESMO???

    Como a EMPREITEIRA escolhida (ou preferida) do Governo vai comportar-se, caso seu belo e polpudo contrato seja cancelado unilateralmente pela Prefeita(o)????????????????

    O secretário precisa ter mais responsabilidade com os seus pronunciamentos ao povo daqui, que não é tão idiota assim.

    Se ele não está autorizado a falar, é melhor que vá trabalhar e colocar em dia os pagamentos dos empreiteiros e fornecedores da Prefeita, porque eles já estão esgoelados e falando pelos cotovelos nas esquinas da cidade.
    JOSEGERALDO

  4. RIDICULO ESSE PAU MANDADO!AGORA A CULPA É DA BUROCRACIA.É MUITA INCOMPETENCIA E DESRESPEITO AO POVO.PERGUNTO AO JOSE GERALDO SE EXISTE ALGUM LEVANTAMENTO QUE MOSTRE O VALOR DESSA ARRECADAÇÃO(TX DE LUZ) E DO ITBI?

  5. É verdade…falam pelas esquinas. E depois vão pro Cesec procurar as licitações que estão na rua, todos brigando por obras novas…

  6. Aí alguém pode dizer…mas os caras tem firma de engenharia, tem que fazer obras, não podem fazer outra coisa. Não é verdade, a maioria que faz obras pequenas e médias tem outra atividade. Fazendeiros, donos de loterias, donos de postos de gasolina, etc, etc, etc. Esperneiam, mas não largam o osso…

  7. …o que não justifica, é óbvio, o atraso nos pagamentos.

  8. Eles nao irao cancelar esse contrato de forma alguma caro Ze Geraldo… nao se iluda !!!

    O fato e que mesmo com o cancelamento dos Royalties a cidade continua a ter o dinheiro, e fato e simples !!!

    O que esta por tras desses valores todos e isso e inquestionavel e simplesmente arrecadar dinheiro pra campanha que sera carissima pra Garotinho que tem varios impecilhos judiciais entre muitos outros !!!

    ENTAO A MASCARA MAIS UMA VEZ CAI, COMO JA CAIU DESDE O INICIO DESSE GOVERNO (trecho excluído pela moderação) !

    A PERGUNTA QUE FACO AO QUADRILHEIRO ARMADO OU MALUF DO RIO/ GAROTINHO É:

    DE QUAL QUADRILHA VOSSA EXCELENCIA FALAVA QUANDO DO GOVERNO MOCAIBER ?

  9. Savio nao e falta de cuidado,e falta de respeito.
    Nao acredito q nao tenha dinheiro,ja deve estar separado.

  10. Amigos…..
    Campos recebe MENSALMENTE + de 50 milhões relativos aos Roylaties e TRIMESTRALMENTE + de 150 milhões. Numa conta rápida, em participações de ROYALTIES CAMPOS RECEBE +++++ DE 1 BILHÃO POR ANO, E A APLICAÇÃO É ESTA ZONA (que tb é ELEITORAL)por não haver fiscalização para coibir essa “quadrilha”.
    Informem ao Suledil que a coleta de LIXO é paga no carnê do IPTU e a TAXA de Iluminação é na conta da Ampla E TUDO É REPASSADO PARA A POBRE PREFEITURA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES – TERRA DE INDIOS – ESTAS duas TAXAS não tem há ver com os royalties. ENTÃO SULEDIL ANTES DE FALAR LEIA, LEIA, LEIA E REFLITA EM QUE VOCES ESTÃO GASTANDO NOSSO DINHEIRO.

  11. Aproveitando A INÉRCIA DA BUROCRACIA – vele lembrar que em seu primeiro mandato a frente da prefeitura, a Rosângela (assim preferido por ela em sua campanha de 2008)então Rosinha que é de Garotinho permaneceu na prefeitura por consequência de liminares favoráveis sempre emitido pelo mesmo Ministro.

Deixe uma resposta para maria Cancelar resposta

Fechar Menu